Publicidade

Estado de Minas

Aprilia RSV4 Factory APRC SE 2011 - Ninguém na frente

Vencedor do Mundial de Superbike, modelo superesportivo da marca italiana ganha nova versão, recheada de eletrônica e com decoração comemorativa. Motor tem 180cv


postado em 01/11/2010 22:32

(foto: Fotos: Aprilia/Divulgação)
(foto: Fotos: Aprilia/Divulgação)
Acompanhe também o Vrum pelo Twitter

O modelo superesportivo Aprilia RSV4 fez barba, cabelo e bigode no Mundial de Superbikes de 2010, conquistando o título de construtores e o de pilotos, com o italiano Max Biaggi. O Mundial de Superbikes, ou simplesmente SBK, é uma competição mais democrática, que, de certa forma, se aproxima da realidade, pois o regulamento exige que as motos de pista tenham uma produção mínima de equivalentes de rua, permitindo aos consumidores mais abonados a sensação de rodar com um modelo de competição. Neste embalo, a Aprilia apresentou a versão RSV4 APRC SE, com edição limitada em 300 unidades, comemorando os títulos mundiais.

Um sofisticado cartão de visitas, repleto de eletrônica e com parte da decoração lembrando a conquista (a primeira da marca no SBK), além da assinatura do piloto Max Biaggi. O veterano Massimiliano Biaggi, ou Mad Max, aos 39 anos, nascido em Roma, renovou com a Aprilia até 2012 e agora vai ter a responsabilidade de defender o título. A presença da eletrônica começa pela sigla APRC. Aprilia Performance Ride Control é um pacote de gestão, que engloba uma lista de dispositivos e faz a famosa sopa de letrinhas parecer requentada. Começa pelo Aprilia traction control (ATC), ou Controle de Tração Aprilia, com nada menos que oito regulagens.

ABECEDÁRIO As letrinhas continuam com o sistema Aprilia Wheelie Control (AWC), ou controle de empinada Aprilia, que minimiza a subida da roda dianteira e faz seu pouso no chão mais suave, com três níveis de regulagens. Já o Aprilia Launch Control (ALC) é o controle de largada, usado nas pistas, também com três possibilidades de regulagens. Por fim, o Aprilia Quick Shift (AQS), ou câmbio rápido, que permite ao piloto passar as marchas para cima, sem usar a embreagem e sem tirar a mão do acelerador, ganhando precioso tempo. As regulagens combinadas somam nada menos que 216 possibilidades, para queimar fosfato do piloto.

Tudo isso, monitorado por meio do painel, que informa cada escolha feita a partir de uma espécie de joystick no punho esquerdo do guidão. Se ficar muito complicado, existe a possibilidade salvadora de regulagens padronizadas. Este pacote é acrescido da injeção eletrônica de combustível, com cornetas de altura variável, acelerador ride by wire e possibilidade de freios com sistema ABS nas duas rodas. Para completar, a nova Aprilia RSV4 Factory APRC SE (Special Edition), que começa a ser comercializada em novembro, conta com regulagens nas pedaleiras, para o piloto vestir melhor a moto, que é do tipo egoísta, sem lugar para a garupa.

MOTOR Com DNA das pistas, a RSV4 SE também conta com quadro regulável, possibilitando um melhor ajuste às condições de cada pista, ou estrada, com alteração na distância entre-eixos, ângulo do garfo da suspensão dianteira e até da inédita posição do motor no quadro para calibrar o centro de gravidade. A suspensão traseira é do tipo mono, da marca Ohlins de última geração, em balança de alumínio, com 130mm de curso, completamente regulável. A suspensão dianteira, também Ohlins, é invertida, com tubos de 43mm de diâmetro, igualmente multirregulável. Para completar, também conta com amortecedor de direção Ohlins, regulável.

O peso a seco é de 179kg, com emprego de materiais nobres e leves, como fibra de carbono, magnésio e alumínio. O motor, com bloco de alumínio e 999,6cm³, é um quatro cilindros em V, com inclinação de 65 graus, que deixa o conjunto bastante compacto. Desenvolve 180cv a 12.250rpm e um torque de 11,7kgfm a 10.000rpm. O freio dianteiro tem dois discos de 320mm de diâmetro, com pinças Brembo de ataque radial. O freio traseiro tem disco simples de 220mm de diâmetro, também com pinça Brembo. O quadro é em dupla trave de alumínio, mesmo material das rodas de aro 17 polegadas. No visual, carenagem com faróis duplos e painel completo, com tela digital e conta-giros analógico.

Pacote eletrônico controla várias funções para facilitar a vida do piloto
Pacote eletrônico controla várias funções para facilitar a vida do piloto

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade