Publicidade

Estado de Minas

Honda confirma novo Civic com motor turbo no Brasil em 2016

Nova geração do Civic terá motor 1.5 VTEC Turbo com 174 cavalos. Honda City e Fit podem ganhar 1.0 turbo de três cilindros e 2.0 de 280c v também pode vir


postado em 28/10/2015 12:12 / atualizado em 28/10/2015 15:50

Civic sedã agora tem visual fastback(foto: Honda/Divulgação)
Civic sedã agora tem visual fastback (foto: Honda/Divulgação)


A Honda confirmou esta semana duas boas notícias para fãs da marca no Brasil. Primeiro é que a nova geração do Civic apresentada nos Estados Unidos desembarca por aqui em 2016. A outra é que o sedã será equipado com o novo motor turbo 1.5 com 174 cavalos. Ou seja, pode preparar o investimento para o novo Civic ano que vem. Os propulsores turbo 1.0 e 2.0 também devem chegar em breve.

VEJA FOTOS DO NOVO HONDA CIVIC!

A linha Turbo foi desenvolvida no Japão em 2013. O 1.5 foi apresentado com a décima geração do Honda Civic nos Estados Unidos neste mês e está confirmado para o Brasil. O bloco quatro cilindros turbo com injeçaõ direta de combustível conta com o sistema VTEC, que controla eletronicamente a sincronização e abertura das válvulas. Além do melhor desempenho em relação ao aspirado, a Honda divulga melhoria no consumo entre 5 e 10%.

O 1.5 tem potência de 174 cavalos. Nos Estados Unidos, o Civic também será vendido com versão de entrada com o 2.0 aspirado, que rende 158 cv. A tendência é que a estratégia seja repetida no Brasil, com uma versão básica com propulsor atual, por exemplo o 1.8 de 139/140 cv e o turbo nas versões mais luxuosas.

1.0 e 2.0 turbo

No mesmo comunicado, a Honda do Brasil citou os outros blocos da família VTEC turbo, o 1.0 e 2.0. Todos os três serão aplicados em modelos globais de pequeno e médio porte da Honda. Além do sistema VTEC, têm comando variável de válvulas com redução de atrito, turbocompressor com respostas rápidas e injeção direta.

O três cilindros de 1.000 cilindradas rende 130 cavalos, uma boa substituição para o aspirado 1.5 16V SOHC i-VTEC FlexOne que equipa o Fit e City. O propulsor atual rende parcos 115/116 cavalos a 6.000 rotações.

Outra novidade que pode chegar ao Brasil é o bloco 2.0 quatro cilindros turbo, com potência de 280 cv. O motor tem turbocompressor e refrigeração de alta performance, para obter o máximo desempenho.

(foto: Honda/Divulgação)
(foto: Honda/Divulgação)


Novo Civic

Em relação à geração anterior, o Civic cresceu cerca de 5,1 centímetros na largura e 3 cm na distância entre-eixos. Um dos entraves do sedã, o porta-malas ganhou 73,6 litros. Nos Estados Unidos, além da versão sedã, a nova geração terá carrocerias coupé, hatchback cinco portas e os esportivos SI e Type-R.

No interior, vida nova. O Civic abandona o painel de dois andares (um ícone das duas últimas gerações) e adota um novo modelo, mas permanece com velocímetro digital. O console central tem dois andares e o freio de estacionamento é elétrico. A central multimídia tem conexão com aparelhos iOS e Android.

Motor 1.5 turbo será oferecido no mercado brasileiro(foto: Honda/Divulgação)
Motor 1.5 turbo será oferecido no mercado brasileiro (foto: Honda/Divulgação)


Na nova geração, o Honda Civic terá duas novas opções de motores, dando fim à dupla 1.8 e 2.0 i-VTEC. Nas versões de entrada (LX e LX CVT), o carro será equipado com um novo 2.0 16V DOHC i-VTEC. Já as versões EX-T e EX-L serão equipadas com o novo 1.5 16V VTECTurbo, primeiro com essa tecnologia da marca nos EUA. Os detalhes técnicos não foram revelados. O câmbio pode ser manual de seis marchas ou automático do tipo CVT.

Nos Estados Unidos, o veículo é fabricado na planta de Greensburg(Indiana) e em Ontario, no Canadá. Os motores são construídos em Anna(Ohio), enquanto a transmissão CVT é montada no mesmo estado e em Celaya, no México.

(foto: Honda/Divulgação)
(foto: Honda/Divulgação)


Ver galeria . 116 Fotos Honda Civic 2016Honda/Divulgação
Honda Civic 2016 (foto: Honda/Divulgação )
Ver galeria . 19 Fotos Primeira geração (1972 a 1979)Honda/Divulgação
Primeira geração (1972 a 1979) (foto: Honda/Divulgação )

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade