YAMAHA YFM 700R - Levantando a poeira

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 03/01/2007 09:12 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Visual é agressivo, com pára-lamas altos, parecidos com asas - Fotos: Yamaha/Divulgação Visual é agressivo, com pára-lamas altos, parecidos com asas
O mercado dos quadriciclos, também chamados de ATVs (All Terrain Vehicles), ou veículos para todo terreno, apresenta um crescimento constante, tanto no segmento utilitário (como veículo agrícola nas fazendas) quanto no esportivo, para lazer. Para suprir esta demanda, a Yamaha ampliou sua linha de modelos, importando (do Japão), entre outros modelos, o esportivo YFM 700R. O modelo substitui o YFM 660R, importado desde 2001, e incorpora, entre outras inovações, a injeção eletrônica de combustível.

O novo YFM 700R, que está no mercado brasileiro desde outubro de 2006 e é distribuído pelas mais de 450 concessionárias do país, tem preço (base São Paulo) de R$ 13.695. O motor tem um cilindro, 686cm³ de capacidade cúbica, refrigeração líquida e é alimentado por injeção eletrônica de combustível. Em vez das cinco válvulas do modelo de 660cm³, o cabeçote agora tem quatro válvulas e parentesco com o motor da nossa XT 660R. A potência (algo em torno dos 50 cv) não foi revelada, mas, curiosamente, a Yamaha alardeia que é o mais potente da categoria.

Brincadeira
Suspensões dianteiras são independentes e reguláveis - Suspensões dianteiras são independentes e reguláveis

O pistão do motor recebeu um tratamento em cerâmica (inédito em quadriciclos), semelhante ao usado na moto superesportiva YZF R-1, por exemplo, para melhorar a eficiência térmica. O modelo foi projetado para proporcionar divertimento e desempenho. Especialmente em tocadas esportivas. Assim, as suspensões dianteiras têm longo curso (252,7 mm), e são independentes em cada roda, através de trapézios e amortecedores (com possibilidade de cinco regulagens).

A suspensão traseira adota o sistema monocross, com um único amortecedor, balança de alumínio e nada menos que 280,4 mm de curso. Tudo para copiar melhor o terreno e oferecer uma pilotagem esportiva. O quadro foi redesenhado e tem vigas em alumínio, além de partes em aço, para redistribuir o peso e centralizar as massas. Também foi feito um regime geral no modelo, que perdeu dois quilos em relação ao modelo anterior. O peso a seco do YFM 700R é 180 kg.

Agressivo

visual continua agressivo. Na dianteira, há uma espécie de capô vazado, que cobre o radiador e também abriga os dois pequenos faróis. O modelo conta com um pequeno pára-choques, que protege os componentes da suspensão dianteira. Já os pára-lamas são altos e largos, como espécies de asas. Para ligar, a partida é elétrica. O câmbio tem cinco marchas para frente e uma ré. Indispensável para pequenas manobras e para sair de enrascadas nas trilhas da vida.

O acabamento do YFM 700R é esmerado. O escape é do tipo saída alta e tem ponteira em aço escovado. Os plásticos da carroceria são bem encaixados e o quadro não tem costuras aparentes. O painel, como nas motos, tem tela digital. Os freios são a disco, sendo dois na dianteira e um na traseira, fixado no eixo. Para aumentar a segurança e comodidade, o YFM 700 tem freio de estacionamento. Apesar das quatro rodas, o piloto vai sentado em banco que sobe pelo tanque (de 18 litros), e o guidão, como nas motos, não deixa esquecer suas origens e sensação de liberdade. Informações: www.yamaha-motor.com.br.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe