Publicidade

Estado de Minas

Nissan lança March em versão SL na tentativa de deixá-lo mais descolado

Hatch compacto com esse pacote acrescenta R$ 1.300 no preço da salgada versão topo SL. Nova central multimídia é o destaque


postado em 25/12/2015 12:34 / atualizado em 25/12/2015 12:43

Semelhança com modelo inglês fica apenas nos detalhes coloridos(foto: Euler Júnior/EM/D.A Press)
Semelhança com modelo inglês fica apenas nos detalhes coloridos (foto: Euler Júnior/EM/D.A Press)

Em uma tentativa de deixar o March mais cool, a Nissan lançou a versão SL com o pacote Colors, que se caracteriza por trazer combinações de cores entre a carroceria e alguns elementos de acabamento: aerofólio, capas dos retrovisores, maçanetas externas e frisos laterais. São quatro combinações disponíveis—branco com detalhes em vermelho, vermelho com branco, preto com branco e branco com azul—, limitadas a 1 mil unidades. No interior, ainda há um tapete acarpetado com a borda na mesma cor dos detalhes.

Para um compacto, o espaço para as pernas no banco traseiro não decepciona, mas três pessoas se apertam lá, ruim especialmente para o passageiro do meio, que não tem onde acomodar os pés devido ao túnel central. Além do conforto, a segurança desse passageiro também foi negligenciada devido à falta de apoio de cabeça e cinto de três pontos. O porta-malas tem espaço razoável, condizente com o de um compacto. De forma geral, o interior tem bom acabamento, com materiais simples como plástico e tecido, mas esmerado, como é possível notar no porta-malas forrado e iluminado.

Testamos a nova versão equipada com motor 1.6 e câmbio manual, que deixa o compacto bem espertinho, fazendo o motorista esquecer o medo de ligar o ar-condicionado ou encher o carro de pessoas. O modelo recebeu nota A nos testes de consumo do Inmetro. A suspensão passa confiança nas curvas e oferece relativo conforto aos ocupantes. A direção elétrica tem boa carga em manobras e em velocidade elevada. Os principais itens que acompanham esta versão são ar-condicionado digital, vidros elétricos nas quatro janelas, ajuste elétrico dos retrovisores, comandos multifuncionais no volante, rodas de 16 polegadas, faróis de neblina, além de airbag frontal e freio ABS, que são obrigatórios.

Se o resultado foi um carro bonitinho ou mais para um feio arrumadinho, vai de acordo com o gosto e expectativa de cada um. Consenso mesmo é que R$ 51.750 é um preço muito alto para um compacto como o March, ainda que seja completinho. Analisando seus concorrentes, é de assustar que todos os compactos com motores 1.4 a 1.6 mais equipados custem mais de R$ 50 mil: Fiat Novo Palio Essence 1.6, R$ 50.599; Chevrolet Onix LTZ 1.4, R$ 50.990; Peugeot 208 1.5 Active Pack, R$ 50.090; Citroën C3 1.5 Tendance, R$ 50.290; Hyundai Novo HB20 1.6 Comfort Style, R$ 51.845; VW Gol Highline, R$ 52.390; e Toyota Etios 1.5 XLS, R$ 51.390. A exceção é o Ford Ka SE Plus 1.5, vendido por R$ 48.090. O que o interessado num carro desse tipo deve analisar é se não é mais vantajoso considerar um modelo de entrada de uma categoria superior.

CONECTIVIDADE A nova central multimídia Multi-App, cuja tela tátil é de 6,2 polegadas, é comparada a um tablet. A conexão com a internet pode ser feita via wi-fi, mas, para ter o serviço com mobilidade, melhor mesmo é ancorá-lo no seu smartphone via Bluetooth e preparar um belo pacote de dados. Para quem é conectado, vale muito a pena. A central usa sistema Android e já vem com vários aplicativos populares. Quer navegar? Use o Waze. Música? Spotify! Vídeos? YouTube! Ainda é possível acessar sites, rádios via web, tempo, informações de viagem e, se você quiser algum outro aplicativo, é possível baixá-lo (a memória livre é de 1GB). Vale esclarecer que o smartphone só vai fornecer a conexão, por isso não precisa necessariamente ter sistema Android.

O interessante dessa central é dispensar o espelhamento, que é levar para a telinha do veículo o que está na tela do smartphone. Além do conteúdo do tablet, o Multi-App tem telefonia, cuja tecla de comando por voz apenas liga para o último número registrado, e navegação (além do Waze!), cujo mapa estava bastante desatualizado. Via Bluetooth, é possível comandar da tela do carro o conteúdo em streaming e do próprio telefone. Outras mídias são CD/DVD, cartão SD e entradas USB e auxiliar. O volante traz comandos multifuncionais e a telinha ainda exibe a imagem da câmera de ré.
Aerofólio e frisos laterais compõem a versão mais divertida do carro(foto: Euler Júnior/EM/D.A Press)
Aerofólio e frisos laterais compõem a versão mais divertida do carro (foto: Euler Júnior/EM/D.A Press)

Ficha Técnica

» Motor
1.598cm³ de cilindrada,
de 111cv de potência (g/e) a 5.600rpm
e 15,1kgfm de torque (g/e) a 4.000rpm

» Câmbio
manual de 5 velocidades

» Dimensões (metros) (*)
3,83x1,68x1,53x2,45

» Porta-malas
265 litros

» Consumo urbano (km/l) (**)
12,1 (g) e 8,1 (e)

» Consumo rodoviário (km/l) (**)
14,5 (g) e 10 (e)

(*) Comprimento x largura x altura x entre-eixos; (**) Fonte: Inmetro; g = gasolina; e = etanol

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade