Custo/benefício - Portenha serelepe

Ranger cabine dupla a diesel vence o comparativo entre picapes equipadas com vários itens de conforto e segurança, mas Chevrolet S10 leva a melhor na versão básica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 01/09/2009 15:16 Paula Carolina /Estado de Minas
Ranger pula para o primeiro lugar depois de acrescentados equipamentos essenciais - Reginaldo Manente/Ford/Divulgação - 23/7/09 Ranger pula para o primeiro lugar depois de acrescentados equipamentos essenciais
Ao contrário do ocorrido com os modelos a gasolina (ou flex) com cabine simples e tração 4x2 (reportagem publicada em 29 de julho), na disputa entre as picapes médias com motor a diesel, cabine dupla e tração 4x4, a Ford Ranger desbanca a Chevrolet S10 no custo/benefício, depois que elas e as demais concorrentes são equipadas com os principais itens de conforto e segurança requisitados no segmento. Quando básicas, a S10 continua sendo a de menor preço e com a vantagem de ter freios ABS de série. Em seguida vêm Mitsubishi L200, na versão Outdoor GLS, e Toyota Hilux. A mais cara é a Nissan Frontier, mas já é praticamente completa. Confira como se saem as cinco caminhonetes de um segmento que está em ascensão no mercado, na 14ª reportagem da série que analisa o custo/benefício dos veículos, levando em conta preço x nível de equipamentos.

S10, L200 e Frontier são produzidas no Brasil; Ranger e Hilux, na Argentina. Considerando-se todas as versões comercializadas (variações de motorização, cabine e tração), as cinco picapes venderam 10.191 unidades mês passado, sendo que foram emplacados 46.807 veículos comerciais leves. A mais vendida é a S10, com quase 4 mil registros; seguida pela Hilux, com pouco mais de 3 mil. Para este comparativo, porém, foram analisadas somente as versões com motor turbodiesel, cabine dupla, tração 4x4 e câmbio manual, motivo pelo qual foi excluída a Ssangyong Actyon Sports, comercializada apenas com câmbio automático. Foram tomadas como base as versões de entrada disponíveis ao público em geral (Ranger, L200 e Frontier têm versões mais básicas, mas não consideradas por serem vendidas apenas a frotistas e governo).

Renovada

A Ford Ranger acaba de ser reestilizada. A primeira versão disponível ao público é a XLS (a XL custa R$ 81.740, mas é vendida somente a frotistas e governo), com motor 3.0, que já é bastante equipada. Mas, dos 10 itens escolhidos, faltam airbags frontais, alarme, CD Player e rodas de liga leve. Depois de equipada, a Ranger pula do quarto para o primeiro lugar.

Vídeo: Vrum mostra a Nova Ranger



Quase lá

A Mitsubishi L200 é vendida somente com cabine dupla e o motor é o 2.5 turbodiesel. A versão de entrada é a Outdoor GL, que teria o preço mais baixo do mercado (R$ 78.390), mas também não é vendida a pessoa física. A primeira disponível ao público é a Outdoor GLS, que fica em segundo lugar. A picape, no entanto, não oferece alarme nem como opcional.

Segura

Versão de entrada da S10 custa menos, mas a topo de linha, é R$ 15 mil mais cara - Marlos Ney Vidal/EM/D.A Press - 11/7/08 Versão de entrada da S10 custa menos, mas a topo de linha, é R$ 15 mil mais cara


De menor preço, a Chevrolet S10, com motor 2.8, é bem básica, mas ganha pontos por ter freios ABS de série. O problema é que para ter todos os equipamentos escolhidos, é preciso adquirir a versão topo de linha, que é a Executive, e custa cerca de R$ 15 mil a mais, o que faz com que a S10 caia do primeiro para o terceiro lugar. Opção anterior, a Tornado custa R$ 91.247 e só não tem o CD Player, entre os itens selecionados. Ainda assim, a picape fica na terceira colocação, mas pode ser uma boa alternativa.

Completa

A Frontier é mais uma comercializada abertamente ao público só a partir da segunda versão, a SE (a de entrada, XE, tem preço de R$ 88.900 e é direcionada a frotistas). Embora seja a de maior preço, ela já vem com todos os itens selecionados.

Dois motores

A Hilux tem duas opções de motor turbodiesel: 2.5, apenas na versão de acabamento STD, no mercado para fazer frente à L200; e 3.0, nas versões mais equipadas SR e SRV. Assim, a de entrada, 2.5, fica em terceiro lugar no ranking das básicas, mas o único opcional é o pacote de segurança (airbag duplo e freios ABS), que aumenta o preço para R$ 87.800. Dos demais itens selecionados, há apenas ar-condicionado, direção hidráulica e CD Player. Mas não deixa de ser uma opção interessante.

Mais completas, porém, somente as versões SR e SRV, com motor 3.0. A SR já tem quase todos os equipamentos escolhidos, com exceção das rodas de liga leve, e custa R$ 99.300. Mas para se igualar às demais, a Hilux precisa da roupagem SRV, bem mais cara.

Nem tão básicas assim

Veja o que cada uma das picapes já tem de série nas versões de entrada, considerando-se os itens selecionados para a composição de preços dos modelos equipados e algumas peculiaridades, que não foram consideradas na soma, mas que são itens de segurança e/ou importantes para o segmento:

Itens selecionados

S10: Direção hidráulica e freios ABS.
L200: Ar-condicionado, direção hidráulica, travas, vidros e retrovisores elétricos, CD Player e rodas de liga leve.
Hilux: Ar-condicionado, direção hidráulica e CD Player.
Ranger: Ar-condicionado, direção hidráulica, travas, vidros e retrovisores elétricos e freios ABS.
Frontier: Ar-condicionado, direção hidráulica, travas, vidros e retrovisores elétricos, airbag duplo, freios ABS, alarme, CD Player e rodas de liga leve.

Peculiaridades

S10: Tampa da caçamba removível, coluna de direção com regulagem em altura, terceira luz de freio (brake-light) e ganchos para reboque (dianteiro).
L200: Banco do motorista e coluna de direção com regulagem em altura, ganchos para reboque (dianteiro).
Hilux: Tampa da caçamba com chave, banco do motorista e coluna de direção com regulagem em altura, terceira luz de freio (brake-light) e ganchos para reboque (dianteiro).
Ranger: Terceira luz de freio (brake-light) e ganchos para reboque (dianteiro e traseiro).
Frontier: Tampa da caçamba com chave, banco do motorista e coluna de direção com regulagem em altura.

Leia ainda:

Melhor custo/benefício - Páreo duro
Melhor custo/benefício - Hatches médios 1.8 e 2.0 - Inversão de valores
Melhor custo/benefício - Monovolumes compactos - O triunfo do óbvio
Melhor custo/benefício - Sedãs médios - Preço não garante conteúdo
Melhor custo/benefício - Peruas atrevidas
Melhor custo/benefício - Compactos premium - Sem prêmio para a segurança
Melhor custo/benefício - Sedãs com motor 1.4 e 1.6 - Franceses em destaque
Melhor custo/benefício - Sedãs com motor 1.0 - Mais por menos
Melhor custo/benefício entre R$ 30 mil e R$ 45 mil - Caro em conta
Melhor custo/benefício entre R$ 23 mil e R$ 29 mil - Peladinho com
conteúdo
Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
10 de janeiro de 2011
18 de dezembro de 2009

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação