Serviço -- O perigo mora ao lado

Quem acredita que carro parado na garagem não corre riscos está enganado. Além do desgaste normal, provocado pela ação do tempo, agentes externos são outros inimigos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 17/04/2007 23:12
Arte de Paulinho Miranda/EM
A expressão 'carro de garagem' pode ter um significado dúbio. Usada em anúncios para designar veículo usado e bem conservado, que roda pouco e que representa um bom negócio, ela pode, entretanto, dependendo da garagem, nomear um péssimo empreendimento. O engenheiro civil Marcelo Ming, da Lwart Proosfar Química, explica que é comum ocorrerem infiltrações nas lajes e que, nesses casos, a goteira que pinga na lataria é suficiente para provocar uma mancha. "Se o motorista não limpar rapidamente, a situação piora, pois, quando ele liga o motor, o capô aquece e acelera a reação, intensificando a mancha", explica Marcelo.

Gruta
O engenheiro explica que, em muitas situações, as goteiras das lajes são misturadas com cálcio do material de construção e chegam a formar estalactites, como nas grutas, o que é altamente prejudicial para a lataria dos automóveis. Para resolver o problema, segundo Marcelo, é preciso acabar com a infiltração. Existem diversas maneiras, mas o ideal é estudar o problema para identificar a solução adequada, que pode ser o uso de manta asfáltica, pintura impermeabilizante ou até mesmo refazer a laje.

Animais
Marcelo ressalta que, se o carro ficar descoberto e estiver em região industrial, a ocorrência de chuva ácida também provoca efeito altamente corrosivo na pintura. Outros fatores externos que reagem com a pintura vêm do céu: são os excrementos de pássaros e morcegos. A recomendação é que, assim que o carro for alvejado pelos animais, o dono deve limpar, pois a acidez é nociva. Parado na garagem, as rodas do carro também são usadas como apoio por cachorros, que adoram fazer xixi nesses locais. Assim como os pássaros e morcegos, o xixi dos cachorros é corrosivo e acelera o processo de ferrugem.

Vizinho
O carro de garagem, principalmente se for de condomínio, está sujeito ao zelo dos outros vizinhos. Com as ruas hostis às brincadeiras das crianças, a chance de o veículo ser alvo de uma bolada, ou esbarrão de uma bicicleta, é maior. Outras desventuras comuns ao carro de garagem são os esbarrões provocados pelos vizinhos, que nem sempre têm o mesmo cuidado do dono, que preza por um carro de garagem, no sentido original da palavra.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação