Retorno - Guardando as malas

Se você fez longa viagem nessas férias, seu carro merece alguns cuidados antes de voltar à rotina, pois rodou milhares de quilômetros ou ficou parado muitos dias

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/02/2007 00:56 Eduardo Aquino /Estado de Minas
Arte de Lelis/EM
Se você tirou férias, seu carro não. Pelo contrário, ele provavelmente teve que encarar buracos, maresia, areia, poeira, barro e alguns milhares de quilômetros sob um sol escaldante, e merece alguns cuidados antes de voltar ao batido da lata. Se você optou por ir de avião, de ônibus ou de carona, deixando seu veículo na garagem, ele também merece atenção antes de voltar à ativa.

Palhetas
Como seu carro deve ter ficado muito exposto ao sol, poeira, vento e outras ações destrutivas, durante a sua viagem de férias, ou durante o chá de garagem, confira o estado das borrachas das palhetas do limpador do pára-brisa e do vidro traseiro, se for o caso, que podem estar ressecadas.

Suspensão
Como nossas estradas estão parecendo um queijo suíço, de tanto buraco, um dos sistemas do carro que mais sofreu durante a viagem foi a suspensão, que deve ter trabalhado pesado. Portanto, faça uma checagem do sistema (molas, amortecedores, buchas etc.) e alinhamento e balanceamento, etc., para garantir boa estabilidade ao veículo e evitar desgaste prematuro dos pneus.

Reservatório
Reponha o líquido do reservatório do limpador do pára-brisa, que provavelmente você usou todo (ou quase todo) durante a viagem de férias. Não use detergente comum, que ataca (e mancha) a pintura.

Pneus
Para rodar com o carro carregado, você provavelmente calibrou os pneus com algumas libras a mais. Agora, não esqueça de voltar a calibragem para a condição normal (uma pessoa e sem bagagem). Para isso, consulte o manual do veículo. Se o carro ficou muito tempo parado, provavelmente a pressão está abaixo da recomendada. Calibre assim que puder, para evitar maior consumo de combustível e desgaste dos pneus.

Porta-malas
Aquelas tralhas (cadeiras de praia, pequenos objetos, peças que foram trocadas etc.), que você levou na viagem, e ficou com preguiça de descarregar na volta, representam acréscimo nas despesas com combustível, pois o consumo vai subir. Livre-se logo deste peso morto, e aproveite para dar uma geral no porta-malas.

Óleo do motor
Na viagem de férias, seu carro pode ter rodado muito e o período de troca, se aproximado. Portanto, confira quando foi a última troca e lembre-se de que ela deve ser feita por quilometragem ou por tempo, dependendo das condições de uso do veículo. Para se informar melhor, consulte o manual do veículo, no qual consta como deve ser feita a troca e as especificações corretas do óleo. Entretanto, alguns manuais estão defasados, pois algumas montadoras alteraram os prazos e as especificações do óleo para um mesmo motor. Neste caso, procure uma concessionária da marca ou um posto de troca que tenha informações mais atualizadas. É importante lembrar que, se durante a viagem de férias seu carro estava rodando próximo do regime leve (trânsito livre e fluente, velocidade média acima dos 60 km/h etc.), agora ele vai passar para o regime severo (percursos com menos de 15 minutos, como ir e voltar do trabalho, trânsito congestionado, velocidade média abaixo dos 60 km/h etc.), o que reduz bastante o prazo de troca do óleo. Aproveite e troque também o filtro do sistema, pois o óleo sujo e desgastado que fica dentro dele vai contaminar o lubrificante novo.

Pára-brisa
Se ele estiver com alguma pequena trinca ou fratura de configuração circular, resultado de alguma batida de pedra, leve o carro para consertar, pois, além de prejudicar sua visão, esse tipo de dano é considerado pela (recente) Resolução 216 do Contran como infração grave, que implica em multa de R$ 127,69, perda de cinco pontos e até retenção do veículo para regularização.

Faróis
Antes da viagem, você mexeu naquela regulagem (interna ou externa) de altura dos fachos dos faróis, para evitar o ofuscamento da visão do motorista que vinha em sentido contrário, porque seu carro estava carregado. Agora, não esqueça de voltar a regulagem para o ponto normal (ou seja, para quando o carro está vazio) para que os faróis iluminem melhor, pois, caso contrário, eles não serão eficientes em médias e longas distâncias.

Lavagem
Se você está preocupado com a proliferação de ferrugem na parte de baixo do carro, devido à maresia, não leve o carro para um banho de água com óleo vegetal (antes era de mamona). Pode ser bom para evitar a oxidação, mas ataca os componentes de borracha e plástico, que atualmente são abundantes nos automóveis. Antes de pedir a alguém para lavar e aplicar cera, retire os respingos de asfalto, atirados pelas rodas e os pequenos insetos que grudam na carroceria. Algumas pessoas acabam usando qualquer tipo de solvente, danificando a pintura. Vale lembrar que existem removedores especiais para este tipo de limpeza. Dê uma geral por dentro, aspirando para retirar a areia e poeira, que podem danificar tecidos e couros.

Bateria
Se você deixou o carro na garagem e a bateria descarregou, não tente fazer o carro pegar no tranco, pois isso pode danificar o catalisador (devido ao excesso de combustível que desce pelo escapamento) e até romper a correira dentada, se o tranco for muito forte. Se for fazer a chamada chupeta, use cabos apropriados, com tamanho (e diâmetro) suficiente para não deixar os dois veículos encostarem (isto fecha um curto); não inverta, de maneira alguma, a polaridade, pois isto pode queimar várias centrais eletrônicas do carro (da injeção, do ABS e do airbag); e desligue todos os dispositivos elétricos do carro.

Combustível
Ele tem prazo de validade. No caso da gasolina comum, ela é de cerca de, no máximo, 90 dias. Depois disso, ela oxida. Por isso, os carros saem de fábrica com uma gasolina especial (de aviação) para evitar problemas. Após esse período, existe uma grande possibilidade de que seja formada uma espécie de goma no fundo do tanque, que pode chegar a entupir as válvulas injetoras (também chamadas de bicos injetores).
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação