Publicidade

Estado de Minas

Jeep comemora 75 anos com série nos EUA

Série especial de 75 anos dos utilitários Jeep é marcada pela cor verde em referência ao clássico verde-oliva do jipe original de 1941. Estreia será no Salão de Detroit


postado em 06/01/2016 17:00 / atualizado em 07/01/2016 15:30

Grand Cherokee e Wrangler acompanham o Renegade (esq.) na linha(foto: Divulgação/Jeep)
Grand Cherokee e Wrangler acompanham o Renegade (esq.) na linha (foto: Divulgação/Jeep)
A marca norte-americana Jeep, que produz no Brasil o Renegade, celebra nos Estados Unidos os 75 anos de história com o lançamento de uma série especial para toda a linha – Compass, Cherokee, Grand Cherokee, Renegade, Wrangler e Wrangler Unlimited. Chamada 1941 - Seventy Five Years (traduzindo, Setenta e Cinco Anos), ela se destaca pelos tons de verde (Sarge, Recon ou Jungle, conforme o modelo) na carroceria, em referência ao clássico verde-oliva do jipe Willys MA original, além de outros detalhes no acabamento, como rodas em bronze acetinado, bancos de couro com o símbolo da série em relevo ou bordado com tecido especial. A estreia será no Salão de Detroit, que abre as portas ao público na próxima segunda-feira (11), com vendas iniciadas ao longo do primeiro trimestre nos EUA. Não há previsão de chegada para o mercado brasileiro.

Também fabricado em Goiana (PE), Renegade recebeu verde mais claro(foto: Divulgação/Jeep)
Também fabricado em Goiana (PE), Renegade recebeu verde mais claro (foto: Divulgação/Jeep)


Emblemas estampam carroceria(foto: Divulgação/Jeep)
Emblemas estampam carroceria (foto: Divulgação/Jeep)
HISTÓRICO Em julho de 1940, o exército dos EUA informou aos fabricantes de veículos do país que necessitava de um “veículo leve de reconhecimento” para substituir motocicletas e veículos derivados do Ford T. O exército convidou então 135 montadoras a se candidatar ao projeto, passando uma longa lista de especificações. Entre elas estavam carroceria de formato retangular, capacidade para carregar 272kg, distância entre-eixos de até 190cm, motor de funcionamento suave entre 5km/h e 80km/h, tração nas quatro rodas com caixa de transferência de duas velocidades, três bancos individuais e peso bruto total de até 590kg. Willys-Overland e American Bantam Car Manufacturing Company foram de início as duas únicas marcas a assumir o desafio, sendo logo acompanhadas pela Ford. Os protótipos foram construídos em tempo recorde.

O vice-presidente de Engenharia da Willys, Delmar G. Roos, desenhou o Willys Quad, modelo eleito ao final e que com aprimoramentos, deu origem ao MA e posteriormente, o MB – no Brasil, o famoso jipe (palavra que surgiu a partir da marca) Willys/Ford Universal, fabricado localmente entre 1954 e 1983. O Willys MA tinha a alavanca do câmbio na coluna de direção, dois quadros de instrumentos circulares no painel e o freio de mão no lado esquerdo. Na fase de desenvolvimento do projeto para o exército norte-americano, a Willys-Overland relutou em reduzir o peso para a nova especificação de 980kg. Os itens removidos para atingir a meta foram reinstalados na geração seguinte, chamada de MB, resultando em um peso final 181kg superior ao estipulado. Mais de 368 mil unidades foram produzidas para o exército e outras 277 mil pela Ford, sob licença.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade