Chevrolet Cruze hatch combina design e desempenho esportivos

Na linha 2017, o hatch médio assumiu visual mais descolado, com faróis afilados e linhas recortadas, para combinar melhor com seu conjunto mecânico, mas ficou devendo detalhes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/08/2017 11:16 / atualizado em 21/08/2017 14:23 Enio Greco /Estado de Minas
Beto Novaes/EM/D.A Press

O segmento dos hatches médios já viveu tempos melhores e atualmente também sente os efeitos do fenômeno chamado SUV. Mas mesmo assim, é um segmento que tem seus admiradores, que mantêm a disputa acirrada basicamente entre três modelos. O líder é o Chevrolet Cruze Sport6, que em sua segunda geração ganhou linhas esportivas, mais condizentes com seu motor 1.4 turbo, associado ao câmbio automático de seis marchas. O modelo peca por não ter a opção de trocas de marchas nas aletas atrás do volante e tem o menor porta-malas da categoria. Mas não é nada que manche sua imagem.


Os números comprovam que o Chevrolet Cruze Sport6 lidera o segmento com uma certa folga, já que no acumulado do ano até julho foram emplacadas 3.901 unidades do modelo. O segundo lugar fica com o VW Golf, com 2.757, e em seguida aparecem Ford Focus, 2.499, o falecido Fiat Punto, 1.735, e o Peugeot 308, com apenas 634 unidades. E o modelo 2017 do Chevrolet Cruze Sport6 ganhou elementos que devem reforçar ainda mais seu bom desempenho no segmento.

VISUAL O hatch tem a mesma frente do sedã, com faróis mais estreitos e luzes diurnas. A parte superior da grade também está mais fina e traz detalhes cromados, dando um toque de sofisticação. Mas a parte central do para-choque, que tem linhas recortadas, e a saia frontal conferem ao modelo um aspecto mais agressivo. É um carro com a frente mais baixa e por isso exige cuidado em rampas e ao transpor lombadas, já que raspa com facilidade. Os vincos no capô e nas laterais, o para-brisa bem inclinado e o teto arqueado e descaído na traseira reforçam o aspecto aerodinâmico e deixam o Cruze Sport6 com pinta de esportivo.

Traseira tem formas mais robustas, com para-choque recortado e saída de escape larga - Beto Novaes/EM/D.A Press Traseira tem formas mais robustas, com para-choque recortado e saída de escape larga

A traseira é robusta, larga, com linhas recortadas, e traz um defletor de ar na parte superior e saída única do escapamento. As rodas de liga leve de 17 polegadas, pintadas na cor grafite, são de bom gosto e acentuam a esportividade. É um hatch com um visual equilibrado e moderno.

O estilo é um dos pontos fortes do Cruze Sport6, que lidera o segmento com folga - Beto Novaes/EM/D.A Press O estilo é um dos pontos fortes do Cruze Sport6, que lidera o segmento com folga

E para dirigi-lo não é preciso tirar a chave do bolso. Basta apertar um pequeno botão na maçaneta para abrir a porta. O banco do motorista é confortável, tem comando elétricos, mas não tem o importante ajuste lombar. O banco do passageiro da frente tem ajustes manuais. O volante é regulável em altura e distância e traz os comandos do som, do controlador de velocidade, do computador de bordo, do aviso de colisão e do controle de faixa. Tudo bem à mão do motorista. O painel de instrumentos mescla elementos analógicos e digitais, com uma tela central que mostra os dados do computador de bordo. No console, teclas para ativar e desativar o controle de estabilidade e os sensores de estacionamento. E para ligar o carro, basta apertar o botão start/stop.

Saliência no meio do encosto compromete o conforto - Beto Novaes/EM/D.A Press Saliência no meio do encosto compromete o conforto

ESPAÇO O espaço interno é bom, com bancos dianteiros confortáveis que apoiam bem o motorista e passageiro, que têm boa visibilidade dianteira. No banco traseiro tem espaço para três pessoas, mas, apesar de o túnel no assoalho ser mais baixo, a saliência no meio do encosto incomoda muito quem senta ali. Mas tem cintos de segurança retráteis e apoios de cabeça para os três passageiros. Faltam entrada USB e saída de ar-condicionado para o banco traseiro. O porta-malas é apenas razoável para um hatch médio e é o menor do segmento, trazendo em seu interior o estepe de emergência. O acabamento interno é de boa qualidade, com couro nos bancos e nos painéis de portas. O painel tem material emborrachado, agradável ao toque, e detalhes cromados.

Com 290 litros, o porta-malas do hatch é o menor em relação aos concorrentes - Beto Novaes/EM/D.A Press Com 290 litros, o porta-malas do hatch é o menor em relação aos concorrentes

DIRIGIBILIDADE O motor é um dos pontos fortes do Cruze Sport6. Tem bom torque em baixas rotações e o turbo entra em ação sem trancos, mas com muita eficiência, deixando o carro ainda mais ágil. Basta pisar no acelerador para sentir as respostas imediatas nas arrancadas e retomadas de velocidade. Pode confiar que ele responde. O câmbio automático tem seis marchas bem escalonadas e as mudanças são feitas de forma suave, sem trancos. Tem a posição S, que faz as trocas em rotações mais elevadas, mas o modo manual só pode ser operado por meio da alavanca, já que o carro não conta com os paddle shifts atrás do volante. Um deslize para um carro que ultrapassa casa dos R$ 100 mil. O sistema start/stop, que desliga e liga o motor nas paradas, ajuda a economizar combustível.

A direção com assistência elétrica foi bem calibrada e tem bom diâmetro de giro, tornando o ato de dirigir mais confortável e seguro. As suspensões garantem boa estabilidade, com o carro sempre grudado ao chão, fazendo curvas com total segurança. A eletrônica contribui muito neste quesito, já que o carro tem controles de tração e estabilidade. Mas em termos de conforto, as suspensões transferem um pouco as irregularidades do solo quando sobre pisos irregulares. Os freios com discos nas quatro rodas e a sopa de letrinhas fazem o serviço necessário. O modelo tem visibilidade traseira ruim, mas a câmera de ré e o sensor de estacionamento resolvem o problema. E o motorista conta ainda com o sensor de ponto cego, que avisa a aproximação de outros veículos pelas laterais.

É um carro bem equipado, com acabamento de boa qualidade e conjunto mecânico eficiente, que garante dirigibilidade prazerosa. Entre os concorrentes, Ford Focus e Peugeot 308 têm motores mais potentes, mas o Cruze ganha no conteúdo. Mas a briga mais direta do Cruze Sport6 é com o VW Golf, que também tem sua legião de fãs.


Modelo traz como item de série a nova central multimídia MyLink, com tela tátil - Beto Novaes/EM/D.A Press Modelo traz como item de série a nova central multimídia MyLink, com tela tátil

CONECTIVIDADE

A versão LTZ do Chevrolet Cruze hatch 2017 tem um pacote tecnológico que não fica devendo nada à concorrência. No quesito segurança, traz opcionalmente sensores que acusam o risco de colisão frontal, alertam a aproximação de veículos no ponto cego e ainda chamam a atenção se o motorista mudar de faixa involuntariamente. E para facilitar a vida, o Cruze hatch conta com o OnStar, um serviço conectado com uma central de atendimento que fornece informações sobre segurança, emergências, entretenimento, navegação e conectividade. É muito fácil de operar, pois basta acioná-lo e conversar com o atendente. Por meio do sistema é possível acionar assistência mecânica ou médica, solicitar o endereço de um teatro ou de um supermercado. Já a central multimídia MyLink tem tela tátil de oito polegadas compatível com os sistemas Android Auto e Apple CarPlay, com GPS integrado e mapas em 3D. Mas o espelhamento do smartphone só pode ser feito com cabo conectado à entrada USB. E o carro tem apenas uma. Fora isso, o sistema é intuitivo e fácil de interagir.


Beto Novaes/EM/D.A Press

FICHA TÉCNICA

MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 1.399cm³ de cilindrada, 16 válvulas, que desenvolve potências de 150cv (gasolina) a 5.600rpm e 153cv (etanol) a 5.200rpm e torques de 24kgfm (g) a 2.100rpm e 24,5kgfm (e) a 2.000rpm

TRANSMISSÃO
Tração dianteira, com câmbio automático de seis velocidades

SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora ligada a hastes tensoras; e traseira semi-independente, tipo eixo de torção/de liga leve de 7x17 polegadas/215/50 R17

DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica progressiva (EPS)

FREIOS
A discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS, distribuição eletrônica de frenagem (EBD), controle de tração (TCS), controle de estabilidade (ESC) e auxílio de frenagem de urgência (PBA)

CAPACIDADES
Do tanque, 52 litros; e de carga útil (passageiros mais bagagem), 465 quilos


Rodas de liga aro 17 polegadas - Beto Novaes/EM/D.A Press Rodas de liga aro 17 polegadas

EQUIPAMENTOS

DE SÉRIE
Controle eletrônico de tração e de estabilidade, freios ABS com EBD (distribuição da força de frenagem) e PBA (frenagem de emergência), direção elétrica progressiva, luz de condução diurna, controle de cruzeiro, abertura e fechamento dos vidros por controle remoto, revestimento premium dos bancos, OnStar, airbags frontais, laterais e de cortina, sistema isofix de fixação de cadeirinha infantil, assistente de partida em rampas, sistema de monitoramento da pressão dos pneus, câmera de ré, sensor de estacionamento traseiro, sistema de áudio de alta definição, teto solar, faróis com regulagem de altura, luz de condução diurna com LEDs, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, sensor crepuscular, abertura das portas por sensor de aproximação na chave, partida por botão no painel, acionamento da ignição por controle remoto, retrovisores externos com rebatimento elétrico e aquecimento, retrovisor interno eletrocrômico, multimídia MyLink com tela de oito polegadas e Android Auto e Apple CarPlay, com GPS integrado e mapas 3D, e rodas com acabamento escurecido.

OPCIONAIS
Assistente de permanência na faixa, alerta de colisão frontal, alerta de ponto cego, sistema de estacionamento semiautomático, farol alto inteligente, carregador de celular sem fio, banco do motorista com ajustes elétricos e monitoramento da distância do veículo à frente.

QUANTO CUSTA
O Cruze hatch tem preço inicial na versão LT de R$ 91.890. A versão LTZ tem preços que vão de R$ 103.990 a R$ 115.540, com todos os opcionais.


Notas (0 a 10)

Desempenho 9
Espaço interno 8
Porta-malas 7
Suspensão/direção 8
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais 8
Segurança 8
Estilo 9
Consumo 8
Tecnologia 8
Acabamento 8
Custo/benefício 8

Beto Novaes/EM/D.A Press

CHEVROLET CRUZE 1.4 TURBO LTZ X CONCORRENTES

CHEVROLET CRUZE 1.4 TURBO LTZ FORD FOCUS 2.0 TITANIUM VW GOLF 1.4 TSI HIGHLINE PEUGEOT 308 1.6 THP GRIFFE

Potência (cv) 150(g)/153(e) 175(g)/178(e) 150 (g/e) 166(g)/173 (e)
Torque (kgfm) 24(g)/24,5(e) 21,5(g)/22,5(e) 25,5 (g/e) 24(g/e)
Dimensões (A x B x C x D) (m) (*) 4,44x1,80x1,48x2,70 4,36x1,82x1,48x2,64 4,25x1,79x1,46x2,63 4,29x1,81x1,51x2,60
Peso (kg) 1.331 1.399 1.252 1.392
Porta-malas (litros) (**) 290 316 313 430
Velocidade máxima (km/h) (**) 214 (g/e) 206 (g/e) 204 (e) 215 (g/e)
Aceleração até 100km/h (s) (**) 9,0(g)/10,2(e) 9,2(g/e) 8,6 (g/e) 8,3(g/e)
Consumo cidade (km/l) (**) 11,3(g)/7,6(e) 9,9(g)/6,7(e) 11,3 (g)/7,7 (e) 10,6(g)/7,2(e)
Consumo estrada (km/l) (**) 13,6(g)/9,3(e) 12,4(g)/8,5(e) 13,7 (g)/9,5 (e) 12,9(g)/8,9(e)
Preço (R$) 103.990 100.900 107.600 98.590.

(*) A: comprimento; B: largura; C: altura; e D: entre-eixos
(**) Dados dos fabricantes
(g) gasolina; (e) etanol
ND: Não disponível

Tags: greco enio ltz turbo 1.4 sport6 hatch cruze chevrolet vrum teste

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
18 de dezembro de 2016
14 de dezembro de 2016

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação