Publicidade

Estado de Minas ACIMA DE 1TON.

Renault revela picape de projeto com a Nissan e a Mercedes-Benz

Apresentada como conceito, Alaskan tem linhas robustas, porte e capacidade de carga superiores à da Duster Oroch. Produção local começa na primeira metade de 2016 em Córdoba, na Argentina


postado em 03/09/2015 16:42

(foto: Renault/Divulgação)
(foto: Renault/Divulgação)

 

Foi apresentada na Europa, às vésperas do Salão de Frankfurt'2015, a primeira demonstração do projeto da picape média desenvolvida em colaboração entre os grupos Renault-Nissan e Daimler AG. Revelada ainda como conceito, a Renault Alaskan inaugura o segmento acima de uma tonelada para a marca francesa, que apresentou há pouco tempo a Duster Oroch no Salão de Buenos Aires. A previsão de chegada do inédito modelo ao mercado é a primeira metade de 2016.

 

(foto: Renault/Divulgação)
(foto: Renault/Divulgação)

 

A base da Alaskan é a arquitetura NP300, já utilizada pela atual Nissan Frontier, mas que recebeu design próprio da marca francesa, a começar pela grade frontal, e rodas de 21 polegadas. Formato dos faróis, portas e caçamba também deverão ser mantidos no modelo de produção. No conceito, que serve para medir a atratividade do mercado, destacam-se diversos elementos com LEDs e detalhes em aço escovado e em tons de dourado na lataria. A linha de cintura lateral é alta, transmitindo imagem de robustez.

O motor europeu deve ser o 1,6 litro biturbo a diesel da atual família dCi, com 160cv de potência e 38,6kgfm de torque. No Brasil, onde há maior aceitação à picapes médias movidas a diesel, é aguardado conjunto mecânico já usado pela Frontier, com 2,5 litro.

 

(foto: Renault/Divulgação)
(foto: Renault/Divulgação)
 


Produção local

Na América do Sul, a Alaskan será produzida em Córdoba (Argentina), juntamente com o modelo representante da Nissan e a outra inédita picape da Mercedes-Benz. A estratégia da Renault busca posicioná-la acima da Duster Oroch, atendendo à crescente demanda por picapes.

 

(foto: Renault/Divulgação)
(foto: Renault/Divulgação)
 

 

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade