Pequena notável

Fábrica lança modelo sem carenagem, derivado de esportiva, com motor três cilindros de 107cv de potência. Com visual exótico e bom desempenho, nova moto chega em 2008

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 07/08/2007 13:43 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos: Triumph/Divulgação
O raciocínio lógico acabou se confirmando. O modelo esportivo e carenado Daytona 675, apresentado em 2006, acabou dando origem à irmã naked, sem carenagem, batizada como Street Triple 675, lançada mundialmente no início do mês passado. É que, na indústria, a formação de famílias, com o máximo de componentes intercambiáveis, acaba reduzindo custos e otimizando a produção. Entretanto, tudo depende de o modelo-base ter talento e fôlego comercial, para garantir os filhotes.

Essas qualidades a Daytona 675 demonstrou ter e a montadora vai tratando de multiplicar, fazendo o modelo cair cada vez mais no gosto do consumidor. A nova moto herda o motor três cilindros em linha com novo mapeamento eletrônico, quadro e balança da suspensão traseira em alumínio, as rodas em liga leve de cinco raios, tanque de combustível com capacidade para 17,4 litros e painel da matriz, mas com personalidade própria e visual bastante exótico e agressivo.

Também classificada como streetfighter (guerreira urbana), a nova Street Triple 675 só vai chegar ao mercado em janeiro de 2008, mas já desperta grande interesse, no vácuo do sucesso da irmã esportiva. O propulsor de três cilindros em linha e 12 válvulas, com refrigeração líquida e injeção eletrônica, fornece 107cv a 11.800rpm (contra 125cv da Daytona), mas ganhou uma curva de torque mais plana, possibilitando fortes arrancadas e uma convivência mais pacífica no trânsito urbano.

Na ergonomia, a nova Triumph Street Triple também adotou novo formato. A engenharia da casa de Hinckley providenciou um banco mais baixo, que fica a 800mm do chão. As pedaleiras foram posicionadas mais para a frente, para aumentar o conforto, e o guidão é mais alto e largo, facilitando as manobras na cidade. O garfo da suspensão dianteira também tem nova inclinação, deixando a moto mais ágil.

Personalidade
A suspensão dianteira invertida é semelhante à da esportiva. Tem tubos de 41mm de diâmetro e 120mm de curso. A suspensão traseira tem monoamortecedor regulável. Ambas são da marca Kayaba. Os discos de freios dianteiros, com 308mm de diâmetro, são os mesmos da Daytona 675, mas as pinças foram redimensionadas para o modelo e têm apenas dois pistãos, contra quatro de ataque radial da esportiva. O freio traseiro tem disco simples de 220mm, da marca Nissin, como os dianteiros.

Além do motor e do quadro propositalmente à mostra, a Street Triple relaciona entre suas características mais marcantes o duplo farol redondo na dianteira e escapes duplos de saída alta na traseira. O painel é completo e inclui luz de advertência para troca de marchas e tempos de volta para até 99 giros. O câmbio tem seis marchas e o peso a seco é de 167kg. Os modelos Triumph são exportados diretamente para o Brasil. A nova Street Triple (com preço de 7.595 euros R$ 19.520), também será importada, mas os preços e data de lançamento no mercado nacional ainda não foram decididos. Informações. (31) 3275-2711.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe