Manutenção - Economia sem risco

Usar peças remanufaturadas pode representar ganho de até 50% em relação às originais, sem afetar a segurança. Mas o mesmo não acontece com recondicionadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/05/2007 15:00 Eduardo Aquino /Estado de Minas
Arte de Paulinho Miranda/EM
No Brasil, ainda é pequena a oferta de componentes remanufaturados para veículos de passeio. O que não acontece no segmento de pesados, no qual 70% das peças de reposição para frotistas são remanufaturadas. Segundo o gerente comercial da Associação Nacional dos Remanufaturadores de Autopeças (Anrap), o problema é que o valor agregado para peças de veículos leves não compensa. A Anrap congrega atualmente as empresas Bosch, Sachs, Cummins, TRW e Luk e Knorr Bremse. De qualquer forma, esses componentes representam uma economia de até 50% na manutenção do veículo. Mas o motorista deve ter cuidado com as peças recondicionadas, que, embora sejam ainda mais baratas, não oferecem a mesma garantia.

Amortecedores
Não existem formas seguras de recuperar um amortecedor. Os fabricantes e especialistas alegam que a troca de todos os componentes necessários para garantir a segurança torna o processo economicamente inviável. Em alguns casos, os recondicionadores apenas limpam e repintam os produtos, que já estão com a durabilidade comprometida. Em outros, eles fazem apenas um furo com uma broca no amortecedor e injetam óleo de câmbio, deixando-os aparentemente com a mesma resistência de um novo.

Embreagem
Também é possível remanufaturá-la com segurança, mas os recondicionadores em geral somente limpam e repintam as peças, trocando somente as peças que impedem o seu funcionamento. Vale lembrar: uma embreagem não balanceada provoca vibrações e causa danos irreversíveis ao motor, podendo destruir os mancais e o eixo do virabrequim. Portanto, não se arrisque comprando uma embreagem recondicionada.

Mecanismos de direção
A TRW oferece componentes remanufaturados, tanto para sistemas hidráulicos como mecânicos, de modelos atuais e antigos da Ford, GM, Fiat, Volkswagen, Renault, Mercedes, Honda e Toyota. Eles passaram pelo mesmo processo de fabricação da peça original e têm a mesma garantia. O que não se deve usar, de maneira alguma, seja remanufaturada, seja recondicionada, são barras de direção, pois estão sujeitas a grandes esforços. De acordo com técnicos das empresas fabricantes, na maioria das vezes, os recondicionadores apenas prensam a tampa do terminal até encostar no pino, ou abrem a tampa do terminal e colocam uma arruela para tirar a folga. Após algum tempo, pelo desgaste e pela pressão, o pino acaba escapando de dentro do terminal, deixando o veículo completamente sem controle. Se você tem amor à vida, troque a barra por uma nova.

Vantagens
Além do preço, as peças remanufaturadas apresentam a mesma qualidade de uma nova e têm garantia e assistência técnica, pois são produzidas pelas mesmas empresas que fabricam os componentes originais. Elas também são ecológicas, pois a remanufatura é, na verdade, um processo de reciclagem, gerando menos lixo e menor impacto sobre o meio ambiente; e ajudam a combater a pirataria, já que o sistema "à base de troca" reduz a oferta de peças usadas.

Alternadores e motores de partida
De acordo com o técnico em eletrônica José Augusto Gomes Queiroz, da empresa Eletrotécnica Consultoria e Treinamento, "as peças remanufaturadas saem bem mais em conta e não tenho informações sobre problemas relacionados com defeito de fabricação". O motorista ainda tem a opção da "base de troca" (sistema adotado pela Bosch), na qual a peça nova pode sair até 40% mais barata. Por outro lado, os recondicionadores não costumam trocar componentes importantes como reguladores, diodos, escova, rolamentos, etc.

Bombas de combustível
Embora existam muitas ofertas de bombas recondicionadas no mercado, José Augusto Queiroz não aconselha o uso desse componente. "Trata-se de um item que trabalha com altas pressões e é muito exigido pelo sistema de alimentação. Qualquer falha no processo de recondicionamento pode deixar o motorista literalmente na mão", alerta.

Código do Consumidor
De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, as oficinas mecânicas são obrigadas a pedir autorização ao cliente para usar peça remanufaturada ou recondicionada nos serviços. A lesgislação prevê 90 dias de garantia, além daquela oferecida pelo fabricante (se for um ano, então serão 12 meses + 90 dias); e prevê dois tipos de responsabilidade: vício ou defeito de fabricação, no qual o consumidor tem direito a substituição, devolução do dinheiro ou abatimento proporcional no preço; ou o fato deste defeito causar um acidente que gere algum tipo de prejuízo. Nos dois casos, tanto o fabricante como o comerciante poderão ser acionados. Já o mecânico também poderá ser acionado se não pediu autorização ao cliente, se não armazenou corretamente o produto e se prestou mal o serviço.

Diferenças Remanufatura Recondicionamento
Qualidade Geralmente segue as mesmas normas de controle de um produto novo, com o objetivo de obter durabilidade e perfeito estado de funcionamento Não tem especificações ou normas de qualidade
Tecnologia e processos de produção Produto remanufaturado é feito pelo mesmo fabricante do componente original, ou por estabelecimentos autorizado por ele, utilizando os mesmos processos, matéria-prima e componentes empregados no equipamento original, com substituição de todos os com Os recondicionadores geralmente não têm acesso às tecnologias originais de fabricação. Eles trocam somente os componentes com defeito, tendo como consequência o aumento das chances de quebra
Economia Melhor custo/benefício do que o componente novo Baixo preço, mas baixa durabilidade
Garantia Geralmente, acompanha a da peça nova e o motorista pode contar com rede maior de atendimento A garantia praticamente inexistente, pois ela é oferecida pelo fabricante
Assistência e suporte técnico Na maioria das vezes, o motorista conta com serviços de SAC, com profissionais mais capacitados Geralmente não tem rede de assistência técnica

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação