Publicidade

Estado de Minas LANÇAMENTO

Ford exibe modelo global da Ranger 2016

Picape teve motores atualizados e deverá chegar ao Brasil importada da Argentina


postado em 24/03/2015 15:00 / atualizado em 24/03/2015 14:24

Grade trapezoidal e novos faróis fortalecem modelo para concorrer no segmento(foto: Ford/divulgação )
Grade trapezoidal e novos faróis fortalecem modelo para concorrer no segmento (foto: Ford/divulgação )

A Ford revelou ao mercado internacional a linha 2016 da Ranger. Importada da Argentina, a picape deve desembarcar no segundo semestre deste ano, com dianteira com grade trapezoidal, novos faróis, tecnologias inéditas no modelo, além de interior e motorização atualizada. Assim, o modelo ganha força para encarar o concorrido segmento das picapes médias e disputar consumidores com carros como as novas Nissan Frontier, Toyota Hilux e Volkswagen Amarok.

A Ranger contará com três motores: as opções a diesel são o 3.5 Duratorq de cinco cilindros e 200 cavalos, cujo sistema de escape com recirculação aumenta sua eficiência em 18%, e o Duratorq 2.2 de quatro cilindros, que em uma versão renderá 130 cv e na outra 160 cv; a gasolina, a Ford oferecerá o motor 2.5 Duratec de 166 cv. Independentemente da propulsão escolhida, a picape virá com um câmbio de seis marchas, que poderá ser automático ou manual.

Confira a galeria de fotos da Ranger 2016!


Apesar da aparência parrudona, a Ranger também oferece uma cabine refinada. Os ocupantes vão dispor de central multimídia de oito polegadas e painel de instrumentos com mostradores digitais. Além disso, o modelo traz os sistemas de alerta de saída de faixa com comandos de assistência, controle de cruzeiro adaptativo, alerta de colisão, sensores de estacionamento, monitoramento da pressão dos pneus, controle eletrônico de estabildade e Sync.

Ocupantes contarão central multimídia de oito polegadas e painel de instrumentos digital(foto: Ford/divulgação )
Ocupantes contarão central multimídia de oito polegadas e painel de instrumentos digital (foto: Ford/divulgação )


A Ford ainda recalibrou a suspensão e incrementou a direção com assistência elétrica, que fica mais leve em baixas velocidades, para facilitar as manobras, e mais pesada à medida que se acelera, quando oferece mais estabilidade. A montadora também garante que a Ranger está mais silenciosa do que nunca.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade