Horex VR6 1200 V - Um V escondido

Marca alemã volta ao mercado com modelo equipado com um compacto motor V-6 alimentado por compressor e estilo que resgata seu passado. Posição de pilotagem é relaxada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 29/06/2010 13:48 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos: Horex/Divulgação
A marca de motocicletas Horex foi durante bastante tempo líder de mercado na Alemanha e uma das mais importantes de toda a Europa. Nasceu em 1923, na cidade de Bad Homburg, pelas mãos do piloto e apaixonado por duas rodas Fritz Kleemann, cujo pai tinha uma conhecida fábrica de vidros batizada de Rex. Bastou juntar as duas primeiras letras da cidade de Homburg para formar o nome Horex, que iria até 1958. De lá para cá, o nome foi vendido e produzidos alguns modelos de forma artesanal. Entretanto, no dia 15, foi mostrado em Munique o novo modelo Horex VR6, além de ambiciosos planos para ressuscitar a marca em grande estilo, a partir de 2011.

O responsável pela volta da Horex ao mercado é o engenheiro Clemens Neese, que preparou um sofisticado modelo, equipado com motor de seis cilindros em V, com 1.218cm³ e supercharged, de 203cv. O propulsor é um dos destaques, já que é bastante compacto, com uma inclinação de apenas 15 graus entre as bancadas de cilindros, que têm três válvulas e triplo comando. Essa arquitetura, inédita, conta ainda com um intercooler para manter a refrigeração. Com um ângulo em V tão fechado, o volume do motor assume dimensões bem reduzidas, que permite um quadro em alumínio, supercompacto, como em uma moto menor, oferecendo mais agilidade.

O motor vai fornecer, além dos 203cv a 8.500rpm, um excelente torque de 15,7kgfm a 7.200rpm, superior a muitos automóveis, vitaminado pelo supercharged, um compressor que, ao contrário do turbo, oferece alimentação contínua e vigorosa, mesmo em baixos giros e sem buracos. A desvantagem é que rouba uma parcela de potência, já que fica ligado ao motor. Curiosamente, a sigla VR também é adotada pela igualmente alemã Volkswagem em alguns de seus modelos equipados com motor em V, que, coincidentemente, foi colaboradora do projeto da nova Horex. Nada além disso, como informam diplomaticamente as montadoras.

Veja a galeria completa da Horex VR6 1200!

Porém, onde há fumaça.... Já o estilo preservou a essência da motocicleta. Nada de mirabolantes carenagens ou recursos estilísticos futuristas. A nova Horex VR6 vai estrear oficialmente no Salão de Colônia (Intermot), Alemanha, em outubro, com um visual que lembra os modelos mais famosos da era de ouro da Horex original, sem, contudo, apelar para o estilo retrô. As motos mais famosas da marca foram a monocilíndríica Regina 350 e a bicilíndrica Imperator 400, das décadas de 1940 e 1950, respectivamente. Eram motos refinadas, de ótima qualidade, com motores modernos, que espelhavam também o sucesso nas pistas.

A nova Horex VR6 resgata traços desses modelos do passado recente, sem ser, entretanto, uma mera cópia modernizada. Como nas verdadeiras motocicletas, o farol único tem formato circular, assim como o quadro de instrumentos. Este, porém, inclui a tecnologia digital em uma tela central. O tanque, integrado ao quadro, também tem formas arredondadas e ostenta nas laterais o símbolo Horex. O banco, em dois níveis, tem uma coloração em tons de marrom e preserva uma ergonomia de pilotagem mais natural e relaxada, sem os verdadeiros contorcionismos exigidos pela performance aerodinâmica ou por caprichos estilísticos do projetista.

A nova Horex resgata traços de modelos do passado, mesmo sem ser - A nova Horex resgata traços de modelos do passado, mesmo sem ser

Outro aspecto forte de estilo são os escapes. As seis saídas são agrupadas em três ponteiras, posicionadas do lado direito da moto. A suspensão dianteira é invertida, com tubos de 50mm de diâmetro e 130mm de curso. A suspensão traseira é do tipo mono, ancorada em monobraço, com 120mm de curso. Ambas reguláveis. A transmissão final é feita por correia, em vez da tradicional corrente. O freio dianteiro tem dois discos, com pinças radiais de quatro pistãos. O sistema ABS antitravamento vai ser de série. O freio traseiro tem disco simples. As rodas são de liga leve, com aros de 17 polegadas e o peso a seco de 239kg. A velocidade final é limitada eletronicamente em 250km/h.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe