Publicidade

Estado de Minas

Autoridades poderão investigar denúncias de imprudências no trânsito

Reportagem do Vrum flagrou vários abusos nas ruas de Belo Horizonte e mesmo com as provas da falta de cortesia, motoristas da cidade se dizem gentis no trânsito. BHTrans e Polícia Militar podem receber as denúncias para investigar o motorista ou a empresa infratora. E você, já presenciou alguma falta de gentileza no trânsito? Conte para nós!


postado em 25/04/2013 15:29 / atualizado em 25/04/2013 18:54

Ônibus não respeita a faixa de pedestre: cena comum na Avenida Assis Chateubriand(foto: Marcello Oliveira/EM/D.A PRESS)
Ônibus não respeita a faixa de pedestre: cena comum na Avenida Assis Chateubriand (foto: Marcello Oliveira/EM/D.A PRESS)
A BHtrans e a Polícia Militar poderão investigar denúncias de abusos no trânsito de Belo Horizonte, como os publicados na última quarta-feira (24) pelo Estado de Minas. O Vrum mostrou que está cada vez mais comum ver cenas de desrespeito no trânsito de Belo Horizonte e motoristas impudentes e que fazem questão de esquecer a civilidade em casa, se multiplicam pelas ruas e avenidas. A reportagem mostrou ainda que, apesar de tantos flagrantes, a maior parte dos condutores se dize gentil no trânsito.

 

Clique aqui e veja mais fotos dos flagrantes de desrespeito no trânsito de BH

Fizemos uma enquete no Portal Vrum e o resultado também chamou a atenção. Dos quase 500 pesquisados, 50% dizem praticar gentileza no trânsito, 46% a praticam dependendo da situação e apenas 4% informaram que não praticam gentileza nas ruas na condição de motoristas ou pedestres.

 

Os problemas apontados foram repercutidos na internet. Nas redes sociais, internautas comentaram a reportagem em tom de revolta com os motoristas de BH. "Se não dão exemplos, como que vão querer que os outros não fazem o mesmo?", comentou o internauta Samuel Simão, no Facebook sobre a foto de uma viatura da Polícia Militar parada sobre a faixa de pedestres na Praça Sete.

Alguns vídeos que mostram a imprudência e falta de gentileza no trânsito chegaram na comunidade do Vrum na internet. Um deles mostra um caminhão e uma motocicleta trafegando em faixa exclusiva para ônibus na avenida Nossa Senhora do Carmo, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.



No centro da cidade, um motorista flagrou a manobra irresponsável na praça Raul Soares. Um Voyage fechou outro carro para forçar a conversão. Assista:


Problemas também são comuns nas rodovias. Outro vídeo enviado por um internauta mostra como os carros não respeitam a faixa dupla contínua em uma estrada de mão dupla. A sinalização deixa clara que é proíbido realizar ultrapassagens naquele trecho, mas os motoristas ignoram a informação. Como se não bastasse a infração, os condutores cometem outra: não respeitam a distância mínima de 1,5 metro que devem ter de bicicletas.


Desrespeito dos dois lados
Os pedestres são peças fundamentais para o bom andamento do trânsito. Geralmente são vítimas, principalmente de motoristas que não respeitam a faixa de pedestre. Em uma rua ou avenida sem semáforo onde há a faixa, a preferência é do pedestre. Cabe ao motorista diminuir a velocidade ou parar o veículo para a passagem do pedestre, mas na prática isso quase nunca ocorre. Na Avenida Assis Chateubriand, no bairro Floresta, Região Leste de BH, já houve casos de atropelamentos por falta de respeito dos condutores. Até mesmo os motoristas de ônibus param sobre a faixa.

Ainda no bairro Floresta, a imprudência se repete em outros dois cruzamentos. Na Avenida do Contorno, há uma faixa exclusiva para quem vai entrar a rua Curvelo, próximo ao Mc Donalds, mas os motoristas de ônibus usualmente param nas outras faixas, onde aguardam a conversão para a rua Curvelo, travando todo o fluxo de veículos que pretende seguir a Contorno. O mesmo acontece alguns quarteirões adiante, onde os motoristas atrapalham o trânsito esperando o sinal da Rua Hermílio Alves, no bairro Santa Teresa.

 

Já na Praça Sete, são os pedestres que não respeitamo sinal fechado para eles e atravessam na frente dos veículos. O mesmo acontece no cruzamento da rua Tamoios com avenida Amazonas.

 

A BHTrans, orgão que gerencia o trânsito em Belo Horizonte, informa que denúncias de infrações e desrespeito cometidas por táxis e ônibus podem ser feitas pelo site oficial da BHtrans ou pelo telefone 156. Basta ter o número de identificação do veículo ou a placa. Denúncias referentes a outros veículos, devem ser encaminhadas à Polícia Militar através do 190, inclusive as que envolvem viaturas da corporação. Nesse caso, a situação poderá ser levada também à corregedoria da PM pelo email cpm@pmmg.mg.gov.br.

 

Você já passou por alguma situação como essa? Conte sua experiência e se tiver vídeos ou fotos, envie para nós através da comunidade do Vrum. Clique aqui para enviar! Ou mande para o email veiculos.em@uai.com.br. Seu relato ou imagem podem aparecer aqui no site, no caderno Vrum do jornal Estado de Minas e até no programa Vrum, do SBT.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade