Volante - Melhor revestir

Consumidores com problema de desgaste no material e não conseguem ressarcimento do fabricante podem optar por capas de borracha ou restauração em couro. Novo custa mais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/09/2008 18:51 Paula Carolina /Estado de Minas
Esfarelamento é comum em muitas marcas - Maria Tereza Correia/EM/D.A Press - 21/12/07 Esfarelamento é comum em muitas marcas
Problema aparentemente simples, o esfarelamento de volantes e manoplas de câmbio de alguns veículos, principalmente da marca Fiat, ainda gera amolação. Há alguns anos, a reclamação foi comum, principalmente entre proprietários de Uno e modelos da família Palio fabricados entre janeiro de 2001 e abril de 2003, cujo defeito foi assumido pela Fiat, que trocou as peças sem ônus. Com o passar do tempo, no entanto, foram surgindo queixas do mesmo desgaste em outros veículos, Fiat e de outras marcas, e mesmo em modelos Fiat assumidos pela fábrica, mas fabricados antes ou depois da falha detectada. Na maior parte dos casos, embora legalmente o consumidor tenha direito à substituição do produto, isso não acontece e acaba-se amargando o prejuízo, já que o valor é relativamente baixo e muita gente prefere "deixar para lá" em vez de procurar amparo na Justiça ou em órgãos de defesa do consumidor. A dor de cabeça, no entanto, pode ser maior na hora de vender o carro, desvalorizado pela aparência das peças.

Uma solução mais simples e barata é a compra de capa de borracha para revestimento do volante. Em pesquisa por lojas em Belo Horizonte, é possível encontrar capas pretas e coloridas, de estilo mais sóbrio ou esportivo. A maioria é coberta por "bolinhas" supostamente anatômicas, mas há também as lisas. Custam em torno de R$ 15 e encaixam-se no volante. Já a substituição da manopla de câmbio pode variar entre R$ 10 e R$ 15, conforme o modelo do carro e a preferência por preto puro ou com detalhes cromados.

Couro
Solução um pouco mais definitiva, o revestimento em couro é procurado não só pela aparência, mas principalmente como solução para o desgaste do material original. De acordo com Maurício de Assunção Pereira, proprietário da Luma Capotaria, sua loja chega a revestir até oito volantes por dia. A maioria porque está descascando. Para um automóvel comum, o revestimento fica em R$ 100 e a garantia é a legal, de três meses. Em veículos maiores, como vans, o revestimento custa R$ 120, e em caminhões, R$ 160.

"A maioria nos procura porque o volante está estragado mesmo. Mas outros porque buscam maior conforto ao dirigir", completa o capoteiro Cristiano Pereira de Melo, da Capotaria Guajajaras. O movimento para revestimento de volantes na Guajajaras é bem menor e sazonal, mas Cristiano acrescenta: "Quem já teve volante de couro quer pôr de novo". A loja dá garantia de um ano e o custo do revestimento em couro com costura manual é de R$ 180. A manopla do câmbio também pode ser revestida por mais R$ 55.

Para maior durabilidade do couro, Cristiano e Maurício recomendam o uso de hidracouro ou qualquer tipo de produto usado para hidratação do material, que deve ser passado de quatro em quatro meses. Jamais devem ser usados produtos à base de silicone, gasolina, querosene, qualquer produto químico ou o famoso "pretinho".
Revestimento em couro é alternativa interessante à troca do equipamento. Capa de borracha é a solução mais barata - Paulo Filgueiras/EM/D.A Press - 16/9/08 Revestimento em couro é alternativa interessante à troca do equipamento. Capa de borracha é a solução mais barata

Direito
De acordo com o advogado Geraldo Magela Freire, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seção Minas Gerais, quando se trata de vício do produto, os proprietários têm direito à troca dos volantes e manoplas. Como o valor é pequeno, o caso pode ser solucionado sem advogado. A primeira providência é procurar o Procon. Caso não haja acordo, o segundo passo é procurar o Juizado Especial de Relações de Consumo, que acionará a montadora. Ele acrescenta que, mesmo que o proprietário do veículo queira trocar os componentes por conta própria, pode reivindicar o ressarcimento. Mas, para isso, tem que guardar a peça com defeito e a nota fiscal.

Original sai caro
Pesquisa em concessionária mostra discrepância de preços e falhas no atendimento

A solução original seria comprar um novo volante. Veículos também pesquisou preços de volantes dos carros compactos mais em conta: Fiat Uno e Palio Fire, Chevrolet Celta e Classic, VW Gol, Ford Ka e Fiesta, Renault Clio e Peugeot 206, todos ano 2002 (um certo tempo de uso escolhido aleatoriamente, já que o ano também pode determinar o valor do volante). Os preços foram cotados, por telefone, em duas concessionárias autorizadas de cada marca (veja quadro). Em todas, é preciso primeiro falar no setor de peças e novamente na assistência técnica para saber o valor da mão-de-obra. O despreparo fica evidente: em nenhuma das revendas a ligação foi atendida prontamente e muito menos as respostas foram passadas sem que a repórter fosse transferida, pelo menos, duas vezes. Em apenas uma das revendas, o funcionário ficou de checar a informação e retornar, o que fez prontamente deixando recado na secretária do celular. Houve situações de mais de 10 minutos de espera ao telefone. E até perguntas do tipo: "Por que trocar o volante?"

Os mesmos volantes foram também procurados no mercado paralelo, no qual são encontrados com maior facilidade os dos modelos da Fiat, VW e Chevrolet, com preços entre R$ 100 e R$ 300, já incluída a instalação. Há também os volantes esportivos, cujo preço gira em torno de R$ 200.

Carro Preço do volante/Instalação Concessionária
Fiat Uno R$ 132,80/R$ 70 Automax
Fiat Uno R$ 139,41/R$ 58 Strada
Fiat Palio Fire R$ 132,80/R$ 70 Automax
Fiat Palio Fire R$ 131,20 ou R$ 139,41 (conforme contato)/R$ 58 Strada
Chevrolet Celta R$ 280/R$ 70 Jorlan
Chevrolet Celta R$ 217,30/R$ 52 LíderBH
Chevrolet Classic R$ 160/R$ 70 Jorlan
Chevrolet Classic R$ 137/R$ 52 LíderBH
Volkswagen Gol R$ 170/R$ 25 Mila
Volkswagen Gol R$ 168/Não é cobrada* Carbel
Ford Ka R$ 322/R$ 30 BHFor
Ford Ka R$ 322/R$ 42,50 Pisa
Ford Fiesta R$ 405/R$ 30 BHFor
Ford Fiesta R$ 394/R$ 42,50 Pisa
Peugeot 206 R$ 306/R$ 74 Bordeaux
Peugeot 206 R$ 306/R$ 47 Vernon
Renault Clio R$ 142,50/R$ 42 Valence
Renault Clio de R$ 150 a R$ 825**/R$ 34,50 Minas France

OBS: Todos os volantes cotados são de veículos ano 2002, em Belo Horizonte (MG).
*: Cortesia para quem comprou o volante na revenda.
**: Atendente diz que é preciso checar pelo chassi do carro.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação