Estado de Minas

Linea 1.9 16V Dualogic Absolute - Médio de linhas agradáveis Versão Absolute do Fiat Linea 1.9 tem acabamento interno de boa qualidade e ampla lista de equipamentos de série. Visibilidade traseira e altura do solo são ruins

Enio Greco - Estado de Minas

Publicação: 25/10/2008 20:25 Atualização:

 (Fotos: Maria Tereza Correia/EM/D.A Press - 8/10/08)
Se o Marea não deixou boas lembranças, a Fiat quer retornar ao segmento de sedãs médios em grande estilo. A fábrica de Betim aposta as fichas agora no Linea, modelo de visual atraente, que vai encarar concorrentes como Honda Civic, Toyota Corolla, Chevrolet Vectra, Renault Mégane, Ford Focus, Citroën C4 Pallas e Peugeot 307 Sedan. Traz como novidade o motor 1.9 16V, que só não proporciona melhor desempenho porque fica limitado pelo câmbio automatizado Dualogic. Mas há a opção de câmbio manual para a mesma motorização, e ainda o T-Jet 1.4 turbo.



Desenho
Um dos pontos fortes do Fiat Linea é o estilo. A carroceria tem desenho harmonioso, formando belo conjunto. A frente em cunha é semelhante à do Punto, com faróis alongados invadindo os pára-lamas e a ampla grade tipo grelha com moldura cromada, que conferem aspecto agressivo. Frisos cromados contornam toda a carroceria, combinando com as maçanetas. A inclinação acentuada do pára-brisa e o teto arqueado reforçam as linhas aerodinâmicas do modelo. Já a traseira apresenta desenho mais comum, com lanternas triangulares, num conjunto bem equilibrado. Porém, a traseira é alta e tem colunas mais largas, comprometendo a visibilidade.

Veja fotos do Linea!
Veja fotos do Linea Absolute!
Veja fotos do Linea T-Jet!

Espaço
Para um sedã médio, o espaço interno do Linea deveria ser melhor. O modelo tem alguns centímetros a menos na largura, se comparado a seus concorrentes, e com isso o interior é mais limitado. O banco traseiro, com encostos de cabeça e cintos de segurança retráteis para três passageiros, é ideal para duas pessoas, pois no meio o túnel central compromete ainda mais o espaço. O volume do porta-malas é bom, acomodando facilmente a bagagem de toda a família.

Acabamento
Outro destaque do Linea Absolute é o acabamento interno, feito com materiais de boa qualidade, com plástico e couro nos painéis de portas. O mesmo couro macio é usado no revestimento dos bancos. O painel tem instrumentos analógicos de fundo preto e grafismo nostálgico. Há também um visor digital com relógio, hodômetro, indicador de marcha engatada e computador de bordo. Muita informação em espaço pequeno dificulta a visualização.

Conveniência
A versão Absolute tem ampla lista de itens de série, que inclui volante revestido em couro, com comandos do som e telefone, além de ajuste de altura e distância. O volante tem boa pega e a posição de dirigir é facilitada pela regulagem de altura do banco do motorista. Entre os opcionais para essa versão estão sensores crepuscular e de chuva, além de GPS inserido no painel, o único nacional.

Linea X Concorrentes


Modelo Preço (R$)
Fiat Linea 1.9 60.900
Fiat Linea Absolute 1.9 Dualogic 68.490
Ford Focus Sedan GLX 2.0 56.970
Chevrolet Vectra Expression 2.0 57.545
Renault Megane 2.0 Expression 58.790
Volkswagen Bora 2.0 60.390
Toyota Corolla 1.8 XLi 61.090
Honda Civic 1.8 LXS 65.460

Desempenho
O motor 1.9 16V flex tem bom torque em baixas rotações e só não proporciona melhor desempenho devido ao câmbio automatizado Dualogic de cinco marchas. As mudanças são lentas, permitindo que a rotação do motor caia. Na opção de trocas manuais, a performance melhora discretamente. O motorista tem ainda a opção da tecla de modo esporte, que deixa o carro mais esperto. Na verdade, o câmbio Dualogic é um pouco confuso e, às vezes, deixa o motorista em situações difíceis, principalmente nas manobras em que é preciso ficar mudando de primeira marcha para ré. Os trancos nas mudanças de marchas ainda são comuns. É preciso evoluir. Com o carro mais solto na estrada, o desempenho melhora, mas as retomadas ainda são lentas. O motor tem funcionamento áspero em altas rotações e o consumo com álcool ficou em 5,5 km/l na cidade e 9,8 km/l na estrada. Com gasolina, 7,1 km/l na cidade e 10,5 km/l na estrada.

Na mão
A direção com assistência hidráulica foi bem calibrada e tem bom diâmetro de giro, facilitando nas manobras e garantindo segurança em velocidades mais elevadas. As suspensões também foram bem acertadas, pois garantem o equilíbrio entre o conforto de rodagem e boa estabilidade em curvas. É um sedã com dirigibilidade agradável. O sistema de freios, com ABS de série, funcionou de forma eficiente.

Veja a avaliação técnica, os equipamentos de série, opcionais e a ficha técnica do Linea Absolute no Veja Também, no canto superior direito desta página.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro, Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Compartilhe

| Mais


ofertas em destaque