Publicidade

Estado de Minas TESTE

JAC T6 2.0: utilitário-esportivo chinês chama a atenção pelas linhas da carroceria

Espaço no banco traseiro e itens de conforto e conveniência são também pontos fortes, mas acabamento e mecânica precisam evoluir


postado em 06/06/2015 14:00 / atualizado em 06/06/2015 11:42

O T6 tem menos de 4,50 metros de comprimento, mas parece ser muito maior. O carro é encorpado e bonito(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
O T6 tem menos de 4,50 metros de comprimento, mas parece ser muito maior. O carro é encorpado e bonito (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
 Não deve demorar muito para que os automóveis chineses sejam tão bons quantos os coreanos e tenham a excelência dos japoneses. Por enquanto, há ainda o que evoluir, principalmente nos detalhes de acabamento, a exemplo de encaixes das peças plásticas. O JAC T6 tem todos os ingredientes para se tornar um carro de qualidade, mas peca nos detalhes. Falta ajuste fino em diversos pontos.

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


INTERIOR
O que mais chama a atenção são as linhas da carroceria. O T6 tem menos de 4,50 metros de comprimento, mas parece ser muito maior. O carro é encorpado e bonito. Surpreende o espaço em largura para três ocupantes parrudos. E todos contam com cinto de três pontos e apoio de cabeça. Segurança básica completa. É fácil entrar e sair do carro. Chama também a atenção o fechamento suave e preciso de portas. Apenas a tampa traseira é pesada, mas fecha fácil. O porta-malas é de bom tamanho e coerente com a proposta do carro.

O motorista sente falta da regulagem de distância da coluna de direção. Há apenas a de altura. O acesso à maioria dos comandos é fácil, pois o centro do painel é voltado para o motorista. O senão é o comando do computador de bordo, de acesso mais difícil. Os engates do câmbio são precisos, mas secos (ver avaliação técnica). A visibilidade lateral traseira é prejudicada pela largura da coluna C, mas compensada, em parte, pelos enormes retrovisores. O acabamento em plástico duro no painel central não tem boa aparência. O grafismo do quadro de instrumentos dificulta um pouco a leitura pelo tamanho dos números. Deveriam ser maiores. Discordo da ergonomista (ver avaliação na página 2), pois os comandos dos vidros estão um pouco recuados na porta.

Utilitário-esportivo chinês chama a atenção pelas linhas da carroceria, espaço no banco traseiro e itens de conforto e conveniência(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
Utilitário-esportivo chinês chama a atenção pelas linhas da carroceria, espaço no banco traseiro e itens de conforto e conveniência (foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


DIRIGINDO
A posição de dirigir é boa e o banco tem regulagem de altura. A direção precisa de outra calibragem que transmita confiança ao motorista, assim como freios mais imediatos. O retardo é logo percebido. A potência do motor e o bom torque apareceriam mais se o T6 não fosse tão pesado, 1,5 tonelada. O compartimento do motor é grande e nele cabe um V6. Aí, o desempenho seria outro. Não decepciona, mas falta elasticidade nas retomadas de velocidade.

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


SUSPENSÃO
A traseira multilink não absorve totalmente as imperfeições do piso e os ocupantes sentem os efeitos da incômoda oscilação lateral sobre as superfícies irregulares. Nas curvas, a inclinação da carroceria sinaliza atenção para conter eventuais abusos. A boa altura do solo permite trafegar sem grandes problemas em caminho ruim, mas o deixa menos estável, como em todos os carros com centro de gravidade elevado. Os pneus têm altura adequada, mas não diminuem a transferência das irregularidades para os ocupantes. Há uma batida seca quando se passa em buracos.

O que ainda falta aos carros chineses é a sensação de solidez. Não é raro sentir o carro bambo nos sistemas de direção e suspensão.

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


Faltou conexão
Item opcional, a central multimídia é equipada com rádio, telefonia (Bluetooth) e entradas USB e auxiliar frontais. As funções de música e a visualização de filme e foto funcionam a partir do smartphone, feita por meio de um cabo HDMI cuja entrada está localizada dentro do porta-luvas, o que não é nada prático. O site da JAC Motors informa que essa central multimídia está equipada com GPS, mas na verdade a função de navegação também depende do smartphone, por meio do aplicativo Waze. As funções que dependem da conexão com o smartphone não puderam ser testadas porque ocorreu algum erro que impediu sua conexão com a central. Procuramos esclarecimento junto à JAC, que explicou o procedimento para a conexão, o mesmo adotado pela reportagem. De acordo com o fabricante, quando o smartphone opera com o sistema Android, a tela do veículo espelha a tela do telefone, e toda a operação é integrada. Já com o sistema IOS, todos os comandos devem ser feitos a partir da tela do smartphone. A sensibilidade da tela por meio do toque é média. O monitor ainda reproduz a imagem da câmera de ré.

(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


AVALIAÇÃO TÉCNICA

NEGATIVO
Acabamento da carroceria
As quatro portas têm montagem razoável em relação à carroceria. O capô está descentralizado e desnivelado nas uniões superiores com os para-lamas. A tampa traseira está descentralizada e desnivelada. A pintura contém impurezas e imperfeições.

REGULAR

Vão motor
O capô é sustentado aberto por vareta manual e o ângulo de abertura é bom. O acesso à manutenção é satisfatório, assim como a identificação e manuseio dos itens de verificação constante. A insonorização é ruim, com o motor em rotação média/alta, trazendo desconforto auditivo. O vão tem um aspecto limpo e organizado.

POSITIVO
Altura do solo
Com carga máxima, não houve interferências com o solo. Porém, tem chapa plástica integral de resistência limitada para a parte inferior do motopropulsor.

POSITIVO

Climatização
É por comando manual. A caixa de ar tem quatro velocidades, bem progressivas, e a vazão pelos quatro difusores de ar do painel é boa, porém não tem específico para os passageiros de trás. Não tem a opção de ajuste de temperatura diferenciada para condutor e passageiro. Apresentou bom funcionamento.

NEGATIVO
Freios
O freio de estacionamento atuou normalmente. O pedal de freio não tem fina calibração em sensibilidade e relação, assim como o funcionamento do ABS. A desaceleração em situação de emergência foi ineficiente sobre piso de baixo atrito, pelo grande espaço percorrido até a imobilização, causando apreensão. As suas reações são balanceadas nos dois eixos.

REGULAR
Câmbio
As relações de marchas/diferencial atendem bem numa dirigibilidade usual, com carga máxima. A qualidade de engate tem boa precisão, mas as trocas são secas e produzem ruídos na base inferior da alavanca, na união com o trambulador. A embreagem tem boa maciez, mas poderia ser melhor na progressividade.

POSITIVO
Motor
A rumorosidade de funcionamento é aceitável para um multiválvulas. Rende, um pouco melhor com somente etanol no tanque. Com carga máxima e ar-condicionado ligado, a perda na dinâmica é evidente, mas, ainda, em nível aceitável em dirigibilidade.

POSITIVO
Vedação
Boa contra água e poeira.

NEGATIVO
Nível interno de ruído
É alto o nível de ruídos no habitáculo, além da transferência do ruído de funcionamento do motor e conjunto mecânico do ar-condicionado. O efeito aerodinâmico é baixo até 100km/h, passando a crescente com a velocidade. Com o motor entre 3.500rpm e 4.000rpm, surge ressonância acentuada vindo do grupo motopropulsor, trazendo desconforto auditivo.

REGULAR
Suspensão
A estabilidade agrada pela boa precisão e pouca inclinação da carroceria no contorno de raios variados, estando o veículo em velocidade. Não tem controle eletrônico de tração e estabilidade. O conforto de marcha não tem um bom acerto, devido ao nível das transferências das imperfeições do solo para dentro.

POSITIVO
Direção
A coluna de direção tem regulagem somente em altura, com bom curso. A assistência é elétrica, com cargas bem definidas para o uso urbano e em rodovias. O diâmetro de giro é bom e a velocidade do efeito retorno é razoável. A precisão na reta e em curvas é satisfatória.

POSITIVO
Iluminação
Os faróis têm duplo refletor e auxílio de faróis de neblina, sendo bom o resultado em iluminação. Em função da carga transportada, tem regulagem elétrica em altura. Há luz de cortesia no porta-malas, porta-luvas e parassóis, e de advertência (vermelha) quando as portas dianteiras estão abertas. No habitáculo tem um lanterna no centro do teto, além de duplo spot fixo com função lanterna, junto ao retrovisor, com resultado razoável para a área da cabine. Tem sensor crepuscular.

NEGATIVO
Estepe/macaco
O estepe é do tipo temporário e está instalado no fundo do assoalho do porta-malas. Falta adesivo colado no aro de advertência da velocidade máxima limitada. A operação de troca é normal. Ao utilizar o estepe, o veículo terá o seu comportamento dinâmico em rodovias bastante alterado.

POSITIVO
Limpador de para-brisa
As áreas de varredura no vidro traseiro e no para-brisa são boas, assim como a qualidade das palhetas. Não tem sensor de chuva. É fácil ao cesso ao reservatório d'água dentro do vão do motor. No para-brisa os esguichos são quatro jatos, com boa pressão e vazão, e no traseiro um jato único de cima para baixo, também eficiente.

REGULAR

Alarme
A chave de ignição é do tipo canivete, codificada e estão nela as teclas de travar/destravar as portas, além da de abertura da tampa traseira. Somente a porta do condutor tem função um toque para subir/descer o vidro e o sistema anti esmagamento atuou com precisão. Há proteção perimétrica das partes móveis, mas não tem a volumétrica contra invasão do habitáculo pela da quebra dos vidros.

REGULAR
Volume do porta-malas
O declarado é 610 litros e o encontrado, com o banco traseiro na posição normal e a cortina superior estendida, 400 litros.



(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)
(foto: Paulo Filgueiras/EM/D.A Press)


Ficha técnica

» MOTOR
Dianteiro, transversal, quatro cilindros em linha, 16 válvulas, 1.997cm³ de cilindrada, que desenvolve 155cv (gasolina)/160cv (etanol) de potências máximas a 6.000rpm e torques máximos de 20kgfm (gasolina) e 20,6kgfm(etanol) a 3.500rpm

» TRANSMISSÃO
Tração dianteira e câmbio manual de cinco marchas

» SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira, independente, do tipo McPherson, com barra estabilizadora; e traseira, multilink, com barra estabilizadora / 7 x 17 polegadas, de liga leve / 225/60 R17

» DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência elétrica

» FREIOS
A disco ventilados na dianteira e discos sólidos na traseira, com ABS

» CAPACIDADES
Tanque, 60 litros; de carga, 475kg

EQUIPAMENTOS


» DE SÉRIE
Ar-condicionado, direção elétrica, airbag duplo frontal, ABS, freios a disco nas quatro rodas, regulagem elétrica de altura dos faróis, faróis e lanternas de neblina, volante com comandos, banco traseiro bipartido, três apoios de cabeça e três cintos de três pontos no banco traseiro, travamento automático das portas, sistema de som, entre muitos outros.

» OPCIONAL

Barras no teto, retrovisores na cor da carroceria e rebatimento elétrico, maçanetas e frisos cromados, câmera de ré e kit multimídia.

Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais
Clique na imagem para ampliá-la e saiba mais

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade