Mais novidades virão

Iveco expandirá linha de ônibus com chassi de 15 toneladas

Chassi 150S21 também será oferecido para aplicações de ônibus urbano e de fretamento. Modelo estreou no micrão GranClass, voltado ao programa Caminho da Escola do governo federal

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
postado em 16/03/2016 10:00 / atualizado em 15/03/2016 20:48 Bruno Freitas/Portal Vrum
Iveco/Divulgação
Cascavel (PR) – Depois do micrão GranClass, voltado à licitação do programa Caminho da Escola do governo federal, a Iveco pretende expandir a linha do chassi 150S21 para novas aplicações. Entre elas, de ônibus urbanos e de fretamento. O primeiro representante da Iveco Bus no segmento de ônibus de 15 toneladas no Brasil chega embalado pela aceleração das vendas da marca: em 2015, a divisão de ônibus da marca italiana registrou crescimento de 62,4% em relação ao ano anterior – 443 unidades foram exportadas (134 em 2014). Resultado que também pode ser atribuído à estratégia da Iveco oferecer ao operador de transporte coletivo as opções de chassi ou ônibus completo, caso do próprio GranClass, desenvolvido em parceria com a encarroçadora Mascarello, e os já lançados micro-ônibus CityClass e WayClass.

Redução de balanço traseiro permite acesso à lugares acidentados - Iveco/Divulgação Redução de balanço traseiro permite acesso à lugares acidentados


“Observamos que existe uma certa demanda no mercado para a entrega de ônibus em um prazo curto. O fornecimento do ônibus completo atende essa demanda”, afirma o gerente de marketing de produto da Iveco Bus, Gustavo Serizawa. A fábrica de Sete Lagoas opera com capacidade de 30 ônibus produzidos por turno.

Com o GranClass, a Iveco Bus mira ainda uma nova modalidade de transporte que vem ganhando força nos últimos anos: a de fretamento e transporte de passageiros rural, que exige balaios de maior robustez para trechos precários onde o asfalto ainda é luxo. Com chassi e carroceria desenvolvidos no Brasil, o novo micrão da Iveco pode ser montado em carrocerias de 9m a 10m, conforme antecipou o Vrum, com capacidades que vão de 48 a 60 passageiros. A suspensão é elevada, com pneus de uso misto e reduções de balanço dianteiro e traseiro. O micrão vem de série com elevador para portadores de necessidades especiais, cadeira de portas, porta larga com dispositivo anti-esmagamento e saída de emergência, porta mochila no teto e rede nas costas dos assentos para acomodação do material escolar. Item que facilita a saída em atoleiros, o bloqueio de diferencial traseiro é opcional.

Todas as unidades do GranClass são equipadas com elevador para pne's - Iveco/Divulgação Todas as unidades do GranClass são equipadas com elevador para pne's
O motor é o FPT N45 de 4,5 litros, com potência máxima de 206cv e 73,46kgfm de torque disponíveis na faixa de 1.350 a 2.100 rpm. Só há a transmissão manual Eaton FS 5406A de seis marchas. O projeto na configuração escolar rural tem como foco a licitação do programa Caminho da Escola, do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE), que está em andamento. Dos cerca de 5 mil novos ônibus do pregão, 1,6 mil são do tipo micrão, categoria o qual o Gran Class concorre e, de acordo com a Iveco, lidera, com valor médio de R$ 239 mil por unidade.

Especificações do Caminho da Escola incluem bancos para três ocupantes cada - Iveco/Divulgação Especificações do Caminho da Escola incluem bancos para três ocupantes cada
TESTES Para comprovar as condições de operação do GranClass 150S21, a Iveco Bus submeteu o balaio a mais de 234 mil quilômetros de testes, onde foram avaliados 342 componentes. “Nós rodamos aproximadamente 40 mil km por todo o Brasil, com representantes do Caminho da Escola para mapear as necessidades e desenvolver o veículo ideal para o segmento” conclui Serizawa.

O jornalista viajou a convite da Iveco Bus

Tags: concessionárias mascarello 150s21 fretamento urbano ônibus carroceria chassi iveco ônibus pronto Gran Class 150S21 Iveco Bus

Veículos

Encontre seu veículo

Últimas notícias

ver todas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação