Salão de Genebra - No reino do Tio Patinhas

Entre chocolate, queijo e muito dinheiro, primeira mostra do ano exibe carros movidos a combustível alternativo, de luxo e potentes e conceitos incomuns

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/03/2008 11:11 Emilio Camanzi /Vrum/TV Alterosa
Tata Nano foi atração, chamando a atenção até do presidente da Porsche - Fotos: Arnd Weigmann/Reuters Tata Nano foi atração, chamando a atenção até do presidente da Porsche
De Genebra, na Suiça - Por ser na Suíça, terra do chocolate, queijos e, claro, bancos, é organizado no centro de um disputado mercado, no qual se fala de maneira corriqueira em milhões de euros, dólares ou qualquer outra moeda . Por isso, além de palco para novos lançamentos no início do ano, era o que se destacava pelo luxo e, claro, preço dos carros expostos.

Veja tudo que aconteceu no Salão de Genebra!
Veja mais novidades de Genebra!

Era? Sim, porque nesta 78ª edição, entre Rolls-Royce, Maybach, Mercedes-Benz, BMW, Bugatti, Pagani, Lamborghini, Porsche e outros mais valiosos, a grande sensação foi o pequeno e modesto Nano. Feito na Índia, pela Tata, Genebra foi o local escolhido para sua apresentação internacional. Será o primeiro carro do mundo a custar menos de 3 mil dólares e, com ele, Ratan Tata, presidente da companhia, quer motorizar a Índia. Mais precisamente, substituir milhares e milhares de motos que rodam com toda a família a bordo por algo mais prático e, principalmente, seguro.

Com um pequeno motor de dois cilindros de 623 cm³ de cilindrada e 33 cv, acabamento simples, lugar para cinco pessoas, a maioria desdenha que não passa de uma moto com guarda-chuva. Mas é tão coerente com a proposta a que veio que até Ferdinand Piech, o todo-poderoso da Porsche e que em breve se tornará também o comandante da Volkswgen, saiu de seu pomposo estande e, munido de um ímã de geladeira, foi ate o modesto estande da Tata. Reconhecido por um funcionário de terceiro escalão, cada vez que passava o ímã na carroceria, atônito confirmava que o Nano é realmente de metal. Surpresa mas tambem interesse em ver de perto como um carro daqueles deverá ser vendido na Europa, em uma versão ligeiramente mais cara e de melhor acabamento.
Citroën C5 Break - Citroën C5 Break

Carros movidos a gás, biocombustiveis, etanol, E85, eletricidade, híbridos e até movidos a energia solar mais uma vez estiveram presentes. Mas não tinham tanta força como nos realizados até o ano passado. Simplesmente estavam presentes para lembrar que fabricantes de automóveis continuam pensando no assunto e que, assim que o público realmente passar a exigir esse tipo de carro, eles estarão prontos para vender uma alternativa, ao combustível fóssil. Mas pelo jeito vai demorar ainda algum tempo, pois motores V12, com mais de 1.000 cv, ou menores com "modestos" 500 cv, são os que mais chamam a atenção dos visitantes.

Distribuídos em 77 mil m², os principais fabricantes europeus, japoneses e norte-americanos, incluindo pequenos produtores de automóveis ou de carrocerias especiais, apresentam até dia 16 mais de 40 novidades mundiais. Entre as novidades que chamaram a atenção estão os novos Citroen C5, sedan e station wagon, que impressionaram por suas linhas ousadas e acabamento de alta qualidade. Deverao desembarcar no Brasil ainda este ano.

Leia mais sobre o Salão de Genebra 2008 no Veja Também, no canto superior direito desta página.

(*) Viajou a convite da Citroën do Brasil
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação