Husqvarna Moab 650 Concept - Deserto que anda

Equipado com motor de um cilindro e visual retrô, inspirado em moto de competição dos anos 1960 e 1970, modelo incorpora tecnologia e versatilidade no asfalto e na terra

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 20/01/2012 15:00 / atualizado em 20/01/2012 15:12 Téo Mascarenhas /Estado de Minas


O estilo é inspirado no modelo H400 usado por Steve McQueen - Fotos: HUSQVARNA/Divulgação O estilo é inspirado no modelo H400 usado por Steve McQueen
O modelo Moab 650 foi apresentado como moto conceito em novembro de 2011 durante o Salão de Milão, na Itália. Um exercício de criatividade, desenvolvido pelos projetistas do estúdio de desenho Centrostile da marca, estabelecida na pequena cidade de Varese, próximo a Milão, Norte da Itália. A Husqvarna, que nasceu sueca, atualmente é controlada pela alemã BMW, que investe pesado na revitalização da marca, pondo em prática os conceitos elaborados pela jovem equipe de engenheiros, em uma simbiose entre as duas marcas, também responsável pela criação dos conceitos Nuda 900 (que já virou moto comercial) e pelo modelo elétrico E-go, assim como a nova Moab 650. As motos conceito servem para demonstrar a capacidade criativa e tecnológica da marca, além de atrair o público durante as feiras e salões. Também sinalizam as tendências que a marca vai seguir em um futuro próximo, adiantando formas e desenhos que serão adotados em seus modelos comercias. A Moab 650 incorpora essa filosofia e ainda mescla temperos do passado, inspirada no famoso modelo de Motocross H400 das décadas de 1960 e 1970, usado pelo badalado ator Steve McQueen. Entretanto, a Moab 650 é mais eclética, capaz de rodar também no fora de estrada, e não apenas nas pistas. A Moab é uma homenagem a extensa área desértica de mesmo nome, situada no estado de Utah, nos Estados Unidos, local que serviu de cenário para vários filmes e também destino dos apaixonados por fora de estrada. Batismo sugestivo para uma motocicleta capaz de enfrentar todo tipo de terreno. Para tanto, conta com motor de um cilindro, equipado com refrigeração líquida e injeção eletrônica, fruto da integração entre as marcas BMW e Husqvarna, que tem de um lado a G 650 e de outro a TE 630. O visual é retrô, mas a tecnologia, de ponta. O painel é todo digital. A partida é dada por meio de um botão no centro do guidão, que é mais alto e largo, como nos modelos fora de estrada. As rodas são raiadas, com aros de liga leve de 17 polegadas de diâmetro, como nas supermotos de rua. A decoração inclui tanque vermelho, como o da H400 original, e porta-números (number plate), como nos modelos de competição. Para ficar ainda mais parecida com o modelo de inspiração, que não tinha farol, já que era para motocross, o Centrostile da marca desenvolveu um farol camuflado, com lâmpadas tipo LED, dentro de furinhos do porta-números dianteiro. O Centrostile também desenvolveu um ousado para-lamas dianteiro, todo recortado, cujas hastes laterais também servem de proteção para a suspensão dianteira do tipo invertida.
O painel é totalmente digital - O painel é totalmente digital
MISTA O visual também inclui porta-números laterais na cor amarelo, inspirado nas motocicletas de competição, como a antiga H400. O escape tem saída alta e lateral, como nos modelos scrambler do passado. Os pneus são do tipo misto, podendo rodar tanto nas ruas quanto na terra. O banco, ao contrário dos modelos de competição, é largo e confortável, para utilização diária, misturando conceitos. Pequenos detalhes revelam curiosidades. A lanterna traseira, quando acionada, deixa à mostra o logotipo da marca, com uma letra H, assim como a base do descanso lateral, também com o desenho do logotipo da marca, revelando o lado narcisista do Centrostile. A pretensão da marca com a criação do modelo é apresentar uma motocicleta prática, fácil de pilotar, inclusive pelo público feminino no dia a dia das cidades e nos fins de semana no campo. A suspensão dianteira é do tipo upside down, ou invertida, enquanto a traseira é do tipo mono, com links, ambas com possibilidade de regulagens. A balança da suspensão traseira é em alumínio, mas o quadro é do tipo convencional, em tubos de aço. Os freios são a discos ventilados de grande diâmetro, equipados com pinças Brembo e podem ser equipados com sistema ABS. No Brasil, a marca é representada por terceiros, mas a BMW, que já está oficialmente no país, sinaliza que pode assumir suas operações em um futuro próximo, alavancando a marca.
As rodas são equipadas com aros de 17 polegadas de diâmetro - As rodas são equipadas com aros de 17 polegadas de diâmetro

Tags:

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe