Vintage e descolada

Scooter Dafra Fiddle III 125 tem visual retrô e conforto tecnológico

Modernidades como iluminação LED, freios combinados e tomada para recarregar celular contrastam com alimentação por carburador

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 14/02/2016 11:03 / atualizado em 15/02/2016 18:08 Téo Mascarenhas /Estado de Minas
A parceria entre a brasileira Dafra e a SYM (San Yang Motors), de Taiwan, já rendeu os scooters Citycom 300 e Maxsym 400, além da motocicleta Next 250. A partir de março, a família aumenta com a chegada do scooter Fiddle III 125, de visual retrô, mas tecnologia atual. O novo scooter vai ser produzido em Manaus, afinando ainda mais a associação com a montadora taiwanesa, especializada em scooters. É que o mercado de lá tem enorme aceitação por esse tipo de veículo urbano, e o de cá também vai caminhando nesse sentido.

Demorou, mas o segmento dos scooters, por sua praticidade, comodidade e agilidade, na contramão do momento difícil do setor, sinaliza um consistente crescimento. Apresentado ao público durante o Salão das Duas Rodas, em São Paulo, em outubro de 2015, o Fiddle III explora uma badalada vertente em que o desenho é inspirado nos ancestrais, nos charmosos pioneiros, incorporando, inclusive, a pintura em duas cores. Assim, formas arredondadas, conferindo maior porte, e farol incorporado ao guidão estão presentes no design.
As rodas de liga leve têm aros de 12 polegadas de diâmetro - Dafra/Divulgação As rodas de liga leve têm aros de 12 polegadas de diâmetro


TÉCNICA Porém, os avanços técnicos disponíveis, inclusive na segurança, também foram incorporados, fazendo um contraponto com o estilo retrô. As rodas, por exemplo, são de liga leve e os freios, a disco nas duas rodas. Além disso, a tecnologia também foi aplicada no conjunto mecânico. O motor de um cilindro e 124,6cm³ conta com refrigeração a ar e óleo, e desenvolve 10,4cv a 8.500rpm e torque de 8,8kgfm a 6.500rpm, além de contar com embreagem automática e partida elétrica. O que destoa é a alimentação ainda no passado, por meio de carburador.

Por outro lado, o Fiddle III conta com a modernidade que ninguém mais abre mão: uma tomada tipo USB para recarregar o celular, ou outros tipos de aparelhos eletrônicos, no compartimento porta-luvas, que fica no escudo dianteiro, protegido com chave. Ainda no quesito praticidade, o porta-malas embaixo do banco comporta um capacete fechado ou pequenas cargas, com volume equivalente a 20 litros, e pode ser aberto na própria chave de contato. Tem ainda um bagageiro traseiro com capacidade para 3,5kg. Outra modernidade é a presença de LEDs na luz diurna, para maior segurança.

FREIOS A segurança também está presente no sistema de freios, que divide a pressão entre as duas rodas. Na dianteira, um disco de 190mm e, curiosamente, um ainda maior na traseira, com 220mm de diâmetro. É que ao acionar o manete traseiro, o sistema Combined Brake System (CBS), por meio de circuito hidráulico, envia parte da força para a outra roda automaticamente, aumentando o poder de frenagem. O sistema não é ABS e pode travar as rodas, porém, potencializa a redução de velocidade. O piloto tem ainda facilidade para embarcar e desembarcar, com um piso plano e baixo.
O visual retrô inclui pintura em duas cores - Dafra/Divulgação O visual retrô inclui pintura em duas cores

Outra facilidade está no generoso banco, a apenas 775mm do chão. Entretanto, as rodas pequenas, com aros de 12 polegadas de diâmetro, com pneus sem câmara e o baixo curso das suspensões, com 80mm na dianteira e 75mm na traseira, com dois amortecedores, vão fazer o piloto sofrer em nosso rali urbano. O Fiddle III 125 tem ainda cavalete central e opções de cores em branco e vermelho, ou preto e dourado. O peso a seco é de 115kg e o tanque de combustível comporta 6,2 litros, com reserva de dois litros. O preço ainda não foi divulgado.

Tags: scooter dafra motocicleta Fiddle III 125

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas
06 de dezembro de 2017
05 de dezembro de 2017

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação