Improviso - Truque sem-vergonha

Adaptar carro sem testes de impactos e reforços estruturais é procedimento inseguro. Até concessionária fazia gambiarra na picape Strada estendida, contrariando a montadora

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/07/2009 20:41 Daniel Camargos /Estado de Minas
Variant teve a estrutura modificada, ficando com a parte traseira descoberta, ganhando mais espaço para transportar as latinhas colhidas por José Francisco - Lucas Vieira/Arquivo Pessoal Variant teve a estrutura modificada, ficando com a parte traseira descoberta, ganhando mais espaço para transportar as latinhas colhidas por José Francisco
José Francisco conta orgulhoso, na cidade de Martinho Soares, na Zona da Mata, que as transformações feitas em sua Vokswagen Variant 1972 foram todas pensadas por ele. "Eu domino a tecnologia", gaba-se, enquanto mostra os cortes feitos na estrutura para transformar a perua em um conversível. Equipada com motor 1.6, a Variant de José tinha dois carburadores, mas agora tem apenas um. Mas com os cortes na lataria, ele ganhou mais espaço vertical e assim conseguiu uma forma prática de carregar latinhas de alumínio para vender.

Não faltam provérbios sobre a necessidade, desde que ela faz o sapo pular até que é a mãe da indústria. Foi ela, inclusive, que há anos vinha fazendo com que vários proprietários de picapes Strada com a cabine estendida colocassem um condenável banquinho no espaço destinado para pequenas bagagens no habitáculo. A instalação de banquinhos chegou a ser feita, inclusive, por concessionárias da Fiat.

Além do banquinho - que em alguns casos nem cinto de segurança e nem encosto de cabeça tinham - foram elaboradas maneiras mais caprichadas de adaptação, como a feita pelo Centro de Transformação e Capotaria Multimarcas Cirilo, que chamou a picape de Fiat Strada Advet e conseguiu homologação do Denatran. O projeto da capotaria conta com cinto de segurança e encosto de cabeça, mas é criticado pela Fiat, pois a fábrica explica que como não foi feito teste de impacto e nem reforço na carroceria a segurança não é a ideal.

Estrutura
A diferença principal entre a picape cabine estendida e a de cabine dupla, segundo o diretor de engenharia Giancarlo Bertoldi, é que a estrutura da cabine foi reforçada nos pontos de maior impacto, para proteger os passageiros do banco traseiro. O diretor de planejamento e estratégia de produto, Carlos Eugênio Dutra, disse que modelos foram enviados ao laboratório da matriz, na Itália, e testes de impacto frontal, lateral e traseiro foram realizados. Dutra explica que o resultado foi bom, mas que não é possível mensurar um critério, tal qual fazem entidades como a EuroNcap.
Banco usado em adaptações na picape Fiat Strada cabine estendida - Arquivo/EM/D.A Press Banco usado em adaptações na picape Fiat Strada cabine estendida

Mundial
Não só para carregar latinhas as adaptações são feitas. De Martinho Soares, na divisa com o Espírito Santo, até a Ilha de Capri, na Itália, é possível ver a criatividade e os perigos dela. Na ilha, vários Fiat Marea foram adaptados para o transporte de passageiros.
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação