Publicidade

Estado de Minas

Mega Quinta - Mamãe na pista

Confira uma entrevista com Carmem Lúcia Silva, que corre na categoria ATD+ com o seu Fiat Uno


postado em 08/05/2010 17:10

(foto: Fotos: Mega Space/Divulgação)
(foto: Fotos: Mega Space/Divulgação)
Carmem Lúcia Silva é daquelas mulheres que fogem aos estereótipos. Mãe de família, Carmem se destaca também pelo seu bom desempenho nas pistas. Graças aos seus 50 anos de experiência e muita habilidade, ela deixa muitos marmanjos para trás com o seu Fiat Uno verde metálico da categoria ATD+, Aspirado Tração Dianteira Plus. Confira uma entrevista feita por Suzana Horta com a piloto.

Entrevista Carmem Lúcia Silva

- Carmem, é uma surpresa termos você aqui de volta às pistas. De certa forma, entrevistar você é uma homenagem a todas as mães que sempre prestigiam as Megas Quintas, mas que não vão para a pista como você. Só para incentivo da mulherada, qual é a sua idade?

Eu tenho 50 anos muito bem vividos, com muita velocidade e adrenalina.

- Quantos filhos vc tem e a idade deles?

Tenho um casal de filhos. Uma moça com 20 anos e o mais novo, com 18.

- O que os seus filhos pensam sobre esta loucura de terem uma mãe que pratica "arrancada"?

Acho que eles não pensam, porque também são loucos. Minha filha também acelera e meu filho faz show de moto "cabritagem", aqui na Mega Quinta. É uma família de loucos, na verdade (risos).

- Há quanto tempo você é piloto de arrancada e vive este sonho, como você mesma disse, "louco"?


Eu já vivi essa situação. E agora, no Mega Space, a gente tem a oportunidade maior de estar praticando o que gosta com mais tranquilidade, sem colocar em risco a vida das pessoas e também a nossa, porque esta estrutura aqui do Mega é maravilhosa. É uma oportunidade de estarmos extravasando as nossas ansiedades do dia a dia.

- Você já virou um tempo bacana aqui no Mega? Qual a categoria que você corre?

No ano passado, eu estava com um carro bom e fiz uma marca de 8.6s. Para mulher, tá prá lá de bom, não é? Eu corria com uma TL verde e que agora está sendo novamente preparada e breve devo colocá-la na pista.

Carmen Lúcia consegue virar abaixo dos 10 segundos com o seu Uno aspirado
Carmen Lúcia consegue virar abaixo dos 10 segundos com o seu Uno aspirado


Estou ansiosa pra ver no que vai dar. Na verdade, estou precisando de patrocínio, para botar a TL no jeito!! Com este aspirado que estou correndo, já fiz 9s e alguma coisa. Quem sabe não aparece alguém interessado na minha aventura de mamãe-piloto?

- Muito bem. É um tempo para "papai" nenhum "botar defeito". Carmem, você é assim nas ruas, acelera só Mega Space, dirige em rodovias?


R: Dirijo muito, mas meus filhos me chamam de "caxias", porque respeito tudo; se o limite de velocidade é 70, dirijo a 70, se é 60 dirijo a 60, então eu não gosto de desafiar leis, afinal preciso preservar não só a minha integridade de minha família, mas de todos os motoristas. A gente não brinca com direção, isso é coisa séria. Eu prefiro brincar aqui no Mega Space, é muito melhor.

- Tivemos informações de que você estava fora das pistas se recuperando de uma fratura no tornozelo; como foi este acidente? Foi na arrancada ou na rua?


Eu sofrí um acidente sério, capotei meu carro numa aquaplanagem, em que freei em uma poça de óleo onde
uma carreta havia tombado anteriormente. Não teve nada a ver com velocidade; eu estava a apenas 45 km/h. Estava bem devagar e o carro derrapou na pista e eu perdi totalmente o controle. Uma fatalidade mesmo!

- Afinal Carmem, você entende da mecânica e da preparação do carro?


R: Pouca coisa, eu "durmo com um mecânico e acordo com dois". Não só meu marido, mas meu filho também é mecânico, então alguma coisa a gente tem por obrigação aprender. Principalmente ouvindo e prestando atenção no modo como eles fazem.

- É verdade que você dirige qualquer tipo de automóvel? Você é mesmo uma desafiadora dos limites femininos?

Sim. Até caminhão! O automóvel maior que dirigi foi uma carreta Volvo de 18 marchas.

- Que loucura! Carmem, o que você sente e pensa quando vem aqui ao Mega acelerar, no momento exato em que coloca o pé no acelerador? Dá tempo de pensar em alguma coisa?

Você só consegue pensar no tempo e no final da pista. O resto fica para trás. Você esquece os problemas,
as dificuldades do dia a dia e curte demais tão poucos segundos de muita emoção. A sensação da adrenalina é de deixar você fora deste mundo.

- Então seu marido é seu mecânico preparador. Fale um pouquinho sobre esse “maridão” que tanto te
apoio nesse "sonho louco".


É um abençoado! Ele sempre apoia de verdade; me incentiva e eu o conheci numa corrida! Então é um amor
parceiro e "veloz" (risos)! Ele é muito competente, como profissional de preparação, como piloto, e como marido.

-Para encerrar, gostaríamos que você deixasse registrado aqui, uma mensagem para as mamães, nesta semana
que é delas! Sei que você tem um recado bacana para todas nós, mães, que freqüentam o Mega que aceleram, que acessam o VRUM, o Canal Mega Space e que vivem a maior de todas as emoções, que é ser mãe.


Você que fica aí dentro de casa, curtindo uma depressão, chorando pelos filhos, reclamando da vida; venha para o Mega, vem se divertir; acompanhe seu filho, seu marido naquilo que eles gostam, afinal família é a maior riqueza que temos.

E aqui no Mega Space somos uma só família, todos se respeitam se admiram e se conhecem. Vem para cá mãe, não fica triste não, aqui é o lugar de você ser muito feliz. Beijo para todas as mães, especialmente para minha e para esta que está aqui na minha frente, entrevistando. Que Deus abençoe a todas vocês.

- Carmem, nós te agradecemos muito, desejo um dia das "mães" muito especial para você de coração, com muita alegria e saúde para continuar a nos alegrar sempre com seu desafio de ser uma "piloto-mamãe". Agradeço eu nome do Mega Space e do Vrum.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade