Bagageiro - Quando o topete atrapalha

Em viagem de férias, bagagem costuma ser tanta que motorista acaba recorrendo ao teto do carro para acomodar toda a tralha. E isso afeta bastante o consumo e a direção

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 22/12/2006 14:36 Eduardo Aquino /Estado de Minas
Quando a capacidade do porta-malas se esgota, bagageiro do teto é opção - Fotos: Fiat/Divulgação Quando a capacidade do porta-malas se esgota, bagageiro do teto é opção
Quando o motorista acha que conseguiu acomodar todas as bagagens da longa viagem de férias no porta-malas, o filho aparece com aquele brinquedo imprescindível, a mulher com uma cadeira de praia, a sogra com mais uma mala e o sobrinho com aquela prancha de isopor. E agora? Resta apelar para o bagageiro de teto. Mas é importante saber como isso afeta o comportamento do carro.

Pontos específicos

O primeiro cuidado é identificar em que parte deve ser fixado o bagageiro: no teto ou nas barras longitudinais. A dica pode ser facilmente encontrada no manual do veículo. Geralmente, para ter acesso a esses pontos (em carros sem barras), o motorista tem que usar chave de fenda para levantar as lingüetas. Depois de percorrer alguns quilômetros, o motorista deve verificar novamente se os parafusos de fixação estão bem apertados.

Consumo

Um dos principais problemas gerados pelo uso do bagageiro no teto é o aumento do consumo de combustível, pois o equipamento aumenta de forma significativa a resistência aerodinâmica. Para se ter uma idéia desse aumento, se o motorista rodar com o bagageiro armado, sem bagagem, a 120km/h, o consumo aumenta em cerca de 20%.

Estabilidade

Como o bagageiro no teto altera o centro de gravidade, a estabilidade do veículo também é modificada. Portanto, o motorista deve contornar curvas fechadas com mais cuidado e evitar manobras bruscas, como mudanças repentinas de faixa.
Objetos no teto alteram o centro de gravidade, exigindo atenção redobrada em curvas - Objetos no teto alteram o centro de gravidade, exigindo atenção redobrada em curvas

Altura

Os bagageiros vendidos no mercado respeitam a altura de 40cm, prevista pela legislação. Mas, quando o motorista faz o seu próprio pacote (que deve ser feito com material impermeável, formando um volume compacto e bem amarrado), essa altura pode ser excedida. Cuidado, pois a multa rende quatro pontos no prontuário e menos R$ 85,13 no bolso do infrator. Outro cuidado com relação à altura é a entrada e saídas, em prédios e estacionamentos. O motorista deve ficar atento às placas e avisos, que alertam para o limite de altura, para evitar danos.

Garantia

O proprietário do veículo deve ficar atento ao adquirir um bagageiro, pois as montadoras costumam homologar somente aqueles que são vendidos como acessórios nos concessionários. E os manuais dos veículos costumam trazer advertências do tipo os danos provocados pelo uso de outros sistemas de bagageiro ou por montagem, que não atenda às instruções fornecidas pela montadora, ficam excluídos da garantia. Isso não quer dizer, de forma alguma, que não existam bagageiros de qualidade no mercado paralelo, que foram desenvolvidos conforme cada modelo específico e as normas de segurança exigidas pelas montadoras. Mas a garantia, nesse caso, terá que ser exigida do fabricante do bagageiro.

Cargas máximas

Todo bagageiro de teto, seja ele vendido em concessionárias ou no mercado paralelo, tem uma capacidade de carga máxima admitida (prevista no manual do fabricante), que deve ser respeitada sob o risco de danos no equipamento e no veículo.

Uniforme

O bagageiro afeta, de qualquer forma, a dirigibilidade do carro. Mas, para reduzir um pouco essa interferência, uma das soluções é distribuir de forma uniforme a bagagem, que vai contribuir para manter o equilíbrio.

Teto solar

O motorista deve ter cuidado especial em veículo equipado com teto solar elétrico, pois, ao ser acionado, a lâmina pode atingir algum objeto fixado ao bagageiro.

Preços

É necessária uma boa pesquisa, pois os preços variam muito.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação