ABS e controle de freios serão obrigatórios nas motocicletas até 2019

Contran inclui freios ABS e CBS (Combined Braking System) como itens obrigatórios em todas as motos fabricadas e vendidas no Brasil gradualmente a partir de 2016

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 11/12/2014 11:45 / atualizado em 11/12/2014 11:46 Caio Wallerstein /Diario de Pernambuco

Caio Mattos/Honda/Divulgação


Depois dos automóveis, chegou a vez das motocicletas ganharem no quesito segurança. Uma resolução publicada pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito) torna obrigatório que as motos do mercado brasileiro (nacionais ou importadas) saiam de fábrica com o sistema de freios ABS ou CBS. Inicialmente, a determinação, que entra em vigor em 2016, valerá apenas para 10% das motos do mercado. A porcentagem aumenta gradualmente até 2019, quando todas deverão possuir um dos sistemas.

 

No caso das motos com até 300 cilindradas, pode-se optar entre o ABS ou o CBS. Já para as de 300cc ou mais será exigido o ABS. Estão isentas da nova lei as motos de uso off-road, militares, artesanais e elétricas com potência máxima de 4 kW e cuja velocidade não ultrapasse os 50 km/h.

O instrutor de pilotagem Moab Barros considera a medida uma vitória para os motociclistas. “Em termos de segurança, será uma ótima medida pois ajuda principalmente os muitos motociclistas que adquirem a primeira moto sem saber utilizar direito o sistema de freio”, destaca. No caso do CBS, ele acredita que irá proteger quem tem manias de pilotagem: “Muitos pilotos têm o vício de andar com o dedo na alavanca do freio. O freio CBS, que distribui a frenagem entre as duas rodas, pode ajudar a acabar com o vício, pois basta pisar no pedal para o freio ir para as duas rodas”

 

Suzuki V-Strom 650XT já traz de série freios ABS - Suzuki/Divulgação Suzuki V-Strom 650XT já traz de série freios ABS


Apesar da melhoria na segurança do piloto, a medida trará um aumento no preço das motocicletas. No caso do ABS, ele é bem mais perceptível: a diferença entre uma moto com e sem o sistema atualmente pode chegar a R$ 2 mil. Já no caso do CBS, serve de exemplo a CG 150, moto mais vendida no país. A presença do freio no modelo acarreta em um aumento de R$ 600.

O motociclista Marco Polo de Araújo concorda com a criação da lei, mas lamenta o aumento de preço que advém dela: “A lei é bem-vinda, ninguém vai ser contrário a algo que aumenta a nossa segurança. O problema é o custo para a instalação dos freios, que vai encarecer a moto e nem todos têm dinheiro para pagar mais”, pontua.

Entenda como funciona:
ABS
O freio ABS (sigla para Anti-lock Braking System) impede o travamento das rodas em frenagens, mesmo as bruscas. Com isso, impede que o carro derrape ou deslize, garantindo estabilidade para a motocicleta, além de uma frenagem mais rápida e eficiente.

CBS
O sistema CBS (Combined Braking System) reparte a força de frenagem entre os dois eixos - traseiro e dianteiro - mesmo se o motociclista acionar apenas um dos freios. Além de conferir mais estabilidade à motocicleta, ele impede que a roda traseira fique suspensa.

Freios ABS impedem o travamento das rodas em frenagens - Suzuki/Divulgação Freios ABS impedem o travamento das rodas em frenagens

Tags: 2016

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
12 de fevereiro de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação