Publicidade

Estado de Minas NA BALANÇA

Retrospectiva 2014: Como foi o ano no mundo dos automóveis

O ano que termina nesta quarta-feira foi marcado pela chegada de muitos modelos e a saída de linha de alguns dinossauros. Freios ABS e airbag duplo frontal passaram a ser obrigatórios


postado em 31/12/2014 14:13 / atualizado em 31/12/2014 14:52

POSITIVO

LANÇAMENTOS

O ano foi marcado por importantes lançamentos, como o Volkswagen up! e o novo Ford Ka (que, além do hatch quatro portas, também está disponível na carroceria sedã), que colocam o segmento dos compactos num patamar superior de tecnologia e segurança. Outros modelos que se destacaram foram as novas gerações do Renault Sandero, Honda Fit e City, VW Saveiro com cabine dupla, além do Toyota Corolla e a volta do Civic Si em roupagem cupê.

FÁBRICAS

A BMW inaugurou sua fábrica em Araquari (SC), que já está fabricando em CKD o Série 3 e o X1. Outras três marcas premium,
Audi, Mercedes-Benz e Jaguar Land Rover, já estão se instalando no país.

MAIS VERDE

(foto: BMW/Divulgação)
(foto: BMW/Divulgação)
Finalmente o governo federal reduziu os impostos de importação dos veículos híbridos, mas deixou de fora o benefício para os elétricos. Entre os híbridos, 2014 foi marcado pela chegada do Lexus CT 200 H e o BMW i8. A marca alemã também importa o elétrico i3.

AGORA PODE

Depois de muitas idas e vindas, o Inmetro publicou portaria que permite o uso de assentos infantis com o mecanismo de fixação Isofix, mais simples e eficaz.

DESMANCHE LEGAL

Projeto de lei que prevê registro de oficinas de desmanche e rastreabilidade de peças foi sancionado. Medida pode reduzir furtos e roubos de veículos e até baratear o seguro.

(foto: VW/Divulgação)
(foto: VW/Divulgação)
SAUDADE

Se, por um lado, dois modelos queridos e longevos como a VW Kombi e o Fiat Mille deixam saudades, as saídas marcam um incremento na segurança veicular: airbags, freios ABS e, sobretudo, testes de colisão.

VAI PESAR NO BOLSO


Lei 12.971/2014 agravou em até 10 vezes as multas para infrações como corridas, manobras perigosas, dirigir sob efeito de álcool e ultrapassagens perigosas.

(foto: Ford/Divulgação)
(foto: Ford/Divulgação)
SEGURANÇA

Ford implementa cinto de segurança inflável no Ford Fusion 2015.
__________________________________________________________________________________________________

NEGATIVO:

MEXEU MAL

Registramos relatos de vários defeitos do Grand Siena, principalmente na suspensão e na transmissão. E também na transmissão automatizada Powershift da Ford, mas somente no Fiesta.

(foto: TRW/Divulgação)
(foto: TRW/Divulgação)
UM ESTOURO

O ano foi marcado por vários recalls de airbag, principalmente os do fabricante Takata, atingindo várias marcas. O risco pode chegar à projeção de fragmentos no interior do veículo.

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
BALELA

BMW lança o 320i ActiveFlex, mas pisou na bola. Durante o teste, constatamos que a função start/stop não funciona quando o veículo está abastecido com etanol.

DE CARONA

Levantamento feito pelo caderno Vrum mostrou que os preços dos veículos subiram mais que o acréscimo do IPI e a inflação.

IMPOSTOS

Lei que obriga transparência nos impostos cobrados para automóveis revela que esse percentual pode corresponder de 30% a 60% do preço de um carro.

SEM TESTAR

A presidente Dilma sancionou lei que aumenta o percentual de etanol na gasolina de 25% para 27,5% sem qualquer teste de viabilidade. Depois de pressão da industria automobilística, testes começaram a ser feitos, mas ainda sem resultados. A decisão parece estar tomada, mas a mudança ficou para 2015.

MUITOS RECALLS

Reportagem publicada em 12 de julho mostrou que, até aquela data, quase 800 mil veículos foram convocados no Brasil. De acordo com especialista, aumento da complexidade tecnológica é o principal responsável.

(foto: Latin Ncap/Divulgação)
(foto: Latin Ncap/Divulgação)
LEVARAM PAU

Teste de impacto do Latin NCAP mostra que carros presentes em nosso mercado, como o Lifan 320 e o Palio (ambos sem airbags), apresentaram desempenho preocupante no que tange à segurança.

(foto: Reprodução da Internet/skoda-auto.pl)
(foto: Reprodução da Internet/skoda-auto.pl)
INSEGURANÇA ATRÁS

Proteste realizou teste em 13 assentos infantis vendidos no Brasil e nenhum obteve a nota máxima, um desempenho preocupante. E apoio de cabeça e cinto de três pontos retrátil ainda são artigos raros no assento central traseiro da maioria dos carros nacionais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade