Aperfeiçoamento - Sabedoria necessária

Evolução tecnológica do setor automotivo exige que profissionais de reparação invistam em capacitação para se manter atualizados com novos equipamentos e softwares

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/08/2008 17:41 Caderno de Veículos /Estado de Minas
Setor de reparação veicular precisa acompanhar evolução da indústria automotiva - Juarez Rodrigues/EM/D.A Press - 14/6/07 Setor de reparação veicular precisa acompanhar evolução da indústria automotiva
João Montsserrat - Estado de Minas

A indústria automobilística precisa, obrigatoriamente, além de fabricar veículos, produzir equipamentos, peças e acessórios que facilitem a vida do consumidor. E o desenvolvimento de novas tecnologias, além de ser parte da rotina no ramo, é necessário para que as montadoras consigam acompanhar umas às outras neste quesito. Mas, não somente os fabricantes de automóveis têm que se adaptar à velocidade com que o avanço tecnológico se faz presente no setor. Profissionais e empresas reparadoras também devem acompanhar o fenômeno e se atualizar, pois, a cada dia, novos equipamentos e softwares são implantados para as diversas tarefas referentes ao conserto de veículos, sejam eles nacionais, sejam importados.

A importância do setor automotivo como um todo e também da necessidade de busca constante de aperfeiçoamento por profissionais e oficinas reparadoras pode ser explicadas por números: apenas em Minas Gerais existem 7.725 empresas de reparação veicular, das quais 2.957 estão localizadas em Belo Horizonte. Segundo dados do último anuário estatístico da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), publicação com os números do setor até 2007, a frota estimada no estado é de cerca de 2,47 milhões de veículos automotores, o que representa 10,36% da frota brasileira, sendo a segunda maior do Brasil, atrás apenas de São Paulo.

Segundo Cláudio Lambertucci, presidente do Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de Minas Gerais (Sindirepa-MG), a tendência é que, em vista da evolução automotiva, mais profissionais e oficinas reparadoras invistam em qualificação. "O perfil mudou devido à introdução de novas tecnologias nos veículos, fazendo com que a reparação se adaptasse para atender às exigências do setor. Essa evolução se deu em maior volume em veículos de 2000 para cá. Em vista disso, o setor está investindo pesadamente em qualificação desses mecânicos e aquisição de equipamentos pelas oficinas, principalmente aquelas associadas ao Sindirepa, que têm acesso maior aos cursos ministrados pelo próprio sindicato e em convênio com o Senai e as empresas fabricantes desses equipamentos", afirma.

Evento
De olho no mercado de reparação veicular e na evolução que o acompanha, será realizada a 6ª Tecnoshow - Feira Internacional de Serviços, Peças, Acessórios e Abastecimento Automotivo, voltada para fabricantes de autopeças, acessórios e oficinas reparadoras. A realização do evento, o maior do ramo, é prova do entusiasmo que toma conta dos profissionais que atuam no setor, motivados pelo bom momento da indústria automobilística e pela grande demanda por serviços especializados. Os organizadores esperam atrair cerca de 15 mil visitantes nos três dias de evento, a ser realizado de sexta-feira a domingo, no Expominas.

Para Lambertucci, a 6ª Tecnoshow vai agregar conhecimento para os profissionais do setor. "A feira, realizada pelo Sindirepa, Senai e com apoio da Fiemg, vem exatamente para permitir que esses especialistas, mecânicos, gerentes, diretores de centro automotivo e, é bom frisar, também mecânicos de empresas construturas e transportadoras possam ter acesso a essas novidades, que vão permitir-lhes ganhos de conhecimentos", finaliza.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação