BMW S 1000 RR - Briga indigesta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 12/02/2009 13:43 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
 Desenvolvida para as pistas, superesportiva da marca alemã chega para disputar o exclusivo e sofisticado segmento, que tem concorrentes europeus e japoneses de peso - Fotos: BMW/Divulgação Desenvolvida para as pistas, superesportiva da marca alemã chega para disputar o exclusivo e sofisticado segmento, que tem concorrentes europeus e japoneses de peso
No início de 2008, a alemã BMW anunciou que iria disputar o mundial de Superbikes deste ano (com os pilotos Ruben Xaus e Troy Corser), cujo regulamento exige motocicletas a partir das fabricadas em série, e não protótipos exclusivos de competição. A surpresa é que, em sua linha, não constava nenhum modelo apropriado para a tarefa de duelar com os verdadeiros mísseis superesportivos japoneses e italianos da categoria, mas, sim, modelos sofisticados e confortáveis, mais adequados para longas viagens.

Para desfazer o mistério, o presidente da divisão de motos, Hendrik von Kuenhein, anunciou que produziria sua própria superesportiva, com todos os requintes necessários, utilizando, inclusive, tecnologias desenvolvidas nas pistas pela equipe BMW de Fórmula 1. O projeto virou motocicleta de produção, que ganhou o nome de S 1000 RR (S de Sport, e RR, de Racing) e, no início de fevereiro, entrou em linha de montagem em sua fábrica de Berlim, para ser comercializada inicialmente na Alemanha, ainda no primeiro semestre, por 15.150 euros.

Mercado
O presidente também destacou que o modelo S 1000 RR inaugura um novo e importante segmento da marca, para disputar um apetitoso mercado, que consume cerca de 100 mil unidades por ano no mundo, de altíssimo valor agregado, mas que é dominado pelos japoneses, que ficam com a maior parte, cerca de 85% do bolo. Além disso, as superesportivas funcionam como uma espécie de cartão de visitas e a participação no mundial de Superbikes (começa em março, na pista de Philip Island, na Austrália) aumenta a visibilidade e o prestígio da marca, já que é disputado em 13 países e em quatro continentes.

Pelo regulamento do campeonato de Superbike, a moto de competição tem que ser baseada no modelo de rua - Pelo regulamento do campeonato de Superbike, a moto de competição tem que ser baseada no modelo de rua
O interessante é que, para enfrentar principalmente os japoneses, a BMW utilizou algumas armas parecidas com a dos inimigos, mas desenvolveu outras exclusivas. O motor tem 999cm³, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, duplo comando, refrigeração líquida e desenvolve 180cv. Porém, o propulsor está inclinado em 55 graus, para rebaixar o centro de gravidade e as massas. O quadro tem arquitetura de dupla trave, em alumínio, assim como a balança da suspensão traseira, em formato banana.

Canhão
A BMW S 1000 RR que vai rodar nas ruas e estradas do mundo tem sistema de freios ABS, com quatro modos de atuação (reguláveis pelo piloto) e duplo disco de freio na roda dianteira, com pinças Brembo de quatro pistãos. Além disso, a nova motocicleta tem controle de tração, para o piloto despejar potência sem o perigo de perder o controle, com a roda traseira patinando.

A suspensão dianteira é invertida, com tubos de 45mm de diâmetro, e a traseira, mono, sendo ambas reguláveis. O peso a seco é de 183kg e a transmissão final, por corrente, em vez do tradicional (mas inapropriado para competições) eixo cardã da marca. As pedaleiras são ajustáveis e o escape, único, com ponteira curta e lateral. O painel mistura elementos analógicos e digitais. Já o visual é escancaradamente clonado das motos japonesas da categoria, com dois faróis dianteiros, tomada de ar central e rabeta fina, com lâmpadas led e suporte de placa suspenso. O recheio, porém, tem a missão de provar que as coincidências acabam aí. O modelo será importado para o Brasil, mas ainda não tem data e preços definidos.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe