Novo Peugeot 3008 agrada pelo espaço interno, conjunto mecânico e equipamentos de série

Segunda geração do modelo deixou para trás o jeitão de monovolume para se materializar num SUV com estilo ousado. Apesar da boa avaliação, o utilitário médio ficou devendo em detalhes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 31/07/2017 17:49 / atualizado em 31/07/2017 18:26 Enio Greco /Estado de Minas
Leandro Couri/EM/D.A Press

Sabe aqueles carros que impressionam à primeira vista? Pois é, o novo Peugeot 3008 se enquadra perfeitamente neste seleto grupo. É um SUV de visual bonito, com interior espaçoso e ao mesmo tempo aconchegante, com um painel que deixa o motorista em posição privilegiada, como se estivesse no comando de uma nave. Tem tudo no seu devido lugar e ainda traz um conjunto mecânico eficiente, com motor turbo e câmbio automático de seis marchas que fazem o utilitário-esportivo parecer um hatch esportivo. O modelo está sendo vendido no Brasil em versão única, com ampla lista de equipamentos, mas ficou devendo alguns itens que não deveriam faltar, como o sistema start/stop.

As rodas de liga leve diamantadas, de 19 polegadas, conferem um toque de esportividade ao SUV francês - Leandro Couri/EM/D.A Press As rodas de liga leve diamantadas, de 19 polegadas, conferem um toque de esportividade ao SUV francês

Distante do visual da primeira geração, lançada em 2009, quando tinha linhas que remetiam a um monovolume, o novo Peugeot 3008 assumiu de vez o estilo SUV. Não chega a ser um utilitário-esportivo de raiz, pois suas linhas são ousadas, modernas, e chamam a atenção até mesmo de quem não se liga muito em carros. A frente é estilosa, com formas rebuscadas e recortadas. As marcas das garras do leão estão presentes no desenho dos faróis em full LED, que acompanham os vincos e recortes do para-choque. A grade em V compõe conjunto harmônico com a entrada de ar na parte central inferior do para-choque e os detalhes cromados dão toque de sofisticação ao desenho.

A curiosidade na traseira é a ausência da saída de escape, que fica escondida atrás do para-choque - Leandro Couri/EM/D.A Press A curiosidade na traseira é a ausência da saída de escape, que fica escondida atrás do para-choque

A robustez do SUV é destacada pelo capô em posição elevada, com vincos marcantes nas laterais. O para-brisa bem inclinado segue a linha determinada pelos frisos cromados nas laterais. No teto, o rack de alumínio mais baixo dá toque de esportividade, reforçado ainda pelo defletor de ar no alto da tampa do porta-malas. A traseira é robusta e traz lanternas de três elementos, que também lembram as garras do felino. Outra curiosidade ali é a ausência da saída do escapamento, que fica escondida atrás do para-choque, posicionada para o chão. A coluna C mais larga e o vidro traseiro estreito prejudicam a visibilidade, que é compensada pelo sensor de estacionamento e a câmera de ré que projeta a imagem no painel.

ESPAÇO A tampa do porta-malas é pesada, mas depois de aberta revela o bom espaço para bagagem. Na parte de trás do banco traseiro o Top Tether possibilita a ancoragem das cadeirinhas infantis, que contam ainda com Isofix nos dois assentos das laterais. O novo 3008 tem espaço interno generoso, inclusive no banco de trás, onde o piso quase plano preserva o espaço para as pernas. Mas no meio não é muito confortável devido à saliência no encosto. Ponto positivo para a saída de ar-condicionado para os passageiros de trás, o encosto rebatível e o pacote completo de itens de segurança ali.

Porta-malas tem volume de 520 litros - Leandro Couri/EM/D.A Press Porta-malas tem volume de 520 litros

O modelo conta com chave presencial, que pode permanecer no bolso, e para abrir a porta basta tocar na maçaneta. E aí começa a diversão. O SUV tem interior que impressiona, com bancos dianteiros confortáveis, ambos com massageador, aquecimento e prolongamento do assento, para dar mais apoio às pernas. O do motorista tem ainda comandos elétricos com duas posições de memória. Tudo isso faz do 3008 um carro muito prazeroso de dirigir, pois é fácil encontrar a melhor posição, com boa visibilidade para a frente.

Acabamento interno de boa qualidade e central multimídia com atalhos por meio de teclas no painel - Leandro Couri/EM/D.A Press Acabamento interno de boa qualidade e central multimídia com atalhos por meio de teclas no painel

DESTAQUES O painel é parte que merece destaque, a começar pelo volante, que tem bases achatadas e é pequeno, lembrando o de um carro de Fórmula 1. Além dos ajustes de altura e distância, o volante traz os comandos do som, do controlador de velocidade e dos instrumentos do painel, todos digitais, que podem ser modificados. É isso mesmo! O motorista pode alterar a configuração dos instrumentos que tem à sua frente, optando pelos modos pessoal (no qual você escolhe o que ver), mínimo (só o velocímetro centralizado) e visores (com todos os instrumentos).

Banco do motorista tem comandos elétricos, memória e massageador - Leandro Couri/EM/D.A Press Banco do motorista tem comandos elétricos, memória e massageador

O acabamento interno é de boa qualidade, com couro nos bancos, volante e portas. O painel é emborrachado e tem parte revestida em tecido. O console é largo e alto, com o botão start/stop para dar partida ou desligar o carro. Mas estranhamente o modelo não tem o sistema start/stop, que desliga o motor em paradas para economizar combustível. A alavanca do câmbio automático foge completamente do formato convencional e conta com a tecla do modo manual, que permite trocas de marchas por meio dos paddles shifts atrás do volante, e a do modo sport, que faz as mudanças em rotações mais elevadas. No fundo do console uma base plana serve como sistema de recarga de celular por indução, mas vale lembrar que nem todos os aparelhos contam com esse recurso.

Banco traseiro tem espaço generoso e conta com todos os itens de segurança, com Isofix nas laterais  - Leandro Couri/EM/D.A Press Banco traseiro tem espaço generoso e conta com todos os itens de segurança, com Isofix nas laterais

DIRIGINDO O conjunto mecânico do novo 3008 também é destaque. O modelo conta com o empolgante motor 1.6 THP, só que a gasolina, de 165cv. A versão flex do motor, disponível em outros modelos da marca, chega a 173cv com etanol. Mas isso não compromete o desempenho do SUV, que tem respostas imediatas à aceleração, graças ao sistema de turbo e injeção direta de combustível, que garantem arrancadas e retomadas de velocidade vigorosas.

O câmbio tem boas relações de marchas, funciona sem trancos e favorece a boa dirigibilidade do modelo. No modo sport o carro fica ainda mais esperto e no manual o prazer de dirigir aumenta ainda mais. As suspensões do SUV foram bem calibradas e proporcionam o equilíbrio entre a boa estabilidade e o conforto de marcha, filtrando bem as irregularidades do solo. A direção também foi bem ajustada e conta com bom diâmetro de giro para manobras e carga segura para velocidades mais elevadas. O sistema de freios conta com discos nas quatro rodas e toda a eletrônica disponível para segurar os quase 1.600 quilos do francês bonitão.

O novo Peugeot 3008 tem como principais concorrentes o Hyundai Tucson GL (R$ 138.900), o Jeep Compass Limited (R$ 129.990), o Kia Sportage EX (R$ 139.990) e o Volkswagen Tiguan 1.4 TSI (R$ 128.270). Os dois modelos coreanos são os que mais se aproximam em conteúdo, mas trazem motores mais potentes. O 3008 peca por não disponibilizar sistemas de condução semi-autônoma e por não ser flex. Fora isso, é muito fácil se apaixonar por ele.


CONECTIVIDADE
Uma das coisas que mais chama a atenção no novo Peugeot 3008 é o painel, que tem desenho moderno e deixa o motorista com a sensação que está no comando de uma nave. O destaque ali é a central multimídia com tela tátil de oito polegadas, onde é possível acessar as configurações do veículo, como os ajustes do ar-condicionado. Os ícone do display não são intuitivos, e por vezes dificulta o acesso às funções. Para minimizar o problema, o modelo conta com atalhos da central multimídia por meio de teclas no console central (Toggle switches). Não tem GPS e para navegar é preciso fazer o espelhamento do smartphone (compatível com Apple CarPlay, Google Android Auto e MirrorLink)pela entrada USB. E traz ainda rádio com MP3 Player, comandos no volante, Bluetooth e streaming para áudio.

O motor 1.6 THP a gasolina tem injeção direta de combustível e desenvolve 165cv de potência máxima - Leandro Couri/EM/D.A Press O motor 1.6 THP a gasolina tem injeção direta de combustível e desenvolve 165cv de potência máxima

FICHA TÉCNICA

MOTOR
Dianteiro, quatro cilindros em linha, 1.598cm³ de cilindrada, 16V, turbo, gasolina, com injeção direta de combustível, que desenvolve potência máxima de 165cv a 6.000rpm e torque máximo de 24,5kgfm a 1.400rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira e câmbio automático sequencial de seis velocidades

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, McPherson, com barra estabilizadora; e traseira semi-independente, com barra de dois braços deformável e barra estabilizadora / 8,0 x 19 polegadas (alumínio) / 235/50 R19

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica progressiva

FREIOS
A discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com sistema ABS e distribuição da força de frenagem (EBD)

CAPACIDADES
Tanque de combustível, 53 litros; capacidade de carga (passageiro e carga), 453kg

Leandro Couri/EM/D.A Press

EQUIPAMENTOS:

DE SÉRIE
Rodas de liga-leve de 19 polegadas diamantadas, lanternas com LEDs, barras de teto em alumínio, aerofólio, acabamento em tecido e couro no painel e portas, compartimento refrigerado no console central, Ambient Light (conjunto de LEDs azuis nas portas, console central e teto), painel soft touch, dois airbags dianteiros, dois airbags laterais, dois airbags de cortina, freios com ABS e distribuição eletrônica de frenagem, controle eletrônico de estabilidade, lanterna de neblina, luzes de emergência após frenagem brusca, travamento automático das portas e do porta-malas, Isofix, auxílio de partida em aclive, sensor crepuscular, sensor de chuva, câmera de ré traseira com visão 180 graus, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, regulador de velocidade e limitador de velocidade, botão start/stop para partida do motor sem chave, comandos para troca de marchas na coluna de direção, faróis Full-LED com luz diurna em LED e regulagem automática de altura do facho, faróis de neblina em LED com função cornering light, limpador do vidro traseiro indexado à marcha ré, freio de estacionamento eletrônico, ar-condicionado digital dualzone, saída de ar-condicionado para os bancos traseiros, teto solar panorâmico com abertura elétrica, banco do motorista revestido em couro com ajustes elétricos (oito variações), massageador e memória (duas posições), banco do passageiro revestido em couro com ajustes elétricos (quatro variações) e massageador, painel de instrumentos digital com tela de 12,3 polegadas com opções de personalização, volante SportDrive revestido em couro, retrovisores elétricos com função tilt down, vidros elétricos, volante com regulagem de altura e distância, porta-luvas refrigerado, central multimídia, saídas de energia 12V na lateral do porta-malas e no console central.

OPCIONAL
Pintura metálica e perolizada

Leandro Couri/EM/D.A Press

QUANTO CUSTA?
O Peugeot 3008 1.6 THP é vendido somente na versão Griffe por R$ 139.990. Com pintura metálica o preço sobe para R$ 141.780 e com a perolizada, R$ 142.780.


NOTAS (0 A 10)
Desempenho 9
Espaço interno 8
Porta-malas 9
Suspensão/direção 9
Conforto/ergonomia 10
Itens de série/opcionais 9
Segurança 9
Estilo 10
Consumo 7
Tecnologia 8
Acabamento 9
Custo/benefício 8


PEUGEOT 3008 1.6 THP GRIFFE x CONCORRENTES

PEUGEOT 3008 1.6 THP GRIFFE HYUNDAI TUCSON 1.6 GL JEEP COMPASS LONGITUDE 2.0 KIA SPORTAGE EX 2.0 VOLKSWAGEN TIGUAN 1.4 TSI

Potência (cv) 165 177 159 (g)/166 (e) 156 (g)/167 (e) 150
Torque (kgfm) 24,5 27 19,9 (g)/20,5 (e) 18,8 (g)/20,2 (e) 25,5
Dimensões (A x B x C) (m) (*) 4,44x1,90x1,62 4,47x1,85x165 4,41x1,81x1,63 4,48x1,85x1,65 4,42x1,80x1,66
(D x E) (m) (*) 2,67x0,22 2,67x0,18 2,63x0,21 2,67x0,18 2,60x0,18
Peso (kg) 1.567 1.624 1.541 1.570 1.501
Porta-malas (litros) 520 513 410 503 360
Capacidade de carga (kg) 453 486 400 480 559
Velocidade máxima (km/h) (**) 206 201 192 (e) 175 (e) 195
Aceleração de 0 a 100 km/h (s) (**) 8,9 9,1 10,6 (e) 11 (e) 9,2
Consumo cidade (km/l) (***) 9,2 9 8,1 (g)/5,5 (e) 8,7 (g)/6 (e) 10,1
Consumo estrada (km/l) (***) 11,5 12 10,5 (g)/7,2 (e) 11 (g)/7,5 (e) 11,6
Preço (R$) 139.990 138.900 129.990 139.990 128.270

(*) A: comprimento; B: largura; C: altura; D: entre-eixos; e E: distância mínima do solo
(**) Dados dos fabricantes
(***) Dados do Inmetro
ND Não disponível

Tags: minas de estado vrum greco enio geração segunda griffe thp 1.6 3008 peugeot teste

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
18 de dezembro de 2016
14 de dezembro de 2016

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação