Publicidade

Estado de Minas

Lobo em pele de cordeiro

Picape Ford F100 StepSide, de 1959, é remontada sobre chassi da F-250. Carroceria mantém originalidade, mas basta acelerar para perceber que há algo diferente


postado em 22/07/2006 14:48

A F100 de Sérgio Guerra conserva o aspecto nostálgico dos anos 50, mas com fôlego bem atual(foto: Marlos Ney Vidal/EM)
A F100 de Sérgio Guerra conserva o aspecto nostálgico dos anos 50, mas com fôlego bem atual (foto: Marlos Ney Vidal/EM)
Depois da 2º Guerra Mundial, a Ford americana investiu no desenvolvimento de novos produtos, em especial de uma picape, já que havia perdido a liderança do segmento para a rival General Motors. Em 1948, a montadora lançou a Série F, com modelos cuja capacidade de carga variava de 500kg a uma tonelada. Eram duas opções de motor: um seis cilindros de 3.7 litros e 95cv de potência, ou um V8 de cabeçote plano de 3.9 litros, de 100cv. Ao longo dos anos, a Série F da Ford ganhou motores mais potentes e teve modificações de estilo, seguindo o gosto americano.

Em Belo Horizonte, o colecionador de antigos Sérgio Augusto Guerra tem em sua garagem uma picape Ford F100 StepSide, de 1959, que preserva a originalidade por fora, mas ganhou profundas modificações no conjunto mecânico. A carroceria foi montada sobre o chassi de uma F-250 XLT, 2001. O motor original foi substituído por um MWM turbodiesel intercooler, seis cilindros em linha, de 200cv de potência. Suspensões, transmissão, freios e volante também são da F-250. As rodas de liga leve, que foram calçadas com pneus 265/75 R16, também são da picape moderna.

Musculosa
Caçamba preserva as características originais e motor é um MWM turbodioesel, de 200cv de potência(foto: Marlos Ney Vidal/EM)
Caçamba preserva as características originais e motor é um MWM turbodioesel, de 200cv de potência (foto: Marlos Ney Vidal/EM)

A carroceria preserva as belas formas arredondadas e musculosas, com destaque para a ampla grade frontal cromada. A picape tem faróis de milha e até as placas são cromadas. No interior da cabine, também foram feitas modificações. Os bancos foram revestidos em couro preto e os vidros ganharam comandos elétricos. O painel em metal é o original, com nova pintura.

A caçamba preserva as características originais da F100 StepSide, mas foi coberta por uma capota marítima. Nas laterais, estribos de alumínio, e no pára-lama traseiro o bocal de abastecimento do tanque de combustível foi substituído pelo o de uma moto Yamaha.

Não se trata de um antigo original, mas também está longe de ser um Hot Rod incrementado. Vista à distância, a picape conserva o aspecto nostálgico dos anos 50. Chegando mais perto, é possível perceber que aquela F100 tem algo mais para mostrar do que apenas suas linhas arredondadas. Basta acelerar a picape para perceber que o ronco e a força do motor diesel casaram perfeitamente com a carroceria do antigo modelo Ford. Tem gente que não gosta da mistura, mas não há como não prestar atenção na picape, quando ela passa embalada.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade