Não compre no escuro - Pressão no menor da GM

Especialistas em mecânica, lanternagem e pintura apontam os problemas do modelo de entrada da General Motors, o compacto Celta, com dicas para quem compra e vende

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 23/11/2008 17:33 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Chevrolet Celta é o modelo abordado na série que aponta os problemas crônicos de carros nacionais - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 25/5/06 Chevrolet Celta é o modelo abordado na série que aponta os problemas crônicos de carros nacionais
Chega a vez de o Celta ser submetido à avaliação de especialistas em diversas áreas (mecânica, elétrica, lanternagem, pintura, acabamento, emissão de ruídos). Trata-se do terceiro modelo abordado na série "Não compre no escuro", que presta informações para auxiliar na compra de um veículo usado, bem como ajudar a estabelecer plano de manutenção para quem já tem o modelo. A série informa os problemas mais comuns de cada modelo com o custo médio cobrado para consertá-los.

. Não compre no escuro - Volkswagen Gol!
. Não compre no escuro - Fiat Palio!

Com a intenção (não consolidada) de ser o modelo mais simples e barato da GM, o Celta foi lançado no fim de 2000 usando praticamente o mesmo conjunto mecânico do Corsa. Ainda assim, por ser o modelo de entrada da marca, o Celta virou o campeão de vendas da GM no Brasil. Só em 2002 o modelo passa ater modelo de quatro portas e o novo motor VHC (Very High Compression), com ganho de 10 cv de potência. A motorização 1.4, que desenvolvia 85 cv, só veio em 2003 e foi abandonada no modelo 2007. Em 2005 chega às concessionárias a versão bicombustível do modelo. O Celta sofreu sua primeira reestilização em 2006, ganhando visual mais atual.

. Chevrolet Celta 1.0 x Ford Ka 1.0 - Confronto compacto
. Melhor custo/benefício entre R$ 30 mil e R$ 45 mil - Caro em conta
. Melhor custo/benefício entre R$ 23 mil e R$ 29 mil - Peladinho com conteúdo

MECÂNICOS

Vazamento de óleo na caixa de marcha
Troca do retentor da haste seletora: R$ 105
Troca do retentor da semi-árvore: R$ 70

Cheiro de combustível
Troca da flange: R$ 128

Vazamento de óleo na tampa de válvulas
Troca da junta: R$ 60

Desgaste do comando de válvula por falta de lubrificação
Trocas do comando de válvulas, balancins, anel da bobina, retentor, e da junta: R$ 520
Lançado em 2000, o pequeno hatch tem linhas agradáveis e acabamento espartano, com muitos componentes de plástico, que geram incômodos ruídos - General Motors/Divulgação Lançado em 2000, o pequeno hatch tem linhas agradáveis e acabamento espartano, com muitos componentes de plástico, que geram incômodos ruídos

Desgaste prematuro da correia dentada
Troca: R$ 390

Consumo elevado devido à falha na sonda lambda
Troca: R$ 530 (motores bicombustíveis) e R$ 105 (motores a gasolina)

Defeito na bomba de combustível faz motor apagar na partida a frio
Troca: R$ 330

Falha no sensor do nível do tanque de combustível
Troca: R$ 165

Saídas plásticas da tampa da bomba do tanque de combustível ressecam e trincam
Troca: R$ 110

Polia do alternador afrouxa e provoca ruídos
Aperto: R$ 25

ELÉTRICOS

Falha no sensor de velocidade que pára de passar informações à injeção eletrônica, fazendo o motor oscilar e até morrer
Troca do sensor: R$ 106
Queima do resistor da bóia do medidor de combustível
Troca: R$ 146

Falha no aterramento do motor faz marcha lenta do veículo oscilar e altera marcação de temperatura no painel
Reparo e troca do aterramento: R$ 100

Quebra da tampa da bomba de combustível
Troca da tampa: R$ 125

LATARIA/CARROCERIA

Má qualidade das soldas da carroceria fazem com que as chapas de aço se soltem e causem barulho
Refixação dos pontos de solda: de R$ 100 a R$ 500

PROJETO
Posição vulnerável a furto da bateria

ACABAMENTO
Peças plásticas muito grandes no painel e forro da porta perdem a fixação e começam a ranger

RUÍDOS
Pára-choques bambeiam facilmente
Folgas na armação dos faróis e nos bancos
Falta de lubrificação nas fechaduras
Fragilidade do maquinário dos vidros
Péssimo isolamento das guarnições traseiras, da forração das portas e dos componentes do interior das portas
Má regulagem do capô e folgas nas peças no vão do motor
Dilatação da base de fixação do painel de instrumentos, feita de material plástico
Macaco, chave de roda e estepe bambos

A mão-de-obra de um tira-grilos, que elimina os ruídos do carro, custa a partir de R$ 200

Colaboraram para a reportagem: AutoWay (31-3442-7342); Alinha Rodas (31-3295-3913); o "tira-grilos" Luiz Fernando Machado (31-3226-2677); Autowatt (31-2526-4516); Marcha Livre (31-3481-3200) ; Engecar (31-3334-2912).

Modelos já analisados: VW Gol e Fiat Palio.

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação