Publicidade

Estado de Minas

Hyundai Azera chega à quinta geração mantendo a fluidez característica da marca

Sedã médio-grande tem linhas que sugerem esportividade e é equipado com eficiente motor V6, além de trazer uma lista de equipamentos quase completa


postado em 29/08/2015 16:18 / atualizado em 29/08/2015 16:33

Modelo tem desenho aerodinâmico, rodas de liga leve de 18 polegadas, escapamento com saída dupla e lanternas com LEDs(foto: Marlos Ney Vidal / EM / D.A Press)
Modelo tem desenho aerodinâmico, rodas de liga leve de 18 polegadas, escapamento com saída dupla e lanternas com LEDs (foto: Marlos Ney Vidal / EM / D.A Press)

O Hyundai Azera já está na quinta geração e passou por reestilização no ano passado. O sedã médio-grande é uma materialização perfeita da identidade visual da marca coreana, chamada escultura fluida. Se à primeira vista ele parece um automóvel sóbrio, as linhas aerodinâmicas logo quebram essa impressão. A inclinação acentuada do para-brisa e o teto arqueado remetem a um cupê. Outros detalhes que sugerem esportividade são os vincos espalhados pela carroceria, as rodas de 18 polegadas, o escapamento com saída dupla e os faróis e lanternas que invadem as laterais do carro.

O interior tem bom acabamento e montagem caprichada. O que destoa é o extintor de incêndio, que poderia estar localizado em um lugar mais discreto. Destaque para o teto solar panorâmico, aberto para os ocupantes da frente e translúcido para os de trás, e cortinas no vidro e janelas traseiras. Ao entrar no veículo e fechar a porta, o volante e o banco do motorista se ajustam automaticamente, conforme a última regulagem. E basta abrir a porta para que eles se afastem pra facilitar a saída.


Se o banco do motorista tem regulagem elétrica lombar e até para apoio das pernas, no banco do passageiro falta até regulagem de altura, o que é inadmissível para um veículo desta categoria. O espaço no banco traseiro é bom e o assoalho é quase plano. Ainda assim, o passageiro que vai no meio não desfruta de tanto conforto, devido ao formato do encosto e do assento. O espaço no porta-malas é excelente.

RODANDO O V6 de 3 litros que o Azera traz sob o capô carrega com facilidade os 1.581 quilos do modelo. O câmbio automático de seis marchas trabalha em harmonia com o motor e realiza trocas suaves. Também é possível realizar trocas manuais sequenciais, mas só pela alavanca de câmbio. Mesmo com a potência máxima disponível em rotações mais altas, tecnologias como comando de válvulas variável e coletores de admissão variáveis fazem com que o veículo tenha fôlego em qualquer faixa de rotação.

O sedã ganha força gradualmente, sem arrancada brusca. Nem é esta a proposta. A ideia é oferecer um carro confortável, com excelente isolamento acústico, que, com piso regular, mais parece que você está flutuando. Mas, sobre piso irregular, a suspensão, que é multilink na traseira, não consegue filtrar muita coisa. Em compensação, nas curvas ela dá muita confiança. É preciso tomar cuidado ao entrar e sair de rampas de garagem para a dianteira não raspar. Para manobrar, tirando que a traseira é muito alta, a visibilidade é boa graças aos vidros-vigias.


MERCADO Como conteúdo, ainda merecem destaque os eficientes faróis xênon e as sofisticadas lanternas em LED, a praticidade dos retrovisores com rebatimento elétrico, câmera de ré e o sistema de som caprichado, com sete auto-falantes, quatro tweeters e um subwoofer. O pacote de segurança também é bem completo e só perde para veículos de categoria superior, que trazem sistema ativos. Sem dúvida, o Azera oferece uma bela experiência a bordo, mas o preço é salgado.

Entre os concorrentes, num extremo está o Ford Fusion 2.0, que se destaca por ser bem mais em conta e ter motor turbo com potência semelhante e mais econômico, e junto e os demais que também trazem motor V6, que são mais potentes, têm conteúdo semelhante, mas são mais beberrões.


(foto: Marlos Ney Vidal / EM / D.A Press)
(foto: Marlos Ney Vidal / EM / D.A Press)

Cheio de mimos

O sistema multimídia do Azera é bem completo, trazendo CD/DVD, rádio, Bluetooth que interage com aplicativos do smartphone, além de entradas USB, iPod e auxiliar. Além de telefonia, é possível ter acesso às mensagens SMS. O navegador é fácil de ser operado, não traz informações de trânsito, mas registra a maioria dos radares que estão mapeados. Durante os testes, o navegador indicou um radar que não existia e deixou de informar um radar existente, carecendo de atualização.

Ficha técnica

» » MOTOR
Dianteiro, transversal, seis cilindros em V, de 2.999cm³ de cilindrada, com potência máxima de 250cv a 6.400rpm e torque máximo de 28,8kgfm a 4.700rpm

» TRANSMISSÃO
Tração dianteira e câmbio automático de seis marchas, com opção de trocas sequenciais

» SUSPENSÃO/RODAS/PNEUS
Dianteira McPherson, independente, com amortecedor a gás de dupla ação; e traseira multilink, barra estabilizadora e amortecedor a gás de dupla ação/liga leve, de 18 polegadas/ 245/45 R18

» DIREÇÃO
Do tipo pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica progressiva

» FREIOS
Discos ventilados na dianteira e sólidos na traseira, com ABS e EBD

» CAPACIDADES
Peso, 1.581 quilos; tanque, 70 litros; de carga (passageiros e bagagem), 539kg

Equipamentos

» De série:

Acesso ao veículo e partida sem uso da chave; central multimídia com rádio, CD, MP3, DVD, Bluetooth, câmera de ré e navegador; sistema de som Infinity com sete alto-falantes, quatro Tweeters e um subwoofer; comandos no volante, cortina elétrica no vidro traseiro; cortina retrátil manual no banco traseiro; faróis de xênon; faróis de neblina; lanternas traseiras com LEDs; memória de banco para dois motoristas; retrovisores com reposicionamento automático em manobras indexado à ré; sensores de estacionamento dianteiros e traseiros; teto solar panorâmico; ar-condicionado digital; controle de cruzeiro; volante com aquecimento e ajuste elétrico; memória de posição do volante, retrovisores e banco do motorista; freio de estacionamento eletrônico; banco do motorista com regulagem elétrica de altura, distância, lombar e de apoio das pernas; banco do passageiro com regulagem elétrica das costas; canalização do ar para o banco traseiro; sensor de chuva; alarme; faróis com acendimento automático; lavador de faróis; retrovisores com rebatimento automático; airbags dianteiros, laterais, de cortina e de joelho; freios ABS com auxílio de frenagem de emergência; controles de tração e estabilidade; cintos de segurança dianteiros com pré-tensionadores; sistema Isofix.

» Opcionais:

Não tem

Quanto custa?
O Hyundai Azera é vendido em versão única, por R$ 167.990.

NOTAS (O a 10)

Desempenho 8
Espaço interno 8
Porta-malas 8
Suspensão/direção 8
Conforto/ergonomia 8
Itens de série/opcionais 8
Segurança 9
Estilo 9
Consumo 6
Tecnologia 8
Acabamento 8
Custo/benefício 7

Clique na imagem para ampliar(foto: Arte: EM / D.A Press)
Clique na imagem para ampliar (foto: Arte: EM / D.A Press)

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade