Não compre no escuro - Vícios do grande estradeiro

Antes de comprar um Omega usado, fabricado no Brasil de 1992 a 1998, confira os prós e contras dos especialistas. Pouco conhecida dos mecânicos, versão 3.0 pode ser mico

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 10/05/2009 17:22 Pedro Cerqueira /Estado de Minas
Omega tem dimensões generosas, 4,74m de comprimento e 2,73m de entre-eixos, que garantem o conforto de seus ocupantes até no banco traseiro - Fotos: Chevrolet/Divulgação Omega tem dimensões generosas, 4,74m de comprimento e 2,73m de entre-eixos, que garantem o conforto de seus ocupantes até no banco traseiro
A série Não compre no escuro, que mostra os problemas crônicos dos automóveis usados, destaca nesta semana o Chevrolet Omega. As informações são fornecidas por especialistas em diversas áreas (mecânica, elétrica, lanternagem, pintura, acabamento, emissão de ruídos), que também passam o preço médio de reparo dos defeitos. A série também mostra a lista dos recalls referentes a cada modelo.

Veja mais fotos do Omega!

O Omega foi lançado no Brasil, em 1992, e se destacava pelo conforto e habitáculo generoso. Inicialmente, havia duas opções de motor: 3.0 de 6 cilindros, que desenvolvia 165 cv; e 2.0 de quatro cilindros de 116 cv (o mesmo usado no Monza). A perua Suprema chegou ao mercado no ano seguinte. Em 1995, a Chevrolet substitui o motor 2.0 pelo 2.2 e o 3.0 de 6 cilindros pelo propulsor 4.1 do Opala (devidamente atualizado). Um ano depois a Suprema deixou de ser fabricada. Em 1997, a versão equipada com motor 2.2 saiu de linha, sinal de que no ano seguinte o sedã também deixaria de ser fabricado.

Não compre do escuro - Volkswagen Logus e Pointer
Não compre do escuro - Ford Ranger
Não compre do escuro - Fiat Brava
Não compre do escuro - Volkswagen Polo
Não compre do escuro - Ford Focus
Não compre do escuro - Chevrolet Astra
Não compre no escuro - Volkswagen Golf
Não compre no escuro - Ford Courier
Não compre no escuro - Chevrolet Kadett e Ipanema
Não compre no escuro - Fiat Marea
Não compre no escuro - VW Apollo e Ford Verona
Não compre no escuro - Chevrolet Vectra
Não compre no escuro - Fiat Tipo
Não compre no escuro - Volkswagen Kombi
Não compre no escuro - Ford Escort
Não compre no escuro - Chevrolet Monza
Não compre no escuro - Fiat Tempra
Não compre no escuro - Volkswagen Santana
Não compre no escuro - Ford Ka
Não compre no escuro - Chevrolet Corsa
Não compre no escuro - Fiat Uno Mille
Não compre no escuro - Volkswagen Fox
Não compre no escuro - Peugeot 206
Não compre no escuro - Renault Clio
Não compre no escuro - Ford Fiesta
Não compre no escuro - Chevrolet Celta
Não compre no escuro - Volkswagen Gol
Não compre no escuro - Fiat Palio

PROBLEMAS E ORÇAMENTO

O Omega é considerado um bom carro: confortável, potente e elegante. As versões equipadas com motores de quatro cilindros têm consumo de combustível razoável para o segmento. O mico de mercado é a versão com motor V6 3.0 importado, que os mecânicos têm pouco conhecimento de sua mecânica.

MECÂNICOS
Folgas prematuras na bieletas da barra estabilizadora, buchas dos leques dianteiros e bucha do braço auxiliar do Omega de quatro cilindros
Troca: R$ 400

Vazamento de óleo na junta da tampa de válvulas
Troca da junta: R$ 80

Folga no suporte do rolamento do eixo cardã
Troca: R$ 180

Vazamento na direção hidráulica
Reparo: a partir de R$ 640

Corrosão no cilindro mestre
Troca: R$ 300

Baixa durabilidade da bomba de combustível
Troca: R$ 1 mil
Troca e limpeza do tanque de combustível: R$ 1.100

Baixa durabilidade do cabo de embreagem
Troca: R$ 97

Folga do trambulador de marcha
Troca: R$ 400 (recondicionado)

Defeito em diversos componentes do ar-condicionado
Reparo: de R$ 600 a R$ 5 mil

Vazamento de óleo na caixa de marcha
Troca do retentor e da junta da seletora de marcha: R$ 120
Suprema, fabricada de 1993 a 1996, tinha bagageiro de 540 litros de capacidade e sistema de nivelamento da suspensão traseira. Mecânicos afirmam que têm pouco conhecimento sobre o motor 3.0 - Suprema, fabricada de 1993 a 1996, tinha bagageiro de 540 litros de capacidade e sistema de nivelamento da suspensão traseira. Mecânicos afirmam que têm pouco conhecimento sobre o motor 3.0

ELÉTRICOS
Omega 2.0
Mau contato do relé da injeção eletrônica
Troca: R$ 148

Falha no sensor de temperatura da água
Troca: R$ 85

Defeito no conector da bomba de combustível
Troca: R$ 72

Falha na bobina de ignição
Troca: R$ 210

Defeito na sonda lambda
Troca: R$ 240

Defeito na válvula de controle de ar da marcha lenta
Troca: R$ 350

Omega 2.2
Defeito na sonda lambda
Troca: R$ 180

Falha no sensor de temperatura da água
Troca: R$ 85

Falha no atuador de marcha lenta
Troca: R$ 158

Falha nos relés do eletroventilador do radiador
Troca: R$ 150

Falha no aterramento da sonda lambda
Aterramento: R$ 120

Omega 3.0
Falha no relé da injeção: R$ 148

Defeito no sensor de rotação
Adaptação: R$ 290

Defeito na válvula de controle de ar da marcha lenta
Troca: R$ 350

Falha na bobina de ignição
Troca: R$ 210

Falha no sensor de temperatura da água
Troca: R$ 90

Falha no aterramento da sonda lambda
Aterramento: R$ 120

Defeito na sonda lambda
Troca: R$ 230

Omega 4.1

Defeito na válvula de controle de ar da marcha lenta
Troca: R$ 350

Falha no sensor de temperatura da água
Troca: R$ 95

Falha do sensor que mede a massa de ar que entra no motor
Troca: R$ 370

Defeito na sonda lambda
Troca: R$ 230

Defeito no sensor de rotação
Troca: R$ 190

Falha no aterramento da sonda lambda
Aterramento: R$ 120

LATARIA/CARROCERIA
Com o passar dos anos, as soldas da carroceria se soltam, causando barulho devido ao atrito entre as chapas de aço
Refixação dos pontos de solda: de R$ 100 a R$ 500

RUÍDOS (causados por)
Folga nas dobradiças do capô, porta-malas, máquinas do vidro e acabamento das portas
Componentes do motor mal fixados
Macaco, triângulo e estepe mal fixados
Bancos com estrutura frágil
Vibração do teto e painel de instrumentos

A mão de obra de um tira-grilos, que elimina os ruídos do carro, custa a partir de R$ 200

Melhor custo/benefício - Sedãs médios - Preço não garante conteúdo
Melhor custo/benefício - Peruas atrevidas
Melhor custo/benefício - Compactos premium - Sem prêmio para a segurança
Melhor custo/benefício - Sedãs com motor 1.4 e 1.6 - Franceses em destaque
Melhor custo/benefício - Sedãs com motor 1.0 - Mais por menos
Melhor custo/benefício entre R$ 30 mil e R$ 45 mil - Caro em conta
Melhor custo/benefício entre R$ 23 mil e R$ 29 mil - Peladinho com conteúdo


RECALL
Para saber se seu Omega está em dia com os recalls ligue para o Centro de Atendimento ao Cliente Chevrolet: 0800-702-4200

Troca da mangueira da bomba de combustível
Ano do recall: 1992

Colaboraram para a reportagem: AutoWay (31-3442-7342); Alinha Rodas (31-3295-3913); o tira-grilos Luiz Fernando Machado (31-3226-2677); Autowatt (31-2526-4516); Magnus Alinhamento (31-3463-9720); Pinguim Centro Automotivo (31-3334-5800); THC Centro Automotivo (31-3422-2505).

Modelos já analisados: Gol, Palio, Celta, Fiesta, Clio, Peugeot 206, Fox, Uno, Corsa, Ka, Santana, Tempra, Monza, Escort, Kombi, Tipo, Vectra, Verona e Apollo, Marea, Kadett, Courier, Golf, Astra, Focus, Polo e Brava.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação