Honda VT 750 Shadow Spirit 2007 - Espírito reencarnado

Montadora lança novo modelo, com motor de maior cilindrada e potência. Visual é praticamente idêntico ao da Shadow 600, que havia sido descontinuada no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 19/09/2006 21:30 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Na Honda, o banco está a apenas 652 mm do chão, facilitando as manobras. Já a roda dianteira tem aro de 21 polegadas - Fotos: Divulgação/Honda Na Honda, o banco está a apenas 652 mm do chão, facilitando as manobras. Já a roda dianteira tem aro de 21 polegadas
A Honda lança no Brasil a Shadow 750 em substituição à Shadow 600, que havia subido no telhado, com declínio de vendas frente à concorrência no Brasil e no mundo. Na troca de motocicletas, a montadora optou pela adoção do estilo ianque, nacionalizando o modelo ACE, American Classic Edition, que tem como características muito volume e porte, além de pára-lamas envolventes. A versão Spirit, modelo 2007, tem características opostas, com porte menor, mais leve e esportiva.

Curiosamente, a nova Shadow Spirit 750 resgata os traços e o visual da falecida Shadow 600 e já chega com modernizações no motor. Em vez do carburador, o tradicional motor de dois cilindros em V (arquitetura quase obrigatória entre as custom), com três válvulas por cilindro, 745cm³ e inclinação de 52 graus, além de refrigeração líquida, teve alterações para adoção da injeção eletrônica, fornece 41cv a 5.500 rpm e torque é de 5,9kgfm a 3.500 rpm. A Shadow 750 nacional permanece carburada.

Baixa

A nova motocicleta ficou mais leve e esportiva. Na dianteira, a roda é de 21 polegadas de diâmetro, com pára-lamas curto e rente à roda. Já o banco, do tipo dois andares, foi rebaixado para apenas 652 mm do chão, transformando a nova Spirit na moto custom de média cilindrada com menor altura de banco, facilitando para pessoas de menor estatura. O peso também foi reduzido para 230,5 kg, contra 239 kg do modelo tradicional.
Com visual limpo, nova moto tem farol e pára-lamas menores - Com visual limpo, nova moto tem farol e pára-lamas menores

Os escapes também mudaram. Na Shadow 750 nacional, os dois escapes têm saída única cromada. Na nova Shadow Spirit, as saídas dos escapes são independentes, conservando, porém, o festival de cromados. Outra alteração importante na ergonomia, foi a adoção de um novo guidão. Em vez do formato típico chifre de boi, agora é um pouco mais plano e curto. O tanque, com capacidade aumentada de 14,3 para 14,6 litros, abriga também o painel, com destaque para o grande velocímetro analógico.

Técnica

Com a posição de pilotagem alterada, via mudanças no banco e guidão, as suspensões também foram recalibradas. A dianteira, do tipo telescópica, passa a ter tubos de 41 mm de diâmetro e 115mm de curso, contra 117mm de Shadow Classic. A suspensão traseira tem dois amortecedores reguláveis, com curso de 90mm. Os freios permanecem inalterados. Na dianteira, um único disco com 296mm de diâmetro e na traseira, um arcaico tambor, com 180mm de diâmetro.

Em compensação, a transmissão final é por eixo cardã, que dispensa manutenção. O câmbio continua com cinco marchas, assim como o quadro, feito em tubos de aço e com dupla trave. O farol redondo e único foi alterado e tem um bojo cromado menor, para compor o novo estilo mais light. A nova Shadow Spirit pode ser equipada com uma longa lista de acessórios. Entretanto, já vem de fábrica com o sistema antifurto codificado e acoplado à chave de ignição. O preço é de US$ 6.500.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação