Segurança - Airbag tem validade?

Se o seu veículo está com mais de 10 anos, talvez esteja na hora de fazer uma revisão nas bolsas infláveis. Especialista garante que sistema é feito para durar mais tempo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/03/2009 16:40 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Depois de uma colisão, dispositivo é inflado em 150 milissegundos (um piscar de olhos dura 100); e, para evitar sufocamento, a bolsa perde pressão em seguida - TRW/Divulgação Depois de uma colisão, dispositivo é inflado em 150 milissegundos (um piscar de olhos dura 100); e, para evitar sufocamento, a bolsa perde pressão em seguida
Dúvida frequente entre os motoristas, a validade do airbag é determinada pelo fabricante do veículo e pode variar de 10 a 15 anos. Porém, de acordo com Nivaldo Siqueira, gerente de Desenvolvimento de Negócios da TRW, que fabrica airbags para vários modelos que circulam no país, o sistema é feito para durar mais tempo ainda. "Em amostragens de veículos norte-americanos com mais de 20 anos de fabricação, o comum é encontrar o airbag funcionando perfeitamente", comenta Siqueira.

Todos os componentes do airbag são monitorados por um sistema de diagnóstico que entra em ação toda vez que o carro é ligado. Se é detectada qualquer anomalia, o sistema a informa por meio de uma luz no painel. Caso a central eletrônica responsável pelo diagnóstico não esteja funcionando adequadamente, a luz indicadora do painel também vai se acender. Inicialmente, o motorista só deve se preocupar com a manutenção das bolsas infláveis se essa luz se acender. Nesse caso, o indicado é levar o veículo à concessionária para identificar qual é o componente que está falhando.

Segundo Siqueira, apesar de não precisar de manutenção periódica, quando o sistema atinge o período de validade não significa que o conjunto deve ser substituído. O proprietário deve levar o veículo a uma concessionária para fazer uma revisão. Se o diagnóstico não acusar nenhuma falha no sistema, o airbag só precisa ser substituído se for acionado por causa de uma colisão. O comprador de um veículo usado deve levá-lo a uma concessionária para saber se o sistema está em boa condição.

Durabilidade
Outra questão recorrente é sobre a durabilidade dos materiais usados no airbag. A bolsa inflável é composta por um náilon especial, que apresenta uma longa vida útil. Para evitar que esse tecido fique colado quando a bolsa é dobrada, é usado um pó atóxico, que serve como lubrificante para o bom funcionamento do sistema. Diferentemente do que muitos imaginam, o elemento que gera o gás que infla a bolsa apresenta estado sólido. Quando essas pastilhas recebem um estímulo elétrico, é desencadeada uma reação química que gera o gás.

Nos modelos da Fiat, a validade do airbag é de 10 anos. Após esse período, é necessário fazer uma revisão do sistema. Nos veículo Peugeot, a validade também é de 10 anos, mas, depois disso, a marca recomenda a troca do sistema. Já a Honda não estabelece validade, mas sugere uma inspeção a cada 10 anos. A Chevrolet também não estabelece uma validade para as bolsas infláveis porque faz a checagem do sistema em todas as revisões. Nos veículos Ford e Citroën, os airbags devem ser substituídos com 15 anos de uso. A Toyota e a Renault só recomendam a substituição do airbag quando a luz de advertência é ligada.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação