Show dos exóticos

Para quem acha que os modelos topo de linha das marcas de luxo não são suficientes, a mostra paulista exibe superesportivos requintados, que custam até R$ 10 milhões

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 30/10/2010 20:22 Julio Cabral /Estado de Minas
Julio Cabral/EM/D.A PRESS
Acompanhe também o Vrum pelo Twitter

De São Paulo - Para um entusiasta, os modelos topo de linha das marcas premium, como Audi A8, BMW Série 7 e Mercedes-Benz Classe S, apresentados no Salão de São Paulo, que abriu as portas dia 27 e vai até 7 de novembro, são o máximo da aspiração. Mas, para alguns abonados que assumem a postura de connosseurs também na hora de comprar um carro, há opções mais exclusivas. Na 26ª edição do evento, que completou 50 anos, a classe dos supercarros abrilhanta o Anhembi, um clube que abriga pelo menos oito modelos com preços superiores a R$ 1 milhão.

Veja a galeria de fotos dos superesportivos no Salão do Automóvel!

Em uma esfera sem limitações, o mais exclusivo dos modelos é o Pagani Zonda R, cupê italiano que teve apenas 10 unidades feitas. A exposta no Salão pela representante Platinuss, de número sete, está sendo vendida por R$ 10 milhões. Esse bólido tem motor V12 6.0 AMG da Mercedes-Benz, que desenvolve 750cv, acelera até os 100km/h em 2,7 segundos e chega aos 370 km/h, um desempenho que o levou a cravar uma volta recorde de 6m58s nos 22 quilômetros do circuito de Nürburgring, na Alemanha. Mas o carro é somente para pistas, o que certamente deve atrair um afortunado gentleman pilot (piloto cavalheiro, em inglês).

RECORDES Por uma fortuna menor é possível levar para casa dois superesportivos ainda mais velozes e liberados para andar na rua. Por enquanto, oficialmente, o Bugatti Veyron, com motor de 1.001cv, é o mais rápido do mundo. Mesmo na versão roadster Grand Sport, exibida no Salão pela British Cars – a mesma do Bentley –, o conversível chega aos 407km/h – sem o teto, a velocidade fica em “apenas” 360 km/h – e vai até os 100km/h em 2,7s. Um sonho que custa R$ 7,7 milhões. No estande da rival Platinuss, o Koenigsegg CCXR E100, que custa R$ 6 milhões, é equipado com um V8 4.7 biturbo, de 1.100cv, capaz de rodar com etanol puro para ir aos 415km/h, um recorde ainda não oficial. A Platinuss também representa a holandesa Spyker, marca que chegou ao Brasil em 2009 e aproveita o Salão para exibir o C8 Airelon. Como os demais Spyders, o esportivo aeronáutico tem motor Audi V8 4.2, de 400cv, que o leva até 100km/h em apenas 4,5s. A velocidade máxima é de 300km/h.

CLÁSSICOS Quando se fala em superesportivos, as marcas Ferrari, Lamborghini e Porsche são as mais lembradas. Tanto a marca de Stuttgart quanto a casa de Maranello exibem seus modelos mais potentes e rápidos. A Porsche traz o 911 GT2 RS, que extrai 620cv do seu 3.6 biturbo para acelerar até 100km/h em 3,5s e alcançar 330km/h. Os cinco modelos destinados ao Brasil foram vendidos por R$ 1,5 milhão cada. A Ferrari 599 GTO usa o V12 6.0 de 670cv para cumprir a mesma prova em 3,35s e chegar aos 335km/h. O preço ainda não foi definido, mas fica 10% a 12% mais caro que a 599 normal, que custa R$ 2,5 milhões, esperados R$ 2,75 milhões. A Lamborghini também não anunciou o preço do Gallardo LP-570-4 Superleggera, que conjuga um V10 5.2, de 570cv, a uma carroceria 100kg mais leve, de 1.340 quilos, para ir aos 100km/h em 3,4s e chegar aos 325km/h.

007 A Aston Martin debuta no Salão de São Paulo com a sua gama completa. A linha começa nos R$ 650 mil do Vantage V8 cupê, valor que sobe para R$ 731 mil no conversível. Mas vai crescendo de acordo com a gama, dos R$ 935 mil pedidos pelo DB9 aos R$ 965 mil do cupê de quatro portas Rapide, ambos equipados com o mesmo motor V12 6.0, de 477cv. A grande estrela é o DBS, que acelerou nos dois últimos filmes do agente 007. No DBS, o motor de 12 cilindros gera 517cv e permite ir aos 100km/h em 4,3s e chegar aos 303km/h, desempenho que custa R$ 1,278 milhão.

BENTLEY A clássica marca mostra que ficar sob a égide da Volkswagen fez bem, com dois modelos que se afastam das antigas reedições de alto desempenho da gestão Rolls-Royce. O Flying Spur Speed é um sedã de alto luxo com 5,29 metros e etiqueta de preço de R$ 850 mil. O modelo tem motor W12 6.0 biturbo, que gera 610cv, pesa 2.475 quilos, acelera até 100km/h em 4,8s e atinge a máxima de 322km/h. Há também o cupê Continental GT Super Sports, com o mesmo motor, que tem desempenho ainda melhor: 3,7s para chegar aos 100km/h e 329km/h de máxima. O preço acompanha a performance: R$ 1,25 milhão.

Porsche GT2 RS é o mais rápido da marca - Marcello Oliveira/EM/D.A Press Porsche GT2 RS é o mais rápido da marca


O Jornalista viajou a convite da Anfavea.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
25 de outubro de 2012

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação