Exótica

Potência, torque e peso levam Lazareth LM 847 a ter quatro rodas

Modelo tem visual volumoso e agressivo, além de quatro rodas em vez de duas, para manter o equilíbrio e abrigar o motor Maserati V8, que desenvolve nada menos que 470cv

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/03/2016 08:00 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Lazareth/Divulgação
Apresentada no Salão de Genebra, Suíça, que termina amanhã, a exótica motocicleta Lazareth LM 847 não tem duas rodas, como de praxe, mas quatro. Além disso, tem um enorme motor de oito cilindros em V de 4.700cm³ e 32 válvulas, que também equipa o badalado Maserati GT QuattroPorte. Entretanto, não é um carro e só leva o piloto. A façanha foi concebida pelo estúdio de preparação e transformação franco-suíço Lazaroth, comandado por Ludovico Lazaroth, que precisou de quatro rodas para suportar toda a potência, torque e peso do conjunto.

A solução foi juntar as rodas, duas a duas, quase coladas, tanto na dianteira quanto na traseira. Entre elas, o motorzão Maserati, que fica aparente e em destaque e fornece nada menos que 470cv a 7.000rpm e um descomunal torque de 63,3kgfm a 4.750rpm, suficiente para provocar inveja em muito caminhão trucado. O câmbio segue a linha e é automático, com ré, mas a transmissão tem outra curiosidade. Em vez de uma corrente, foram necessárias duas, uma em cada roda, com balanças independentes, também para dar conta do tranco.

SOLUÇÃO Esse formato, porém, não é inédito. É usado pela brasileira Cosmos Muscle Bikes, sediada no Paraná, que produz sob encomenda verdadeiros monstros, também com quatro rodas e motor V8 de 5.800cm³, herdado do Corvette. Outro modelo no mesmo formato, mas ainda mais furioso, é o Tomahawk, que usa o motor de 10 cilindros em V do Dodge Viper, com absurdos 8.300cm³ e uma estratosférica potência de 500cv. Tão forte, que acabou ficando apenas como conceito, para preservar os ossos de potenciais pilotos.

O peso de 400kg ganha equilíbrio nas quatro rodas - Lazareth/Divulgação O peso de 400kg ganha equilíbrio nas quatro rodas
O Lazareth LM (Lazareth e Maserati) 847 (oito referente ao número de cilindros e 47 em alusão ao volume do motor, de 4.7 litros) vai ter um destino mais nobre, embora a tendência é que acabe decorando a garagem de abastados colecionadores, pelo exotismo e pelo preço de cerca de US$ 217 mil na Europa. Um modelo artesanal, que abusa de materiais nobres como fibra de carbono e até mesmo poliéster em partes do quadro, para justificar a conta pra lá de salgada. Além disso, também usa componentes dos principais fornecedores mundiais.

Em cada eixo, duas rodas que ficam juntas, formando o efeito de uma - Lazareth/Divulgação Em cada eixo, duas rodas que ficam juntas, formando o efeito de uma
TÉCNICA As quatro rodas de liga leve são calçadas com pneus Michelin Power Cup Evo. Os retrovisores, instalados nas pontas do superlargo guidão, são Rizoma. Os freios dianteiros são perimetrais (como nas motos Buell), com um disco em cada roda com nada menos que 420mm de diâmetro, mordidos por pinças Nissin de quatro pistãos. Na traseira, mais dois discos de 255mm de diâmetro, com pinças Brembo de dois pistãos. Tudo para segurar um peso de 400kg. Mesmo assim, a espetacular relação peso/potência é de 1,17cv para cada quilo.

Outras partes herdadas de modelos badalados foram o banco, a rabeta e a iluminação traseira, que vieram da superesportiva italiana Ducati Panigale 1299. Já os amortecedores das suspensões são TFX especiais e o escape de saída baixa com ponteira do lado direito. Já o manequim não é nada esbelto, em função do volume do motor e dos dois pares de rodas. A Lazareth LM 847 mede 2.650mm de comprimento e 900mm de largura. Entretanto, as quatro rodas ajudam bastante no equilíbrio, além de aliviar a responsabilidade das pernas do piloto na hora de parar e manter a moto em pé.

Tags: suíça motocicleta lazareth Salão de Genebra Lazareth LM 847

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
19 de setembro de 2018
18 de setembro de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação