Triumph Street Twin 900 demonstra tocada fácil e divertida para o uso urbano

Com estilo clássico, Street Twin é modelo de entrada da família Bonneville. Motor de dois cilindros tem novo arranjo que resulta em bom torque

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 06/02/2017 13:55 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
Mario Villaescusa/Triumph/Divulgação

A marca inglesa de motocicletas Triumph tem uma longa história, que vai sendo recontada através de seus novos modelos. O passado é revisitado, mas com a tecnologia atual, como a nova família Bonneville, originalmente lançada em 1959, nos chamados anos dourados. A nova integrante da linha “Bonnie”, batizada de Street Twin 900, lançada mundialmente em outubro de 2015, desembarcou no Brasil como modelo de entrada da linha clássica, mas incorpora avanços tecnológicos e de segurança que exigiram muito “fosfato” e criatividade da equipe de desenvolvimento.


O projeto de modernização foi desenvolvido ao longo de quatro anos com o cuidado de conservar a alma do consagrado estilo e minimizar o impacto da adoção da refrigeração líquida e dos freios a disco, equipados com sistema ABS. Para tanto, o radiador foi camuflado entre as traves do quadro e o motor de dois cilindros paralelos (Twin) conserva as aletas de arrefecimento típicas dos motores da época. Já os discos de freio, sem possibilidade de camuflagem, ficam expostos, junto com a modernidade das rodas de liga leve.

ANDANDO O motor tem injeção eletrônica e 8 válvulas e foi modernizado. Um novo arranjo interno na movimentação dos pistões (ângulo de avanço do virabrequim em 270°) proporciona uma pegada mais enérgica, com mais torque desde os giros mais baixos, facilitando as retomadas de velocidade. Com isso, a pilotagem extremamente fácil e intuitiva também fica bem mais divertida. O único “problema” é que o arranjo produz um som desafinado no escape como efeito colateral.

Mario Villaescusa/Triumph/Divulgação

Mario Villaescusa/Triumph/Divulgação

Mario Villaescusa/Triumph/Divulgação

Os dois cilindros produzem “apenas” 55cv a 5.900 rpm. Em compensação, o torque de 8,2kgfm aparece bem cedo, a 3.230rpm, possibilitando a adoção de um câmbio de cinco marchas. Um pacote que consegue conciliar uma pilotagem extremamente prazerosa e redonda com a praticidade do uso no dia a dia, justificando o “Street” (rua, do inglês) do seu nome. Para facilitar ainda mais os deslocamentos urbanos, o banco fica a acessíveis 750mm do chão, que conjugados com um guidão levemente mais alto e largo, conferem uma posição de comando mais relaxada e confortável.

Mario Villaescusa/Triumph/Divulgação

MISTURA O estilo clássico fica misturado às modernidades atuais, como o painel com “relojão” redondo que funde o velocímetro analógico com a tela digital, que inclui o computador de bordo. Mantendo o estilo, o farol também é circular, assim como a lanterna traseira, que, entretanto, tem iluminação de LED. Outro item cada vez mais solicitado é a entrada USB para recarregar o celular. A eletrônica também está presente no acelerador e no controle de tração, que oferece mais segurança em pisos de baixa aderência.

A suspensão dianteira é telescópica convencional não invertida (Kayaba), com tubos de 41mm e curso de 120mm. A suspensão traseira tem dois amortecedores ajustáveis na pré-carga, com 120mm de curso. O freio dianteiro tem disco de 310mm e o traseiro de 245mm, ambos com pinça de dois pistões e sistema antitravamento (ABS). O quadro em tubos de aço é totalmente novo. A Triumph também oferece uma extensa lista de acessórios e equipamentos, assim como três kits de personalização. O preço sugerido é de R$ 36.500.
Mario Villaescusa/Triumph/Divulgação

Veículos

Encontre seu veículo

Ultimas Notícias

ver todas
12 de fevereiro de 2018

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação