Numeração de motor - Mais uma na conta do consumidor

Resolução obriga consumidores a pagarem por serviço em concessionárias autorizadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/11/2006 21:51
Laudo do número do motor mais caro indigna José - Maria Tereza Correia/EM - 31/10/06 Laudo do número do motor mais caro indigna José
A resolução 199 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que regula a numeração do motor, foi cozinhada em banho-maria durante quase dois anos. Nem os recorrentes problemas com os motores de reposição foram capazes de acelerar o processo. Apesar da calma, a lei não satisfaz a todos e lembra os remédios fortes, que curam um mal, mas provocam outros. O efeito colateral mais grave é sentido no bolso de quem tem carro com motor de seis cilindros. A posição do motor impede que o vistoriador do Detran retire o decalque com a numeração e, segundo a resolução 199, cabe ao proprietário do veículo providenciar junto à concessionária ou empresa devidamente autorizada declaração constando o número e o decalque do motor.

O proprietário da revenda de automóveis Activa Multimarcas, José Feliciano Quintão, passou pelo problema com uma Chevrolet Blazer. Peguei com o meu mecânico o decalque com o número e paguei R$ 50, mas não aceitaram. O problema é que as concessionárias cobram R$ 280 para fazer o serviço, reclama Quintão. Para o comerciante, as empresas que são idôneas deveriam ter a permissão de emitir um laudo com o número do motor, o que favorecia o consumidor. O problema contempla todos os proprietários de carros como motor com seis cilindros, que inclui versões do Fiat Marea. Ford Ranger, Jeep Cherokee e Dodge Dakota.

O chefe da Divisão de Registros de Veículos do Detran-MG, delegado Luiz Cláudio Figueiredo, explica que o Detran apenas cumpre a resolução. Porém, ele entende que, apesar dos dissabores para os consumidores, a resolução é benéfica, pois uniformizou o procedimento em todo país. Em cinco anos não adiantará mais roubar motor para revender, afirma o delegado. Ele acredita que, com o tempo, as montadoras adaptarão o local da numeração para facilitar a vistoria. Na hora de escolher um carro, o consumidor tem que olhar a numeração de motor, como observa a lataria, a pintura e a documentação, recomenda. O Detran não autorizou nenhum órgão a retirar o número do motor, o que torna as revendas autorizadas detentoras da exclusividade do serviço.

Desfalque

Por enquanto, está sendo licitado às empresas autorizadas que marquem um número nos motores de reposição. Isso porque, além do desfalque no bolso dos proprietários de motores seis cilindros, a Resolução 199 ainda não saneou totalmente os problemas pendentes. Um motor que foi substituído deve ser gravado da mesma forma que ocorre a gravação de chassi, com empresas autorizadas pelo Detran. Eles terão um número de série que ficará a disposição dos Detrans de todo o país e constará no item observações, contido no documento do veículo.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação