Publicidade

Estado de Minas

Yamaha YFM 350R - Terra é vitamina

Equipado com chassi robusto, motor de um cilindro e refrigeração a ar, modelo 2009 do quadriciclo tem marcha a ré, suspensão dianteira independente e freios a disco


postado em 11/01/2009 17:00

Tração no eixo traseiro deixa pilotagem mais divertida(foto: Fotos: Yamaha/Divulgação)
Tração no eixo traseiro deixa pilotagem mais divertida (foto: Fotos: Yamaha/Divulgação)
Praticamente todas as montadoras de motocicletas também produzem quadriciclos, diversificando sua gama de produtos. São os chamados All Terrain Vehicles (ATVs), ou veículos para todo terreno, utilizam muita tecnologia e componentes das próprias motos, reduzindo consideravelmente os custos de desenvolvimento. Sua fabricação é voltada exclusivamente para lazer, ou para a lida no campo, não podendo rodar nas cidades. Mesmo assim, é um segmento cada vez mais disputado.

Se você gosta muito de quadriciclos, não deixe de jogar Pure, lançado para Xbox 360, PC e Playstation 3, um dos jogos de corrida mais divertidos de 2008!

A Yamaha do Brasil importa do Japão e dos Estados Unidos e comercializa oficialmente em sua rede uma linha de quadriciclos utilitários, composta de quatro modelos, de 125 cm³ até 700 cm³, e uma gama de quadriciclos esportivos e de lazer que inclui quatro modelos, variando de 80cm³ a 700 cm³. Entre eles, o YFM 350R, um robusto modelo, com motor de um cilindro (refrigerado a ar e alimentado por carburador), que já está disponível em sua versão 2009.

Esportivo
O quadriciclo YFM 350R só tem tração no eixo traseiro (tipo 4x2), o que reduz o peso. Se, por um lado, limita sua utilização em terrenos mais acidentados, ou de pouca aderência, quando a tração integral faz a diferença, por outro, deixa a pilotagem esportiva mais divertida. Mesmo assim, os componentes de série garantem bom desempenho em qualquer terreno. As rodas, com aros mais largos e pintadas de preto, estão calçadas com pneus próprios para terra.
Pneus são próprios para terra e ajudam a aumentar desempenho
Pneus são próprios para terra e ajudam a aumentar desempenho

O motor do tipo quatro tempos tem um cilindro, 348 cm³, refrigeração a ar e câmbio de seis marchas para frente e mais uma à ré, para ajudar nas manobras, ou em situações críticas nas trilhas. A partida elétrica também facilita o trabalho do piloto. As primeiras marchas são bastante reduzidas, para aumentar a força e ajudar na superação de obstáculos mais complicados. A suspensão dianteira é independente nas duas rodas, composta por trapézios, com 230,5mm de curso. Os freios são a disco: um em cada roda dianteira e outro direto no eixo traseiro.

Curvas
Já a suspensão traseira é do tipo mono amortecida. Uma das características mais interessantes dos quadriciclos é a forma de pilotar. Como não têm diferencial, as duas rodas traseiras giram na mesma velocidade, mesmo nas curvas, "teimando" em seguirem reto. Para fazer curvas, é necessário força no guidão, para contrariar a tendência, e até uma derrapagem forçada. É mais uma justificativa para só rodarem na terra, onde a manobra é facilitada pela menor aderência.

A forma de acelerar também é diferente. Para maior segurança, o acelerador é acionado com o "dedão" da mão direita, em vez do tradicional punho. Também por motivo de proteção, as pedaleiras são maiores e com uma espécie de gaiola, para que os calcanhares não sejam "engolidos" pelas rodas traseiras. O visual é agressivo e não dispensa os dois faróis dianteiros. O tanque comporta nove litros e o peso a seco é de 170 kg. O YFM 350R é comercializado por R$ 16.725, base São Paulo, sem frete e seguro.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade