25º Salão Internacional do Automóvel - Criatividade em evidência

Veículos inusitados, como os carros-conceito nacionais, são a grande atração do evento. Maioria dos modelos já foi exibida pelo mundo, mas aqui é novidade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/10/2008 09:48 Daniel Camargos /Estado de Minas
Belas mulheres e o Bugster, mistura de buggy e roadster, agitaram o estande da Fiat - Daniel Camargos/EM/D.A Press - 27/10/08 Belas mulheres e o Bugster, mistura de buggy e roadster, agitaram o estande da Fiat
De São Paulo (SP) - O 25º Salão Internacional do Automóvel, que abre as portas ao público amanhã e vai até 9 de novembro, no pavilhão de exposições do Anhembi, em São Paulo, é acima de tudo um show.



Não importa se aquilo que é dito novo já foi visto ou falado, se carros lançados estiveram nas páginas impressas há dias, semanas ou meses ou se o mundo fora das quatro paredes do pavilhão seja bem menos colorido e com número infinitamente menor de belas e formosas modelos sorrindo incessantemente por metro quadrado. O clima de déjà vu é deixado de lado quando se tem a oportunidade de ver pela primeira vez, em lata, borracha e outros componentes nem tão convencionais, três conceitos produzidos por centros de estilo brasileiros exclusivamente para o salão tupiniquim.

Chevrolet
"O que ocorre aqui é especial, pois o mercado brasileiro é diferente e requer linhas emotivas. Hoje, todos os carros são bons, e o que desperta interesse e chama a atenção é o desenho", afirma o diretor de design da General Motors para o Brasil e América Latina, Carlos Barba, responsável pela criação do GPiX, crossover cupê, um dos conceitos brasileiros da mostra. O GPiX deve servir de plataforma para futuros automóveis compactos produzidos pela Chevrolet no país. Aliás, se não fosse pelas duas portas e pelo vidro lateral traseiro extremamente anguloso, o conceito até se passaria como um dos 450 modelos de produção expostos no Anhembi.

Veja fotos dos Chevrolet GPiX!

Fiat
Situação bem diferente do Fiat Concept Car II (FCCII), ou como foi chamado internamente no centro de estilo da fábrica em Betim: Bugster, mistura de buggy e roadster. Verde como um grilo, a ecologia transpassa a cor e vai do cerne (motor elétrico alimentado por 93 baterias de íon lítio, que podem ser recarregadas em uma tomada de 220v, com autonomia de 100 quilômetros, potência de 89,2 cv e torque máximo de 22,9 kgfm), passa pelos painéis de compostos de nanoargila, pelo kit de ferramentas em plástico reciclado com fibras de curauá e sisal até a espuma que reveste os bancos, feita com 30% de poliol de óleo de soja reciclado.

Veja fotos do FCC2 Bugster!
Leia mais sobre o conceito Fiat Bugster!
GpiX deve servir de plataforma para futuros modelos compactos produzidos pela GM - Chevrolet/Divulgação GpiX deve servir de plataforma para futuros modelos compactos produzidos pela GM

Renault
O terceiro conceito tupiniquim tem um componente draconiano, pois usa a base do romeno Logan, criado para o mercado europeu pela subsidiária da Renault, a Dacia, e produzido também na fábrica de São José dos Pinhais (PR), o Sand'Up concept, que foi desenvolvido pelo centro de estilo do fabricante francês em São Paulo. Além da afirmação do design made in Brasil, o Salão de São Paulo confirma uma série de importações (a despeito da instabilidade cambial) e mostra lançamentos atuais e futuros da indústria automobilística nacional.



Leia mais sobre o conceito Sand'Up!
Veja fotos dos Renault Sand'UP, de Fórmula 1 e de outros carros!

(*) Jornalista viajou a convite da Anfavea
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação