Publicidade

Estado de Minas

Dafra Kansas 250 - De volta, sem ter ido

Com estilo custom, novo modelo tem freios a disco nas duas rodas e segue a receita de muitos cromados. Motor de dois cilindros em V desenvolve 21cv de potência


postado em 05/04/2009 17:17

Com pouco mais de um ano de vida, a marca de motocicletas Dafra, que usa tecnologia chinesa, instalada em Manaus, Amazonas, assombrou o mercado interno, produzindo em 2008 quase 120 mil unidades, surfando na demanda superaquecida. Este ano, com o consumidor mais arredio, as montadoras vão usando a criatividade para acelerar as vendas. A Dafra, quando foi instalada, no início do ano passado, ventilou a possibilidade de lançar o modelo custom Horizon 250, com motor de dois cilindros em V, o que acabou se tornando uma meia-verdade.
Guidão estilo chifre de boi deixa os braços mais altos. Encosto no banco da garupa é de série e proporciona mais conforto(foto: Fotos: Dafra/Divulgação)
Guidão estilo chifre de boi deixa os braços mais altos. Encosto no banco da garupa é de série e proporciona mais conforto (foto: Fotos: Dafra/Divulgação)

Foi produzido em dezembro de 2008 apenas um lote de 851 unidades do modelo, como série limitada, só que batizado de Kansas 250, que agora chega ao mercado. A estratégia visou pegar uma carona no bom desempenho de vendas da irmã menor, Kansas 150 (com apenas um cilindro), e também na homologação, ainda dentro das antigas e menos rigorosas normas ambientais do Promot II. Para atender a fase III do Promot, em vigor a partir de janeiro e bem mais severa, a moto será adaptada, recebendo provavelmente injeção eletrônica e voltando a ser chamada de Horizon 250.

Semelhança
A nova Dafra Kansas 250, maior modelo da linha, coincidentemente é bastante semelhante à Delta LF 250, do grande fabricante chinês Lifan, com quem a montadora nacional tem um acordo de cooperação e importação. Essa, por sua vez, é um perfeito clone da Yamaha Virago 250 (apelidada de Viraguinho), que já foi vendida com sucesso no Brasil. Como o padrão visual das motos do estilo custom não sofre grandes alterações, como aliás exige o consumidor, a nova Kansas 250 é perfeitamente atual e atraente em seu segmento.

A fórmula de muitos cromados, banco bipartido de dois andares e motor dois cilindros em V, está presente. Outra característica da nova Dafra Kansas 250 é o guidão curvado, estilo chifre de boi, que permite uma ergonomia de pilotagem com braços mais altos. Já os pés ficam mais esticados, por conta de pedaleiras avançadas. O banco individual é mais baixo para o piloto (810 mm) e tem um encosto para a garupa (sissy bar), proporcionando mais conforto em trajetos longos.

O propulsor, do tipo quatro tempos, com carburador e 248,7 cm³, também com partes cromadas, segue a tradicional receita custom de dois cilindros em V, desenvolvendo potência de 21 cv a 7.000 rpm e torque de 2,35 kgfm a 6.000 rpm. A refrigeração é a ar e o câmbio tem cinco marchas. As rodas são de liga leve, com seis raios, e os freios a disco ventilados nas duas rodas, com acionamento hidráulico e mangueiras revestidas (tipo aeroquip), para reduzir a dilatação e melhorar a eficiência.

O painel, também dentro do estilo, fica no guidão, com relógio único e cromado, assim como a capa do farol arredondado. Os escapes, um para cada cilindro, ficam do lado direito, e são, obviamente, cromados. A suspensão dianteira é telescópica, com 140 mm de curso. A suspensão traseira tem dois amortecedores, com apenas 55mm de curso, para castigar a coluna e os rins do piloto. O tanque, em estilo gota, comporta 9,5 litros, incluída a reserva, e o peso a seco é de 137 kg. A Dafra Kansas 250 é vendida por R$ 12 mil. Informações na Moto Via: (31) 3555-6000.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade