Publicidade

Estado de Minas

Irmãos alquimistas

Picape 1951 (amarela) e sedã 1934 (vermelho) da Chevrolet são modificados e ganham itens modernos, mas têm linhas clássicas preservadas. Motor é o V8 do Ford Maverick, com 220 cv de potência


postado em 06/05/2007 21:11

(foto: Fotos: Paulo Figueiras/EM - 3/5/07)
(foto: Fotos: Paulo Figueiras/EM - 3/5/07)
Depois de um dia inteiro de trabalho, os irmãos Ricardo e Leonardo Morais atravessam a rua e vão para um galpão que transformaram em oficina, em frente à casa em que moram, no Bairro Caiçara. Lá, projetam, cortam a lata, soldam, retificam motores e dão todo tipo de acabamento. Só não fazem serviço de lanternagem e pintura. Ficaram envolvidos nessa tarefa durante mais de um ano para transformar uma picape Chevrolet 1951, conhecida como boca de sapo, e um Chevrolet Sedan 1934, em dois veículos hot rod reluzentes, com motores V8 de 220 cv de potência, do Ford Maverick.
Interior revestido em couro bege, alavanca da Pajero Sport e volante esporte Lenker. Vermelho: painel autometer americano e direção com assistência hidráulica modernizam sedã de 1934
Interior revestido em couro bege, alavanca da Pajero Sport e volante esporte Lenker. Vermelho: painel autometer americano e direção com assistência hidráulica modernizam sedã de 1934

"Sempre vi as revistas americanas com os carros antigos, mas com estilo esportivo, com suspensão moderna e preservando as linhas clássicas", explica Ricardo. Assim, em dezembro de 2004, conseguiu garimpar uma velha picape 1951, praticamente destruída pela ferrugem. A idéia empolgou o irmão, que um mês depois encontrou a carcaça do Sedan 1934, e juntos deram início à empreitada.

Além do trabalho e do tempo, o investimento em cada carro foi de R$ 40 mil. O entusiasmo foi tanto que os irmãos compraram outros dois veículos Ford Tudor duas portas, um de 1935 e outro de 1936, e transformarão o segundo em conversível.

Leia mais sobre os Irmãos alquimistas no "Veja Também", no canto superior direito desta página.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade