Harley-Davidson volta a produzir modelo Road Glide

O nariz de tubarão volta a roncar com o retorno do modelo descontinuado em 2013, equipado com motor de dois cilindros em V e inédito sistema de entretenimento

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 21/08/2014 07:28 / atualizado em 21/08/2014 08:30 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Novo modelo incorporou as modernizações do chamado Projeto Rushmore - Harley-Davidson/Divulgação Novo modelo incorporou as modernizações do chamado Projeto Rushmore
O espírito estradeiro, que caracteriza a centenária marca americana Harley-Davidson, “baixou” novamente em sua linha de modelos versão 2015. Ao revelar parte de sua nova gama, apresentou no início do mês, na pequena cidade de Sturgis, estado de Dakota do Sul, tradicional ponto de peregrinação de harlistas de todo o mundo, o novo modelo Road Glide. Na verdade, uma releitura da motocicleta, que depois de subir no telhado e sair de linha no ano passado, agora, já como modelo 2015, desce do telhado e volta para as vitrines das concessionárias da marca completamente remodelada. A nova touring Road Glide, porém, incorpora tecnologia atual.

O novo modelo, que também conta com a versão Road Glide Special, incorporou as modernizações do chamado Projeto Rushmore. Aliás, o nome Glide pode até confundir, já que também aparece na família Dyna, com a Super Glide Custom, e na família Touring, com a Street Glide e com a Electra Glide Ultra Limited. Todas comercializadas oficialmente pela marca no Brasil, que tem fábrica em Manaus. A Ultra Limited inclui até um novo motor com a inédita, para a marca, refrigeração líquida. Entretanto, o Projeto Rushmore não modernizou apenas o motor. Também é responsável pelo aprimoramento geral das motocicletas.

Processo

A volta da Road Glide obedeceu aos princípios do projeto. O processo de modernização passou pela consulta aos próprios motociclistas, que opinaram sobre posição de pilotagem, conforto, potência do motor e pacote de comodidades. Dessa forma, a nova Road Glide, com a pra lá de exótica carenagem frontal, batizada com o sugestivo nome de nariz de tubarão, foi submetida a extenso estudo em túnel de vento, que resultou em um formato que melhora a aerodinâmica em velocidades maiores, com menor turbulência na região da cabeça do piloto, ao mesmo tempo em que deixa passar ar para refrigerar o condutor.

As malas laterais são da mesma cor da moto e da fácil abertura  - Harley-Davidson/Divulgação As malas laterais são da mesma cor da moto e da fácil abertura
O nariz de tubarão é disparado o destaque no visual. Entretanto, se não é unanimidade nas formas extravagantes, por trás dele fica o painel com as comodidades do Projeto Rushmore. O sistema de entretenimento inclui uma tela em cores com 6,5 polegadas (no modelo Road Glide Special), que pode ser operada por um joystick nos comandos do novo guidão, ou até mesmo por toque na tela, que é sensível, inclusive com luvas. A tela mostra os controles do sistema de som de última geração e do sistema de navegação por GPS. Além da tela (que é menor, com 4,3 polegadas no modelo Road Glide), o painel conta com os instrumentos tradicionais, como velocímetro, hodômetro, indicador de combustível e também incorpora o conta-giros.

Motor

Na frente do nariz de tubarão, dois novos faróis com LEDs, que prometem a luz do dia, mesmo na escuridão, para o piloto continuar viajando sem se importar com as horas. Outra comodidade para viagens são as bolsas laterais rígidas, com pintura na mesma cor da moto, que ganhou novo sistema de abertura, mais fácil e simples. O sistema também faz parte das melhoras do Projeto Rushmore, assim como o mecanismo do piloto automático, que permite manter velocidades constantes em longas viagens, automaticamente. Na hora de brecar, mais avanços. Os freios, com duplo disco na dianteira e disco simples na traseira, têm a mesma medida.

Os freios também podem ser equipados com o sistema ABS, com mecanismo batizado de Reflex, que interliga as rodas, distribuindo a pressão de frenagem automaticamente. O motor é o clássico dois cilindros em V, com refrigeração a ar, auxiliado por radiador de óleo. Batizado de Twin Cam 103, tem 1.690cm³. A potência não é revelada, mas o torque já parece abundante a apenas 3.250rpm, auxiliado por um câmbio de seis marchas e transmissão final por correia dentada. As rodas são de liga leve e a suspensão dianteira telescópica clássica. A suspensão traseira tem dois amortecedores reguláveis.

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
12 de fevereiro de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação