Honda Shadow 750 - Traje engomado

Linha 2008 da nova moto teve ligeira atualização de estilo, a ergonomia evoluiu e a principal novidade é o motor equipado com injeção eletrônica de combustível

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 08/06/2008 16:20 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Caio Mattos/Honda/Divulgação
Do Guarujá (SP) - A Honda Shadow 750 foi lançada, em 2005, para substituir o modelo Shadow 600, "magrinha" para os padrões custom, e que vinha perdendo terreno para a concorrência. Neste segmento, formas volumosas e dimensões avantajadas, com manequim tipo GG, são qualidades apreciadas, ficando em segundo plano índices de potência e desempenho. Exatamente como a Shadow 750, que adotou o visual robusto do modelo American Classic Edition (ACE), com pára-lamas superenvolventes, e que agora passa, pela primeira reestilização.

Produzida, em Manaus, o modelo 2008 adotou novas cores e grafismos, além de novo escapamento, guidão e pedaleiras. Uma roupa com recatadas mudanças, que o deixa ainda mais fiel ao estilo custom. Na parte técnica, invisível ao olhar, mas perfeitamente percebida ao acelerar, está o sistema de injeção eletrônica, que aposentou o carburador, para conferir rodagem mais suave e principalmente para atender às exigências ambientais mais rigorosas (Promot 3), que entram em vigor em janeiro de 2009.

Os efeitos da injeção eletrônica PGM-FI deixaram a nova Shadow "Sete Galo", como são conhecidos carinhosamente os motores de 750 cm³, mais redonda. O motor, com a clássica arquitetura de dois cilindros em V, com inclinação de 52 graus e refrigeração líquida, não engasga nem tosse, mesmo se maltratado, nas mais diferentes acelerações. Para completar, o escape, que de saída única passou para duas ponteiras cromadas e mais curtas, com novos catalisadores, emite um "ronco" mais grave e sonoro, também muito apreciado pelo segmento.

A posição de pilotagem ganhou mais mordomias, com as pedaleiras retráteis em estilo plataforma. O pedal de câmbio agora tem dupla ação e pode ser operado com a ponta do pé e com o calcanhar, facilitando as trocas de marchas do câmbio de cinco velocidades. O pedal do freio traseiro ganhou novas dimensões, semelhantes às de um carro. Já o guidão, fixado em coxins de borracha para minimizar vibrações, permite regulagens e está 17 mm mais alto e 15 mm mais à frente. As alterações deixaram a posição de pilotagem mais relaxada e melhoraram a ergonomia.

Cobrança
A grande distância entre-eixos, de 1.639 mm, proporciona estabilidade nas retas, mas é problema nas curvas e no trânsito, embora as novas pedaleiras já não raspem com tanta facilidade em relação ao modelo anterior. As alterações mecânicas e os novos catalisadores também cobraram seu preço, em forma de peso, que aumentou 8 kg, passando para 247 kg, na potência, que de 45,8 cv passou para 45,3 cv, nos mesmo 5.500 rpm e especialmente no torque, que manteve os 6,5 kgfm, só que obtidos a 6.500 rpm, contra 6.000 rpm da versão anterior.

Com isso, a faixa de utilização do motor ficou ligeiramente mais estreita, embora perfeitamente compensada pela maior suavidade de funcionamento, ajudada pela transmissão por cardã. A suspensão traseira tem dois amortecedores reguláveis em cinco posições e apenas 90 mm de curso. No asfalto liso, sua praia, não há problema, mas em piso irregular a coluna sofre. A suspensão dianteira tem garfo telescópico de 117 mm de curso. Os freios dão conta do recado, com disco de 296 mm na dianteira e tambor de 180 mm na traseira. O painel em cima do tanque ganhou a luz de funcionamento da injeção. A nova cor preta tem elementos tribais no tanque e no pára-lamas dianteiro; a cinza metálica é a mais clássica, com acabamento em preto; e a azul tem adesivos em forma de chamas e efeito furta-cor no sol. O preço é o mesmo, R$ 29.980, em São Paulo, sem frete, óleo e seguro.

(*) Viajou a convite da Honda

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe