Semana mundial Vespa - Dias de zumbido

Cerca de 6 mil participantes se reuniram em Fátima, Portugal, para festejar o pequeno Veículo, que nasceu há mais de seis décadas na Itália, como solução para o transporte

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/08/2010 19:14 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Fotos: Piaggio/Divulgacao
Um dos maiores fenômenos da história da indústria motociclística comemora, desde 2007, os dias mundiais Vespa. Considerado como um dos projetos mais geniais do transporte em duas rodas de todos os tempos, tanto no design quanto na mecânica, a Vespa também é uma espécie de precursora, ou avó, dos scooters atuais. As primeiras edições do Vespa World Days foram na Itália, onde o modelo nasceu há 64 anos, em 1946, para desembarcar na Áustria, ano passado, e em Portugal, neste ano, entre 1º e 4 de julho, na histórica cidade de Fátima. Em 2011 os participantes vão se reunir em Oslo, na Noruega.

Este ano, as comemorações do Vespa World Days atraíram cerca de 6 mil vespistas apaixonados, de 14 países diferentes, além de 183 Vespas Clubes. Um grande encontro, onde se respirou Vespa todos os dias. Um dos pontos altos da programação foi o desfile das Vespas participantes, com um percurso de cerca de 105 quilômetros pelas cidades em torno de Fátima. Outra atração foi o show de acrobacias com Vespas, além da premiação do Vespa Trophy: um troféu turístico concedido aos participantes que registraram maior número de visitas às concessionárias da marca, entre as 1.027 espalhadas por toda a Europa.

CARIMBO Para atestar a veracidade da viagem, o participante recebe um carimbo em cada concessionária, que se transforma em uma espécie de livro de bordo, comprovando ter passado por aquela localidade. Os vencedores são os que acumulam mais carimbos e quilometragem, como os três pilotos de San Damiano DAsti, Itália, que percorreram de Vespa, só para chegar ao encontro, dois mil quilômetros, passando por quatro países. A concentração dos participantes e de seus modelos durante os festejos dos chamados dias Vespa foi em uma das enormes áreas da famosa cidade santuário lusitana, temporariamente batizada de Vila Vespa.

Como Fátima atrai peregrinos cristãos de todas as partes do mundo, em função das aparições de Nossa Senhora em 1917, presenciada por Jacinta Marto, Francisco Marto e Lúcia de Jesus, conhecidos como os Pastorinhos, os grandes espaços e a ampla oferta de acomodações, destinados às peregrinações, facilitaram a vida dos vespistas e sua livre circulação. Para entreter o grande número de presentes e manter o congraçamento e a troca de experiências ao guidão dos mais variados tipos, anos e modelos, também foram organizados shows, visitas a museus e várias premiações, como a do participante mais novo, do mais veterano etc.

HISTÓRIA A Piaggio, gigante industrial italiano, que detém o nome Vespa (atualmente com modelos injetados) e também as marcas Aprilia, Moto Guzzi, Gilera e Derbi, nasceu em 1884, pelas mãos de Rinaldo Piaggio, na cidade de Pontedera, região de Pisa, Norte da Itália, em ramos totalmente distintos ao de motos, como material ferroviário e aviação. Somente depois da Segunda Guerra, com a enorme carência de transporte, em um país destroçado pelo conflito, foi que surgiu a idéia das duas rodas, com um modelo robusto, barato e econômico. O projeto foi encomendado ao engenheiro aeronáutico Corradino DAscanio, que, por ironia do destino, não gostava de motos.

O primeiro modelo foi lançado em 1946, com motor de 98cm3 e construído com métodos revolucionários para a época, baseados em conceitos da aviação. Para reduzir custos e facilitar a produção, o quadro apresentava chapas de aço estampadas. Sem os tubos convencionais, abriu espaço para o vão das pernas, facilitando o embarque e desembarque e a pilotagem por mulheres. As rodas pequenas e o motor acoplado à roda traseira também aumentaram o espaço, protegido por escudo frontal. O câmbio, junto com a embreagem no punho esquerdo, também foi novidade. Passados 64 anos, a Vespa já vendeu cerca de 117 milhões de unidades em 114 países (inclusive o Brasil), totalizando cerca de 145 modelos.

Em Fátima, os vespistas conheceram o Santuário, museus e se entreteram com premiações e eventos visando a interação do grupo - Em Fátima, os vespistas conheceram o Santuário, museus e se entreteram com premiações e eventos visando a interação do grupo

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe