O milagre da água

Harley-Davidson Electra Glide Ultra Classic Limited 2014 ganha mudança radical no motor

O motor continua com os tradicionais dois cilindros em V, agora equipado com refrigeração líquida, além de modernizações nos freios, aerodinâmica e suspensão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 28/08/2013 11:30 / atualizado em 28/08/2013 11:55 Téo Mascarenhas /Estado de Minas

A carenagem dianteira favorece a aerodinâmica e abertura frontal para ventilação - Harley-Davidson/Divulgação A carenagem dianteira favorece a aerodinâmica e abertura frontal para ventilação

A americana Harley-Davidson resolveu chutar o balde no ano em que completa 110 anos. Apresentou a linha 2014 com a novidade até então impensável para um legítimo modelo da tradicional família estradeira touring: a tão esperada refrigeração líquida no intocável motor de dois cilindros em V, espécie de marca registrada da montadora. A nova FLHTK Electra Glide Ultra Limited chega equipada com o novo motor, pomposamente batizado de Twin-Cooled High Output Twin Cam 103 de 1.687cm³ de cilindrada. O milagre da água faz parte do projeto Rushmore, elaborado durante quatro anos para modernizar a marca em vários campos, sem perder a identidade.

VEJA FOTOS DA ELECTRA GLIDE!


O projeto Rushmore também contemplou novos freios, sistema multimídia de comunicação, aerodinâmica, conforto e suspensões em oito novos modelos diferentes da linha 2014. Mas a estrela é o novo motor, por enquanto restrito apenas aos modelos Electra Glide Ultra Limited, ao triciclo Tri Glide Ultra Classic, ambos na versão 103, e à CVO Ultra Limited, com motor ainda maior, versão 110, com 1.802cm³ de cilindrada. Uma revolução tão grande que é considerada a mais importante da história da centenária marca. Entretanto, para não romper de vez com suas raízes, a refrigeração líquida atinge somente os cabeçotes, conservando as aletas do motor para um arrefecimento conjugado, água e ar.


Harley-Davidson/Divulgação


MELHORA A introdução da refrigeração líquida possibilitou um funcionamento mais suave, constante e eficiente do motor, resultando em um acréscimo de 10,7% no torque, o índice mais valorizado pelos consumidores do segmento, proporcionando retomadas mais vigorosas e, de quebra, também amenizou o fator emissão de poluentes. Os mais radicais puristas podem torcer o nariz, mas a nova geração de motores Harley-Davidson vai se multiplicar por outros modelos, que também irão desembarcar no Brasil, embora, ainda sem datas e preços estipulados. Com o novo propulsor, a nova Electra Glide Ultra Limited também ganhou uma série de mordomias.


O sistema multimídia de comunicação e som é composto por uma tela digital de 6.5 polegadas sensível ao toque, mesmo com luvas, além de aceitar comandos de voz em nove idiomas diferentes, inclusive português. O sistema de navegação GPS pode ser ativado, assim como o som, com alto-falantes para piloto e passageiro, composto de rádio, rádio PX, intercomunicador com a garupa e saída para conexão com pen drive em compartimento à prova d’água. Piloto automático e punhos aquecidos também são de série. O banco também mudou, ficando mais largo para o piloto, enquanto o passageiro ganhou novamente encosto para os braços.

Harley-Davidson/Divulgação


TÉCNICA A aerodinâmica foi desenvolvida. A famosa carenagem dianteira, chamada de asa de morcego (batwing), foi redesenhada e agora tem uma abertura e tomada de ar no centro, para melhorar a ventilação. O conjunto carenagem e para-brisa, reduziu em cerca 20% a turbulência, melhorando o conforto em velocidades constantes e mais elevadas, como em viagens. A suspensão dianteira foi recalibrada, com tubos de maior diâmetro com 49mm. Os freios, com sistema antitravamento, agora têm ação combinada. A partir de cerca de 30km/h de velocidade, atua nas duas rodas, distribuindo automaticamente a pressão da frenagem.


São dois discos na dianteira, com 300mm de diâmetro. Curiosamente mesma medida do disco único da traseira. Todos com pinças Brembo. O conjunto óptico dianteiro, composto de farol central e auxiliares laterais, ganhou iluminação com LED. As malas laterais e a central também foram redesenhadas, ganhando maior capacidade e sistema de abertura mais fácil. Para ligar o motor, um sistema que identifica a presença, podendo a chave permanecer no bolso. Tudo isso cobra um preço na balança, que acusa 414kg em ordem de marcha, ou abastecida. A transmissão final é por correia, mais durável e silenciosa, em vez das usuais correntes.

Harley-Davidson/Divulgação

Tags: classic

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
Queremos sua ajuda para deixar a experiência no VRUM ainda melhor! Participe Participe