Salão de Detroit - Pressão verde

Sem sustentar discurso ambiental e prestes a perder a liderança para os japoneses da Toyota, americanos promovem mostra com algumas novidades para o Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/01/2008 14:55
Nissan Versa - Nissan/Divulgação Nissan Versa
De Detroit (EUA) - Pressionada pelo bom senso ambiental, existente no resto do mundo, a indústria americana - com seu QG em Detroit, cidade-sede da Ford, General Motors e Chrysler - ensaia na 101ª edição do North American Auto Show (Naias), o Salão de Detroit, que abre ao público no sábado e termina dia 27, uma queda por causas menos nocivas ao meio ambiente. Mas a força do mercado local, calcada em imensas picapes e esportivos de alta potência, impede que o discurso soe natural (e realista). Os projetos ambientais se reduzem aos conceitos e à retórica, sem muitas perspectivas comerciais, e, assim, os americanos se vêem mergulhados em uma dicotomia crônica, incapazes de acompanhar o rumo ecológico dos salões do automóvel de Frankfurt e Tóquio, realizados no ano passado.

Veja mais fotos do Salão de Detroit!

Não bastasse a indefinição, a indústria automobilística dos Estados Unidos está à beira de amargar a maior derrota de sua história, pois uma montadora japonesa, a Toyota, deve liderar as vendas mundiais. Os japoneses já anunciaram seus números de 2007: 9,6 milhões de veículos vendidos. Já a GM, líder secular, aguarda o final do evento para o anúncio, que será feito dia 23. A derrota esperada é adiada para não ofuscar o sentido do salão do automóvel: lançar produtos e apontar tendências.
Toyota Corolla e Volkswagen Passat CC - Fotos: Daniel Camargos/EM - 14/1/08 Toyota Corolla e Volkswagen Passat CC

Brasil
A nova geração do Toyota Corolla, que deve ser lançada em breve, mostra que a ousadia de design, que sobra no concorrente Honda Civic, não inspirou os designers da Toyota. A sobriedade permanece e as alterações são pequenas. Outro sedã que chegará em breve ao Brasil, para participar do disputadíssimo mercado dos médios, é uma variação do Nissan Versa, modelo sedã do Tiida, fabricado no México. O Versa chegará com a chancela da Chrysler, que firmou parceria com a Nissan e o venderá com outro nome. O sedã da Nissan tem motor 1.8, de 122 cv.

Dos lançamentos mundiais, alguns podem ser aguardados no Brasil, como o Volkswagen Passat CC (Concept Cupê). Com teto panorâmico de vidro, o conceito se destaca pelas linhas harmônicas. A queda suave do teto até a traseira e os traços em forma de arco nas laterais completam o visual. O primeiro cupê quatro portas da Volkswagen tem duas opções de motor a gasolina, de 160 cv a 300 cv, e um sistema que detecta saída sem sinalização da pista e corrige a trajetória. No segundo trimestre, o CC será lançado na Europa e, no último trimestre deste ano, nos EUA e Canadá - e, posteriormente, no Japão. Ainda não há previsão para a data de lançamento no Brasil.

Outro modelo de procedência alemã que deve chegar ao país é o BMW X6, apresentado pela primeira vez em sua versão de produção. Com duas opções de motor (V8 4.4, de 405 cv; e V6 3.0, de 304 cv), ambos biturbo. Mistura de utilitário-esportivo com cupê, o X6 tem 4,87 m de comprimento, 1,98 m de largura e 1,69 m de altura. Trata-se de uma evolução do X5, carro que faz sucesso no Brasil. A marca também apresentou o Série 1 Cabriolet, que pode ter a capota fechada com o carro em movimento (até 40 km/h) e tem duas versões, com motores diferentes: 3.5, de 300 cv; e 2.8, de 230 cv.

Leia mais sobre o Salão de Detroit no Veja Também, no canto superior direito desta página.

(*) Jornalista viajou a convite da Anfavea
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação