Publicidade

Estado de Minas

Lobini H1 - Design e desempenho

Última edição da série trata do Lobini, esportivo lançado em 2005 e que ainda está em linha. Com carroceria targa, modelo pode ser facilmente transformado em conversível


postado em 28/01/2010 15:40

(foto: Fotos Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press)
(foto: Fotos Marlos Ney Vidal/EM/D.A. Press)
A série Esportivos Brasileiros se despede com o Lobini H1. O modelo foi apresentado ao público no Salão do Automóvel de 2002, mas só passou a ser comercializado em 2005. Com 3,72 metros de comprimento, 1,80m de largura, 1,18m de altura e 2,40m de entre-eixos, trata-se de um esportivo compacto de dois lugares. Com estrutura tubular em aço carbono, a carroceria targa é feita em plástico reforçado com fibra de vidro. O resultado disso é um veículo leve, com apenas 1.030 quilos. Para transformar o Lobini num atraente conversível, basta remover a capota e encaixá-la na tampa do motor.

Veja mais fotos do Lobini H1!

Inicialmente, o modelo trazia o conjunto óptico dianteiro embutido em uma cápsula de plástico transparente que depois foi substituído por dois pares de três refletores menores, já sem a cápsula. O spoiler dianteiro e o aerofólio traseiro ajudam a grudar o veículo na pista, criando o efeito downforce. Nas laterais se destacam as pequenas portas, as rodas de 17 polegadas, grandes retrovisores e duas imensas tomadas de ar. Atrás, o escapamento duplo e os dois santantônios.

Já que a estrutura do veículo exige que sua lateral seja alta, para entrar no carro, é preciso se contorcer. Para isso, as portas do veículo abrem-se eletricamente para cima. Como todo bom esportivo, os bancos em couro são anatômicos, o volante é regulável, os pedais têm boa altura e os comandos estão todos à mão. A visibilidade traseira não é das melhores. Ar-condicionado e direção hidráulica são de série, mas mimos como faróis de xenônio, DVD e GPS são opcionais.

Com 180 cv, o Lobini H1 é capaz de ir de zero a 100 km/h em apenas 6 segundos
Com 180 cv, o Lobini H1 é capaz de ir de zero a 100 km/h em apenas 6 segundos


Mecânica

O motor usado é o VW/Audi 1.8 turbo, de 180cv e velocidade máxima de 230km/h. O Lobini acelera até 100km/h, em 6 segundos. O motor transversal está instalado entre os eixos, mais próximo à traseira. Essa posição proporciona uma boa distribuição de peso, 41% no eixo dianteiro e 59% no traseiro, o que garante o bom desempenho nas curvas. Com tração traseira e suspensão independente nas quatro rodas, o Lobini tem freios a disco ventilados, mas sem o auxílio do ABS. Aliás, a filosofia do fabricante é ter um carro sem muita tecnologia para auxiliar na condução.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade